Futebol

Próximo jogo
Balanço 2014/15
Plantel
Entradas/Saídas
Staff técnico
Utilização do plantel
Goleadores
Competições nacionais
Competições internacionais
Confrontos na Liga
O historial internacional
Dragão do Ano
FC Porto B
Agenda desportiva
Estádio do Dragão
Fórum
Opinião no Portal dos Dragões

Facebook do Portal

A história do FC Porto

O FC Porto é um dos clubes de futebol mais antigos em actividade em Portugal. Foi fundado no dia 28 de Setembro de 1893 por António Nicolau de Almeida, um comerciante de vinhos do Porto que descobriu o futebol nas suas viagens a Inglaterra.  Monteiro da Costa Em 1906, cabe a José Monteiro da Costa [Foto] dar novo impulso ao clube. Para além do futebol começaram a ser praticadas outras modalidades tais como o Ténis, Atletismo, Boxe, Halterofilismo e Natação.  O primeiro campo de futebol é no campo da Rainha. Em 1907 começa a funcionar a primeira sede. 

Em 1910 é criado o primeiro emblema do clube. Em 1913, o clube passa a ter as suas instalações desportivas no Campo da Constituição.  Antes de serem criados os campeonatos nacionais como hoje os conhecemos o FC Porto dominou os campeonatos regionais que disputou. Em 1928, Valdemar Mota torna-se no primeiro atleta olímpico do clube, representando a selecção nacional de futebol.
O FC Porto venceu o "Campeonato de Portugal" (prova antecessora da Taça de Portugal) por 4 vezes (22/23, 24/25, 31/32 e 36/37). Pelo meio vence um "Campeonato da 1ª Liga", em 1935. Em 1933 a sede do clube passa para a actual Praça General Humberto Delgado.

Nos finais da década de 30, o FC Porto alcança o seu primeiro «bi», nas duas primeiras edições do Campeonato Nacional. A maior referência futebolística da altura era Pinga. Em 1945, o clube começa a utilizar o Estádio do Lima, propriedade do Académico do Porto. Os anos 40 foram de um domínio avassalador dos clubes de Lisboa, através do Benfica, Sporting e Belenenses. Apesar de arredado dos títulos, o FC Porto viveu um momento de glória único na altura, como uma vitória sobre o Arsenal de Londres em 1948 por 3-2. Os Ingleses eram então considerados a melhor equipa do mundo.  Em 1949 é lançada a 1ª pedra do novo Estádio das Antas. No dia 28 de Maio de 1952, quase três anos após o início das obras, é inaugurado o Estádio das Antas.

Inauguração do Estádio das Antas
Inauguração do Estádio das Antas

Os títulos nacionais voltam em 1956, com a conquista da primeira «dobradinha». É também em 1956 que o FC Porto participa também pela 1ª vez nas competições europeias, frente ao Athletic de Bilbao, de Espanha. Na década de 60, o FC Porto apenas consegue conquistar uma Taça de Portugal, em 1968.

Vitória na Taça de Portugal
Vitória na Taça de Portugal

A vitória seguinte na Taça aconteceria em 76/77. Iniciava-se então um novo ciclo: um ciclo de vitórias do FC Porto. Foi conquistado um novo «bi» (77/78 e 78/79), com uma grande equipa onde brilhavam Oliveira, Gomes, Seninho, Duda, Frasco, Costa e tantos outros. Jogadores extraordinários, superiormente orientados por José Maria Pedroto.
Este treinador era a grande aposta do Responsável pelo Departamento de Futebol, um senhor chamado Jorge Nuno Pinto da Costa. O trabalho destes dois homens estabeleceu as bases para uma ordem no futebol Português, marcada pela hegemonia do FC Porto.

Em 1981, o FC Porto venceria a sua 1ª Supertaça. O FC Porto tem mais vitórias nesta competição do que todos os outros clubes, o que atesta bem do hábito que se tornou ganhar em todas as frentes! Em 1983, Fernando Gomes conquistou o título de melhor marcador Europeu, façanha que repetiria em 1986. O FC Porto começou igualmente a acumular títulos noutras modalidades, nomeadamente com um «bi» na Taça das Taças de hóquei em Patins.

Em 1984, o FC Porto "emancipa-se" também no futebol, a nível internacional, com a disputa da sua primeira final europeia, perdida em Basileia frente à Juventus, de Itália. Em 1986, o FC Porto sagra-se campeão Europeu de Hóquei em Patins.  Em 1987, o FC Porto sagra-se campeão europeu de futebol, derrotando na final o Bayern de Munique. Aqui se iniciou um ciclo brilhante com a conquista do título mundial (Taça Intercontinental) e da Supertaça Europeia. O FC Porto passava a ser o clube Português com mais troféus internacionais.


Os troféus do ano de ouro

Os troféus do ano de ouro de 1987

A década de 90 foi de domínio do FC Porto, não só em futebol como também noutras modalidades. Em 1996, Fernanda Ribeiro torna-se a primeira atleta do FC Porto a sagrar-se Campeã Olímpica, vencendo a final dos 10000 metros. Em 1997 o FC Porto consegue o seu primeiro «tri» do seu historial. Depois de 2 títulos sob o comando de Bobby Robson, cabe a Oliveira manter o ritmo vitorioso. Depois do «tri» veio o «tetra». Já sob o comando de Fernando Santos, o FC Porto conquista um quinto título consecutivo, algo absolutamente inédito em Portugal!


Pentacampeões nacionais!

Pentacampeões nacionais!

Em 1999, Jardel foi o melhor marcador da Europa, juntando-se a Fernando Gomes na galeria dos vencedores do importante troféu. Apesar de não ter conquistado o título em 2000, 2001 e 2002, o FC Porto não perdeu o hábito de vencer competições...a prova disso são as taças de Portugal e supertaças entretanto conquistadas. Nos jogos Olímpicos de Sidney, Fernanda Ribeiro conquista uma nova medalha para o FC Porto, desta feita a medalha de bronze nos 10000 metros. Em 2001 começou a ser construído um novo estádio, que seria o palco do jogo de abertura do Euro 2004, organizado em Portugal. Já em 2002, o clube inaugurou o seu centro de estágios em Vila Nova de Gaia, um dos mais modernos da Europa.

FC Porto vence a Taça UEFA 2002-2003!

Em 2003, e depois de voltar a vencer o campeonato nacional, o FC Porto venceu a Taça UEFA. Foi a 1ª vez que um clube Português conseguiu vencer na mesma época o seu campeonato e a competição Europeia onde esteve envolvido. O FC Porto poderia ter-se tornado um caso único a nível mundial, mas falhou a conquista da Supertaça Europeia, perdendo ante o campeão Europeu (AC Milão) por 0-1. Em Novembro de 2003, o FC Porto inaugurou o seu novo estádio, o Estádio do Dragão. Sendo considerado como um dos mais belos e modernos estádios de todo o mundo, o estádio do Dragão é mais uma manifestação da força do «Dragão», no início do século XXI. No ano seguinte, o FC Porto repetiu a conquista do título nacional. No dia 26 de Maio de 2004, os Dragões sagraram-s campeões da europa pela 2ª vez.

endo em conta que a Champions League conta com a participação de várias equipas oriundas das chamadas grandes potências do futebol europeu, este é seguramente o maior e mais mediático feito de sempre da história do futebol profissional em Portugal.

Em Dezembro de 2004, em Yokohama, o FC Porto vence a Taça Intercontinental pela 2ª vez, derrotando o campeão sul-americano, o Once Caldas da Colômbia. Foi preciso um desempate emocionante nas grandes penalidades (8-7) para encerrar dessa forma um ano de 2004 perfeito. Os Dragões foram campeões nacionais, campeões da europa e campeões do mundo.

Seguiu-se um período conturbado, com a saída do treinador ligado a estes êxitos e da maioria dos melhores jogadores. Provavelmente nenhum clube no mundo realizou tamanho encaixe financeiro nesse ano, mas isso acabou por se reflectir na qualidade da equipa. Algumas apostas em jogadores não resultaram, já para não falar que a época 2005 conheceu 3 treinadores. Nesse ano o FC Porto «só» conquistou a Supertaça e a Taça Intercontinental.

O ano seguinte provou a todos que, no FC Porto, os ciclos negativos são muito, muito curtos, por muito que isso custe aos nossos rivais. O FC Porto conquistava o seu 21º título nacional,a sua 13ª Taça de Portugal e a sua 15ª supertaça. Em 2006, o FC Porto conquistou o «bicampeonato». Vítor Baía, um dos grandes símbolos da história do clube retirou-se em grande, terminando uma carreira cujo palmarés não tem paralelo no mundo inteiro.

Em 2007/08, e no meio dos vergonhosos processos em tribunal, e não só, o FC Porto consegue chegar ao «Tri», com uma vantagem pontual bem reveladora da sua superioridade. No ano seguinte, com a «máfia» a querer empurrar-nos também para fora das competições europeias, os Dragões chegam ao «tetra», conseguem a «dobradinha» e estiveram bem perto de chegar às meias-finais da Champions League. Em plena recessão mundial, conseguem ainda obter uma receita de perto de 70 milhões de euros em transferência de jogadores. A concorrência, também aí, fica a ver navios...

Depois do "tetra", chega a famigerada e infâme Liga dos Túneis, onde o FC Porto é afastado do título pelos conselhos de disciplina amiguinhos do SLB. Mas no ano seguinte, o FC Porto volta em grande, vencendo campeonato, taça, supertaça e ainda a Taça UEFA, pela 2ª vez. O FC Porto é hoje um dos nomes mais sonantes do futebol mundial. E esta história não vai ficar por aqui...



Powered by EzPortal