GALERIA DE DRAGÕES

Jogadores

A galeria do Portal dos Dragões pretende homenagear os jogadores mais importantes da história do clube. Outros poderiam estar aqui, pelo que se tiver alguma sugestão sobre outros jogadores, não hesite em fazê-la ao cuidado do Portal dos Dragões.

Valdemar Mota - Um dos melhores jogadores do FC Porto, nos anos 20. Este médio/extremo direito jogou mais de 20 vezes pela selecção nacional e notabilizou-se por ter marcado três golos à Itália ( vitória por 4-1). Foi também o 1º atleta olímpico do clube. Portugal ficou em 4º lugar dos J.O. de Amsterdão, em 1928.

Acácio Mesquita - Era um atleta extraordinário, tendo sido recordista nacional do...triplo salto, 110m barreiras e 4x100m. Também jogava basquetebol, mas foi no futebol que mais se notabilizou. Um dos melhores jogadores do FC Porto, nos anos 20. Formou com Valdemar Mota uma dupla temível.

Mihaly Siska - Grande guarda-redes de origem Húngara, que foi campeão pelo FC Porto nas décadas de 20 e 30. Também foi campeão como treinador, nas duas primeiras edições do campeonato nacional (1939 e 1940).

Pinga - Talvez a primeira grande «lenda» do FC Porto. Nos anos 30 foi um nome incontornável no FC Porto, vencendo campeonatos e sendo também um grande goleador, sendo o melhor marcador em 34/35 e 35/36. Foi também um dos esteios da selecção nacional. Pinga é considerado o primeiro grande génio do futebol português.

António Araújo - Um avançado de grandes potencialidades, que se sagrou melhor marcador do campeonato em 47/48, apontando 38 golos. Pela selecção, marcou 6 golos em 9 partidas. A selecção da altura era designada com algum sarcasmo por «Sport Lisboa e Araújo». O maior momento de glória de Araújo foi na 1ª vitória oficial frente à Espanha, em 1947. Portugal venceu por 4-1, com os dois primeiros golos apontados pelo António Araújo.

Correia Dias - Estreou-se no FC Porto em 41/42 num jogo com o Guimarães, onde marcou logo 2 golos. Nessa temporada foi o melhor marcador do campeonato com 34 golos! Também esteve envolvido na célebre vitória contra o Arsenal (3-2), em 1948, apontando 2 golos. No total da sua carreira, marcou 110 golos em 114 jogos realizados. Impressionante!

Virgílio - Um dos maiores defesas direitos da história do FC Porto e da selecção nacional. Também conhecido por «Leão de Génova», depois de ter realizado uma portentosa exibição em Itália.

Jaburu - Um dos obreiros do título de 55/56, apontando 22 dos 77 golos que o FC Porto marcou nesse campeonato. Era um avançado enorme qualidade e o terror das defesas adversárias.

Pedroto - Um dos maiores símbolos da história do FC Porto, como grande jogador e grande treinador. Como jogador, era um futebolista de grande talento, tendo passeado a sua classe com as camisolas do FC Porto e da selecção nacional. Chegou a despertar o interesse de clubes Italianos, mas optou sempre por ficar no país.

Barrigana - Considerado um dos melhores guarda-redes de sempre no FC Porto e de Portugal.

Hernâni - Considerado por muitos o mais completo jogador de sempre do FC Porto. Um esteio da equipa que dominou a 2ª parte da década de 50, conquistando dois títulos nacionais e uma taça de Portugal.

Miguel Arcanjo - Um excelente defesa central, dotado de boa técnica e sentido posicional, que fez parte da equipa que conquistou 2 títulos nacionais na década de 50.

Carlos Duarte - Um excelente extremo direito que fez parte da equipa que conquistou 2 títulos nacionais na década de 50. Era um jogador que tinha muita velocidade e capacidade de finta. Formou uma asa direita fantástica, com Hernâni.

Américo - Um dos melhores guarda-redes da sua geração, venceu um campeonato e uma taça. Representou Portugal por 15 vezes.

Custódio Pinto - Custódio Pinto foi durante muito tempo o melhor marcador do FC Porto nas competições europeias. Este médio com tendência atacante foi igualmente internacional por Portugal, tendo estado presente no mundial de 1966. Foi uma das maiores figuras do clube durante a década de 60. Venceu a Taça de Portugal em 1968.

Abel - Um dos bons goleadores do FC Porto. Marcou os seus sete golos na Taça UEFA de 1972/73, em eliminatórias frente ao Barcelona, Brugges e Dresden.

Cubillas - Um dos melhores jogadores Sul-Americanos da sua geração. A passagem deste peruano pelo FC Porto foi muito bem sucedida. Cubillas passeou a sua classe pelos estádios portugueses.

Pavão - Um grande jogador com enorme talento e grande visão de jogo. Está ligado a um dos momentos mais tristes da história do clube, ao falecer em competição, num jogo disputado nas Antas frente ao Vitória de Setúbal.

Lemos - Um grande avançado do FC Porto. Ficou especialmente famoso por ter marcado 4 golos num FC Porto-Benfica (4-0). Curiosamente, o jogador esteve envolvido e mais uma dezena de «clássicos» frente ao Sporting e Benfica, e só venceu mesmo este...

Seninho - Um dos melhores jogadores Portugueses da sua geração. É memorável a sua acção na eliminatória em que o FC Porto destrouçou o Manchester United, em 1977. Rumou depois aos Estados Unidos, onde jogou nos Cosmos de Nova Iorque.

Duda - Um dos melhores jogadores brasileiros da história do FC Porto. Fez parte da equipa que venceu 2 campeonatos, depois de muitos anos sem vencer. Duda foi também o artífice da 1ª vitória do FC Porto no Giuseppe Meazza, frente ao AC Milão.

Rodolfo - Um centro-campista de qualidade, também bicampeão nacional em 77/78 e 78/79. Depois de terminar a sua carreira como futebolista, Rodolfo voltou a colaborar com o clube, inserido em diversas equipas técnicas de futebol. Curiosamente, Rodolfo apenas jogou futebol no FC Porto.

Oliveira - Um génio à solta, sob a batuta de José Maria Pedroto. Foi um dos maiores jogadores de sempre do FC Porto e de Portugal. Está a fazer uma brilhante carreira como treinador, tendo sido "bicampeão" no FC Porto, e como seleccionador nacional teve uma participação muito boa no Euro-96 e levou Portugal à fase final do Mundial de 2002.

Frasco - Um tecnicista como poucos. Foi campeão Europeu. Fez parte de um dos melhores meio-campos de sempre do futebol Português.

Costa - Um dos melhores extremos-esquerdos do FC Porto e de Portugal. Fez parte de um trio atacante famoso, onde actuavam também Gomes e Oliveira.

Fernando Gomes - Uma das figuras mais populares da história do FC Porto, e também o avançado que mais golos marcou no FC Porto. Venceu 6 vezes a Bola de Prata e 2 vezes a Bota de Ouro, o troféu instituído para o melhor marcados dos campeonatos realizados na Europa.

João Pinto - Talvez o melhor defesa direito de sempre do futebol Português. Foi sete vezes campeão nacional, fez parte de selecções mundiais e foi o primeiro "centenário" do futebol Português (em internacionalizações). Foi o capitão da equipa que conquistou a 1ª Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1987.

Mlynarczyk - Guarda-redes da selecção Polaca, que foi terceira classificada do mundial de 82. Transferido do Bastia para o FC Porto, veio para vencer campeonatos e ser campeão europeu e mundial.

Inácio - Um grande defesa esquerdo. Ganhou tudo no FC Porto, e fez parte da equipa que se sagrou campeã da Europa em 1987. Está a fazer uma carreira brilhante como treinador, levando o Sporting ao título após um jejum de quase vinte anos.

Celso - Outro grande defesa central, também campeão Europeu em 1987. Também conhecido pelo seu forte pontapé, que deram muitos golos ao FC Porto.

André - Um centrocampista que faz os sonhos de qualquer treinador. Um poço de força e carácter. Fez parte da equipa campeã Europeia em 1987 e coleccionou um grande número de troféus nacionais. Ainda hoje faz parte da equipa técnica do FC Porto.

Jaime Pacheco - Um grande centrocampista e patrão do meio-campo do FC Porto e da selecção nacional. Como treinador, tendo sido campeão nacional com o Boavista.

Jaime Magalhães - Um grande talento no meio-campo do FC Porto e da selecção nacional. Fez parte da equipa campeã da Europa e do mundo, e coleccionou inúmeros títulos em Portugal.

Madjer - "L' Artiste". O melhor estrangeiro de sempre do FC Porto e do futebol Português. Foi decisivo na final da Taça dos Campeões Europeus e na Taça Intercontinental, em 1987. Foi considerado um dos cinco melhores jogadores Africanos de sempre e foi o 62º jogador melhor votado na selecção do Jogador do Século.

Futre - Um grande extremo-esquerdo. Veio do Sporting ainda "miúdo" e fez-se jogador no FC Porto. Ganhou tudo o que havia para ganhar no FC Porto, tendo sido uma das figuras da equipa campeã da Europa, em 1987. Rumou depois para o Atlético de Madrid, onde iniciou uma grande e longa carreira internacional.

Juary - Um grande avançado, dotado de grandes atributos técnicos e muita velocidade. Foi muitas vezes decisivo. Marcou o golo que levou o FC Porto à conquista da Taça dos Campeões Europeus, em 1987.

Branco- Talvez o melhor defesa esquerdo de sempre no FC Porto. Este internacional Brasileiro era igualmente conhecido pelo seu fortíssimo pontapé. Muitos dos seus livres directos resultaram em golos para o FC Porto.

Geraldão - Um grande defesa central, e internacional Brasileiro, que teve uma passagem de grande sucesso pelo FC Porto. Também eram bem conhecidos os seus portentosos livres directos, que deram muitos golos ao FC Porto.

Paulinho Santos - Um grande médio do FC Porto, envolvido no "Penta". Ganhou má fama pelos duelos que manteve com João Pinto, do Benfica. No entanto, trata-se de um jogador que sempre deu tudo pelo seu clube e também pela selecção. No jogo da sua despedida, que coincidiu com a festa de mais um título, Paulinho Santos recebeu uma salva de prata do seu «rival» de sempre, João Pinto.

Rui Filipe - Um jovem que muito prometia. Marcou o primeiro golo do ...Penta. Um estúpido acidente de viação tirou-lhe a vida, privando o futebol Português de uma das suas mais brilhantes promessas. Para todo o sempre, Rui Filipe é um dos símbolos do FC Porto.

Rui Barros - Um verdadeiro caso de sucesso meteórico. Em 2 anos, passou da 2ª divisão para o FC Porto e para a Juventus de Itália. Foi campeão Intercontinental e foi decisivo na conquista da Supertaça Europeia. Fez uma grande carreira internacional antes de terminar a sua carreira no FC Porto.

Emerson - Um médio de grande categoria, que teve uma passagem de grande sucesso pelo FC Porto. Dada a sua enorme categoria, foi impossível mantê-lo muito tempo. Transferiu-se para Espanha.

Timofte - Este médio internacional Romeno era muito poderoso e marcava igualmente muitos golos. Esteve nos primeiros títulos do «Penta».

Domingos - Um dos jogadores mais populares da história do FC Porto. Marcou mais de cem golos ao serviço do FC Porto, vencendo inclusivamente uma "bola de prata". Domingos merece ser recordado como um dos jogadores mais populares de sempre da história do FC Porto. Como treinador levou o Braga a uma final europeia, disputada frente ao FC Porto.

Kostadinov - Fez uma dupla atacante de grande sucesso no FC Porto, ao lado de Domingos. Foi também um jogador importante na selecção da Bulgária, marcando o golo que ditou a eliminação da França e a ida dos Búlgaros ao mundial de 1994. Com Domingos, fez uma excelente dupla de ataque, que muitas glórias deu ao FC Porto.

Drulovic - Um dos melhores extremos-esquerdos de sempre no FC Porto e no futebol Português. Esteve intimamente ligado ao "Penta". Foi o municiador de serviço a muitos avançados no FC Porto, nomeadamente Jardel, que lhe pode agradecer muitos dos golos que marcou.

Aloísio - Foi vice-campeão Olímpico pelo Brasil. Veio de Barcelona, para relançar a sua carreira. Acabou por ficar quase uma década, acumulando um palmarés impressionante de vitórias. Terminou a sua carreira no FC Porto, mas manteve-se ligado ao clube, passando a integrar a equipa técnica.

Fernando Couto - Fez "dupla" com Jorge Costa, antes de rumar ao estrangeiro. Já passou por grandes clubes como o Barcelona, Parma e Lázio. Será sempre recordado como um dos melhores defesas que o FC Porto já teve.

Sérgio Conceição - Um grande extremo formado na casa. Transferiu-se para Itália, protagonizando uma das maiores transferências conseguidas pelo FC Porto. Em Itália, jogou em vários clubes de nomeada, antes de regressar a Portugal em 2003, onde representou o FC Porto durante 6 meses. Actualmente faz as delícias dos adeptos do Standard de Liège.

Jardel - Esteve 4 anos no FC Porto, marcando mais de 150 golos! Foi...4 vezes consecutivas o melhor marcador do campeonato nacional. Jardel marcou golos em grandes palcos Europeus (Barcelona, Madrid, Milão, Munique...) onde actuou o FC Porto, e isso abriu-lhe as portas para a selecção Brasileira. Saíu para o Galatasaray, protagonizando uma das maiores transferências de sempre do FC Porto e do futebol Português.

Zahovic - Um grande jogador, envolvido em inúmeros títulos, nomeadamente o "Penta". Optou por sair para ganhar dinheiro, mas os sucessos desportivos não acompanharam.

Jorge Costa - O "Capitão" de equipas brilhantes, que venceram muitos títulos. Teve uma breve passagem por Inglaterra, mas está de volta ao seu lugar: o FC Porto.

Deco - Deco foi o «patrão» do FC Porto, o «maestro» da equipa. Esteve envolvido em grandes conquistas do clube, como a Champions League, a Taça UEFA, o "Penta" e inúmeras taças e supertaças. É actualmente um dos melhores jogadores do mundo, tendo sido eleito pela UEFA como o melhor jogador do ano de 2004. Deco ficará para sempre como um dos mais admirados jogadores do FC Porto.

Paredes - Um dos melhores centrocampistas que evoluíram no FC Porto, nos últimos anos. Carlos Paredes veio do Olimpia e cedo se afirmou como um jogador fundamental no meio-campo dos Dragões. Participou nos Mundiais de 1998 e 2002 e acabou transferido para Itália.

Vitor Baía - O melhor guarda-redes de sempre do futebol Português? Nós achamos que sim. Protagonizou uma transferência milionária para o Barcelona. Voltaria 3 anos depois para o FC Porto, onde todos desejamos que termine a sua brilhante carreira. Nenhum jogador, no mundo inteiro, possui um palmarés tão rico como o Vítor Baía. Isto diz tudo. O Vítor Baía é indiscutivelmente um dos maiores símbolos do FC Porto.

Paulo Ferreira - Paulo Ferreira esteve apenas 2 temporadas no FC Porto. Nesse curto espaço de tempo, ganhou tudo o que havia para ganhar, a nível nacional e internacional, e tornou-se um dos melhores laterais direitos do mundo. Transferiu-se para o Chelsea.

Alenitchev - Um «virtuoso» Russo que nunca teve a vida fácil no FC Porto, por ser quase sempre uma sombra de Deco. No entanto, mostrou sempre ser um futebolista de rara qualidade. É também o único futebolista a marcar um golo em duas finais consecutivas - Taça UEFA e Champions League.

Ricardo Carvalho - Ricardo Carvalho teve uma ascensão meteórica no FC Porto. Fez parte da equipa que venceu uma taça UEFA e uma Champions League. Em 2004, foi considerado o melhor defesa central da europa. Transferiu-se para o Chelsea por 30 milhões de euros (record de Portugal).

Costinha - Um centro-campista que se notabilizou primeiro no estrangeiro e só depois conheceu o sucesso em Portugal. Depois do Mónaco, Costinha integrou uma equipa que viria a sagrar-se campeã da europa e vencedora da Taça UEFA. Foi também um dos esteios da selecção nacional, no Euro-2004.

Maniche - Um centro-campista fantástico que o FC Porto recuperou da «praia», onde o SLB o tinha deixado. Em pouco tempo, Maniche assumiu-se como uma pedra fundamental do FC Porto que tudo venceu a nível nacional e internacional. Teria sido eleito como o melhor jogador do Euro-2004, se Scolari tivesse sido capaz de desmontar a «teia» montada pela Grécia.

Derlei - Veio para o FC Porto pela mão de José Mourinho. Cedo se impôs como um jogador capaz de jogar em várias posições e de se mostrar também goleador. Integrou a equipa que venceu a Taça UEFA, Liga dos Campeões e Taça Intercontinental. Era um dos jogadores mais populares no seio dos adeptos e era denominado por «Ninja».

McCarthy - Veio para o FC Porto em definitivo após um empréstimo do Celta de Vigo que resultou muito bem. Venceu tudo ao serviço do FC Porto - Campeão Mundial, Europeu e Nacional. Não faltaram Taças e Supertaças. Benni McCarthy é um dos nomes mais sonantes do emergente futebol Sul-Africano, que fica a dever muito do seu brilho à sua passagem pelo FC Porto. Os adeptos do FC Porto, pelo seu lado, reconhecem-se igualmente o seu importante contributo em alguns dos mais notáveis feitos do clube.

Nuno Valente- Veio de Leiria pela mão de José Mourinho, e esteve envolvido nas conquistas de Sevilha e Gelsenkirchen. Antes de se lesionar ao serviço da selecção, era um dos jogadores mais regulares da equipa. Um dos bons defesas esquerdos que passou pelo clube.

Bosingwa - Um grande lateral direito, que fazia todo o seu corredor. Bom a defender e exímio no ataque, foi conquistando o seu lugar de indiscutível no FC Porto. Foi transferido para o Chelsea.

Pedro Emanuel - Formado no Boavista, este defesa central venceu um campeonato e uma Taça. O seu palmarés ficou consideravelmente mais rico, quer a nível interno, quer a nível internacional, depois de vários anos ao serviço do FC Porto. Esteve ligado a grandes conquistas do FC Porto, apontando mesmo a grande penalidade que nos valeu a conquista da 2ª Taça Intercontinental. O seu «semblante» ficou famoso, pelo ar decidido e vencedor. Um ar de Dragão! Pedro Emanuel era uma força no balneário e também uma voz de comando para os seus companheiros, dentro de campo.

Quaresma - Formado noutras paragens, fez-se homem no FC Porto. Foi igualmente no FC Porto que atingiu o seu melhor nível. A magia do seu futebol valeu-lhe a alcunha de Harry Potter. Foi transferido para o Inter de Milão. Depois de uma carreira internacional em clubes de ligas importantes, regressou ao FC Porto, onde merece a simpatia e preferência de muitos adeptos.

Pepe - Veio do Marítimo por indicação de Mourinho. Teve dificuldades em impor-se mas a partir daí tornou-se imprescindível no FC Porto. Na versão defensiva de Co Adriaanse, o FC Porto tinha 3 defesas. Pepe desenvolveu nesse modelo qualidades ímpares que o levaram à fama e a uma grande transferência para o Real Madrid.

Anderson - Um prodígio de 17 anos que o FC Porto conseguiu trazer para a Europa. Mesmo muito novo conseguiu ter uma grande influência na qualidade do futebol da equipa. Era, conjuntamente com Quaresma, um dos atractivos do campeonato Português, até que uma agressão inqualificável o atirou para fora dos relvados. O Manchester United pagou por ele 31.5 milhões de euros.

Lisandro Lopez - Conjuntamente com Lucho Gonzalez, formou uma dupla que introduziu o «tango» argentino no Dragão. Um avançado extraordinário, com grande mobilidade e que marcou muitos golos pelo FC Porto, em provas nacionais e internacionais.

Lucho Gonzalez - Será para todo o sempre, e para todos os adeptos do FC Porto, simplesmente «El Comandante». Um jogador de altíssima craveira mundial que tivémos a sorte de ver evoluir no Dragão tantos anos. A sua saída foi tão traumática como a de Deco. Era o melhor jogador do campeonato Português e um dos melhores centro-campistas que já jogaram pelo nosso clube.

Bruno Alves - Enquanto esteve no FC Porto, Bruno Alves foi sempre considerado como uma das referências da equipa. Um defesa central possante e de grande categoria internacional, titular no FC Porto e na selecção nacional. Certa comunicação social tentou denegrir-lhe a imagem, mas aos olhos dos adeptos do FC Porto será sempre um grande Dragão.

Raul Meireles - Dos melhores médios polivalentes que o FC Porto já teve. Durante o tempo que esteve no FC Porto coleccionou títulos e uma fama de grande regularidade, não só na equipa do FC Porto como também na selecção, onde acabou por ser primeira opção.

Helton  - Um guarda-redes de grande longevidade, assegurando a titularidade para além dos 35 anos e já depois de uma grave lesão. Carisma, talento e muitos, muitos títulos nacionais. Venceu a Taça UEFA.

Fernando - Um médio discreto, também conhecido como "polvo". Depois de um início complicado, com empréstimos à mistura, subiu a pulso e fez uma grande carreira no FC Porto. Transferiu-se para o Manchester City.

João Moutinho - Mais um daqueles produtos das academias a sul, que chegam ao FC Porto para se fazerem jogadores a sério, e conquistar títulos. Muito popular pelos adeptos que muito pedem o seu regresso.

James Rodriguez - Desde muito jovem assumiu preponderância no FC Porto, cedo mostrando que é dos melhores do mundo na sua posição. Depois de muitos títulos, tranferiu-se para o Real Madrid.

Falcao - Um caso sério de eficácia atacante. Ganhou tudo e acabou envolvido em mais uma transferência milionária.

Hulk - O FC Porto foi buscá-lo ao...Japão. Um colosso atacante que rapidamente atingiu o reconhecimento mundial. Um dos preferidos de sempre dos adeptos.

Jackson Martínez -  Chegou com a difícil missão de substituir Falcao. Em três anos, três "Bolas de Prata". Golos em catadupa, muito talento e sempre com uma atitude irrepreensível. Quase com 29 anos, foi transferido por um valor absolutamente fantástico: 35 milhões de euros.

Treinadores

Dorival Yustrich - Treinador Brasileiro que levou o FC Porto ao título nacional, após um jejum de 16 anos. Era um treinador de feitio polémico e um grande líder de homens. Uma equipa com talento e bem comandada foi a receita para quebrar o nosso jejum mais prolongado.

José Maria Pedroto - Talvez o melhor e mais carismático treinador que alguma vez passou pelo FC Porto. José Maria Pedroto esteve ligado ao "bi" conseguido no final da década de 70, após 19 anos de jejum. Levou a equipa à sua primeira final Europeia e construiu as bases para as grandes equipas que conquistaram Portugal e o resto do mundo durante as décadas de 80 e 90.

Artur Jorge - Discípulo de José Maria Pedroto. Artur Jorge sucedeu a José Maria Pedroto e António Morais. Em duas passagens pelo FC Porto ganhou tudo o que havia para ganhar a nível nacional e levou a equipa ao título Europeu. Artur Jorge foi o primeiro técnico português que se pode orgulhar de tal feito.

Tomislav Ivic - Sucedeu a Artur Jorge. Ganhou tudo o que havia para ganhar a nível nacional, foi campeão mundial e venceu a Supertaça Europeia. Só não ganhou novamente a Taça dos Campeões e... saíu. Um bom amigo do FC Porto que ocasionalmente visita uma casa que será sempre sua.

Carlos Alberto Silva - Veio para o FC Porto com a missão de substituir Artur Jorge, que terminava a sua 2ª passagem pelo FC Porto. Os resultados falam por si...nos dois anos em que esteve à frente da equipa, conquistou o campeonato nacional. Um treinador discreto mas que cumpriu na plenitude.

Bobby Robson - Já não foi a tempo de ser campeão nacional na sua 1ª (meia) época, mas ainda venceu a Taça de Portugal, derrotando na final o Sporting, o clube que inexplicavelmente o tinha despedido. Nos dois anos seguintes foi campeão nacional e levou o clube a uma meia-final da Liga dos Campeões, perdida a uma mão no Camp Nou, perante o FC Barcelona. Bobby Robson foi sem dúvida um dos mais populares treinadores do FC Porto de sempre!

António Oliveira -  Tal como Pedroto, António Oliveira foi jogador e treinador no FC Porto. Como treinador, esteve ligado ao "Penta", vencendo 2 campeonatos (o primeiro "tri" da história do clube e o "tetra"). Voltou a ser seleccionador nacional, levando o país ao mundial de 2002.

Fernando Santos - esteve 3 anos à frente do FC Porto. Depois de Robson e Oliveira, manteve a senda dos êxitos, conquistando para o FC Porto um quinto título consecutivo. Fernando Santos ficará para sempre conhecido como o «Engenheiro do Penta».

José Mourinho - esteve dois anos e meio à frente do FC Porto. Nas duas épocas completas que realizou venceu 2 campeonatos, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça, 1 Champions League e 1 Taça UEFA. É sem dúvida nenhuma o treinador com mais sucesso da história do clube. José Mourinho é actualmente um dos mais conceituados técnicos a nível mundial.

Jesualdo Ferreira - Foi o primeiro treinador a conquistar 3 títulos consecutivos no FC Porto! Em 4 anos, para além dos três campeonatos, venceu igualmente 2 Taças de Portugal e 1 Supertaça. Venceu ainda alguns prestigiantes torneios - Troféu «Matines Brugeoises (Brugge), Thomas Cook Trophy (Manchester), Trofeo Daihatsu (Atalanta Bergamo), Port of Rotterdam 2007 (Roterdão), Torneio Internacional de Braga e Troféu Albufeira Anima. Além das suas inegáveis qualidades como homem do futebol, assumiu igualmente de forma intransigente e muito competente alguma comunicação do clube, em algumas alturas mais delicadas.

André Villas-Boas - Esteve um ano no FC Porto para vencer 4 troféus, 3 nacionais e um internacional - a nossa 2ª Taça UEFA. A nível nacional começou por vencer uma Supertaça a um rival que pensava que tinha aberto um novo ciclo no futebol Português. Depois foi uma vitória no campeonato sem derrotas, a primeira de sempre na história do clube. Venceu ainda a Taça de Portugal e a 2ª Taça UEFA da história do clube. Foi depois seduzido por uma proposta do Chelsea, rescindindo com o FC Porto sem justa causa. Talvez por culpa própria, será provavelmente mais relembrado pelos adeptos pela forma pouco ortodoxa como saíu do clube...

Vítor Pereira - Fazia parte da equipa técnica de Villas-Boas e ficou a substituí-lo quando este saíu para o Chelsea. Em dois anos, venceu 2 campeonatos. Um grande conhecedor do futebol a quem os adeptos ficam a dever aquela fantástica noite em que um campeonato ficou praticamente decidido no último minuto.

Outros treinadores no FC Porto: Pinto Basto, Adolphe Cassaigne, Akos Teszler, Joseph Szabo, François Gutskas, Miguel Siska, Augusto Silva, Gencsi, Cândido de Oliveira, Fernando Vaz, Yustrich, Otto Bumbel, Fernando Daucik, Otto Vieira, Pedroto, Jamos Kalmar, Otto Glória, Flávio Costa, Pedroto, Tommy Doc, Fernando Riera, Bella Guttmann, Pedroto, Hermann Stessl, Pedroto, António Morais, Artur Jorge, Tomislav Ivic, Quinito, Artur Jorge, Carlos Alberto Silva, Bobby Robson, António Oliveira, Fernando Santos, Octávio Machado, José Mourinho, Luigi del Neri, Victor Fernandez, José Couceiro, Co Adriaanse, Paulo Fonseca e Julen Lopetegui.

Presidentes

A galeria do Portal dos Dragões pretende homenagear o presidente mais importante da história do clube: Jorge Nuno Pinto da Costa.

Jorge Nuno Pinto da Costa nasceu em 1937. Fez os estudos num colégio Jesuíta em V.N. de Famalicão. Aos 35 anos, torna-se dirigente do FC Porto, como chefe da secção de hóquei em patins. Passou também pelas secções de hóquei em campo e boxe. Em 1976, chega a responsável pelo departamento de futebol...alguns anos mais tarde, no dia 17 de Abril de 1982, é eleito Presidente do FC Porto, iniciando funções no dia 23 de Abril.

Com Pinto da Costa, o FC Porto conheceu os seus momentos mais gloriosos: o clube tornou-se campeão Europeu e Mundial de futebol, tendo igualmente conquistado a hegemonia do futebol Português. Mas também noutras modalidades, o FC Porto coleccionou títulos - basquetebol, andebol, hóquei em patins, etc. etc. Nenhum outro presidente tem um currículo tão vasto e bem sucedido como Jorge Nuno Pinto da Costa.

Uma das suas frases famosas: «Lisboa não pode continuar a colonizar o resto do País. O desejo deles é que o Porto desça de divisão».A frase, embora dita há muitos anos, mantém-se bem actual...

Últimas

Últimas mensagens no Fórum

Ewerton (Portimonense) por FCP07
Hoje às 03:01 am

Argentina - Superliga 2018/2019 por Ginjeet
Hoje às 02:35 am

Liga, 2ªJ: CF "Os Belenenses" - FC Porto por Paulo Sérgio
Hoje às 02:22 am

Itália - Serie A - 2018/2019 por Tripeiro1893
Hoje às 02:11 am

2ª Liga, 2ª J.: FC Porto B - SC Farense 1-3 por joaoalvercafcp
Hoje às 01:47 am

Cartel do regime (Organização Criminosa) por Portoallez2
Hoje às 01:07 am