37ª Volta ao Alentejo (2.2.)

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
A 37.ª Volta ao Alentejo Crédito Agrícola vai realizar-se entre 20 e 24 de março. O figurino da corrida será semelhante ao do ano passado, contando com 802,1 quilómetros, distribuídos por cinco etapas, uma das quais com dois setores.

A prova arranca com a mais longa ligação da corrida, 208,1 quilómetros praticamente planos, entre Montemor-o-Novo e Mora, apenas um prémio de montanha de quarta categoria na viagem. O último quilómetro, empinado, poderá ditar alguns “cortes” de tempo.

A segunda etapa liga Mértola a Odemira, ao longo de 182,8 quilómetros sem qualquer contagem de montanha no caminho. O terceiro dia conta com uma viagem de 176,5 quilómetros, entre Santiago do Cacém e Mora, que incluem dois prémios de montanha de quarta categoria.

Espera-se que a quarta etapa, dividida em dois setores, seja o momento das grandes decisões. De manhã serão percorridos 74,3 quilómetros, entre Ponte-de-Sor e Portalegre, com a subida do Cabeço de Mouro, de segunda categoria, colocada a 5,4 quilómetros da meta. O setor vespertino é um seletivo contrarrelógio individual de 8,4 quilómetros, em Castelo de Vide.

A quinta e última etapa une Portalegre a Évora, por um itinerário de 152 quilómetros sem qualquer contagem de montanha para travar o andamento.

Mais Informações sobre a Prova:
https://voltaaoalentejo.com/


Equipas Participantes (18):

Continental Profissional:
. Euskadi Basque Country-Murias (Espanha)
. W52-FC Porto

Continental:
. Aviludo-Louletano
. BAI - Sicasal - Petro de Luanda (Angola)
. Efapel
. Fundación Euskadi (Espanha)
. LA Alumínios-LA Sport
. Lokosphinx (Rússia)
. Miranda-Mortágua
. Rádio Popular-Boavista
. Sporting-Tavira
. Swiss Racing Academy (Suíça)
. Team Diffedange-GeBa (Luxemburgo)
. Team Wiggins Lecol (Reino Unido)
. UD Oliveirense-InOutBuild
. Uno-X Norwegian Development Team (Noruega)
. Vito-Feirense-PNB

Seleções:
. Seleção sub 23 do Reino Unido


Etapas:

1ª Etapa: Montemor o Novo - Moura 208,1 Km



2ª Etapa: Mértola - Odemira 182,8 Km



3ª Etapa: Santiago do Cacém - Mora 176,5 Km


4ª Etapa a): Ponte de Sor - Portalegre 74,3 Km



4ª Etapa b): CRI Castelo de Vide - Castelo de Vide 8,4 Km



5ª Etapa: Portalegre - Évora 152 Km

 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
K92 disse:
A ver se este ano a conseguimos sacar! :)
Vamos ver que equipa é que vamos apresentar.

A concorrência não é nada de extraordinário. A maior parte destas equipas nós conhecemos bem e sabemos o que elas podem fazer.

No Alentejo existem sempre muitos factores externos a ter em conta, como o vento por exemplo. O ano passado aproveitamos o vento para dinamitar a geral logo na 1ª etapa.

Vamos ver se é desta vez.
 

godnelson

Bancada lateral
9 Março 2012
542
29
Evora
Hoje passa em frente à minha casa em Reguengos de Monsaraz!!

Enviado do meu ONEPLUS A6003 através do Tapatalk

 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
Já estão percorridos cerca de 90 km de etapa e segue na frente uma fuga com 2 ciclistas.

O pelotão comandado pela nossa equipa está a 6 minutos.

Nas duas metas volantes já ultrapassadas o Alarcon e o Ricardo Mestre passaram em 3º lugar e bonificaram uns segundos.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
Prémio de Montanha de 4ª categoria – Concelho de Portel - ordem de passagem:

1.º 141 - Antonio Soto (Equipo Euskadi)
2.º 22 - James Fouche (Team Wiggins Lecol)
3.º 104 – David Ribeiro (LA Alumínios/ LA Sports)

Na frente de corrida, descaiu o 141 - Antonio Soto (Equipo Euskadi).

22 - James Fouche (Team Wiggins Lecol)  assume sozinho a dianteira.
 

godnelson

Bancada lateral
9 Março 2012
542
29
Evora
Meta Volante de  Reguengos de Monsaraz vai um gajo da wingins à frente com mais de quatro minutos e a nossa equipa vai toda à frente a liderar a perseguição

Enviado do meu ONEPLUS A6003 através do Tapatalk

 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
godnelson disse:
Meta Volante de  Reguengos de Monsaraz vai um gajo da wingins à frente com mais de quatro minutos e a nossa equipa vai toda à frente a liderar a perseguição

Enviado do meu ONEPLUS A6003 através do Tapatalk
Tudo controlado até agora
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
godnelson disse:
O fugitivo via-se que isa muito desgastado

Enviado do meu ONEPLUS A6003 através do Tapatalk
Acredito. Vai sozinho à muitos km e não é fácil aguentar.

Se nada de anormal acontecer vai ser apanhado quando o pelotão quiser.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
Terceira Meta Volante – Reguengos de Monsaraz – ordem de passagem:

1.º 22 - James Fouche (Team Wiggins Lecol)
2.º 13 – Edgar Pinto (W52 – FC Porto)
3.º 12 – Ricardo Mestre (W52 – FC Porto)

A diferença do fugitivo para o pelotão é de 6 minutos e 30 segundos.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
km 146

A diferença do fugitivo para o pelotão está em 6 minutos e 10 segundos.

Para além da W52 – FC Porto, chegam agora à cabeça do pelotão as equipas Sporting – Tavira e Euskadi Basque Country – Murias
 

godnelson

Bancada lateral
9 Março 2012
542
29
Evora
A nossa equipa em primeiro plano

https://www.facebook.com/287000761324780/posts/2345365895488246/?sfnsn=mo

Enviado do meu ONEPLUS A6003 através do Tapatalk

 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
km 174,5

Fuga anulada.

Após 172 quilómetro em fuga, o neozelandês 22 - James Fouche (Team Wiggins Le Col) foi apanhado pelo pelotão.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
km 183

A 25 km da chegada tudo compacto.

Na cabeça do pelotão está a equipa Euskadi Basque Country – Murias.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
Vitória na etapa para Enrique Sanz da Euskadi Basque Country – Murias.

Samuel Caldeira 12º
Alarcon 13º
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,973
3,647
Porto
O espanhol Enrique Sanz (Euskadi Basque Country-Murias) ganhou hoje a primeira etapa da Volta ao Alentejo, uma maratona de 208,1 quilómetros, entre Montemor-o-Novo e Moura, e é o primeiro dono da camisola amarela.

O experiente corredor da equipa basca, vencedor da etapa da Santa Luzia na Volta a Portugal do ano passado, correspondeu da melhor forma ao trabalho dos homens da Euskadi Basque Country-Murias, que foram dos mais ativos no controlo do pelotão.

Enrique Sanz bateu ao sprint o vencedor da edição transata da corrida, Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista), e o espanhol Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano), segundo e terceiro, respetivamente. Não havendo bonificações, a geral individual é encimada pelo mesmo trio, sem diferenças de tempo.

O sprint foi o corolário lógico de uma etapa sem muitos momentos de agitação, embora com quedas que provocaram sustos e alguns atrasos.
James Fouché (Team Wiggins LeCol) e Antonio Soto (Equipo Euskadi) serviram de batedores, anunciando que estava para breve a passagem do pelotão. O máximo de tempo que os espectadores aguardaram entre os dois escapados e o grupo principal foi de 7m10s, ao quilómetro 60.

Apesar do ritmo lento - média de 38,9 km/h ao fim de três horas de corrida - Antonio Soto preferiu esperar pelo pelotão depois de garantir a camisola da montanha, deixando o campeão da Nova Zelândia sozinho na frente da corrida à entrada para a segunda metade da etapa. A escapada morreu a 30 quilómetros do fim, depois de o neozelandês ter andado em fuga cerca de 170 quilómetros.

Enrique Sanz junta a geral individual à classificação por pontos. Antonio Soto aproveitou a fuga para envergar a camisola da montanha e o colombiano Sérgio Higuita (Equipo Euskadi) é o melhor jovem da competição. Por equipas manda a Euskadi Basque Country-Murias.

A segunda etapa corre-se nesta quinta-feira, numa viagem de 182,8 quilómetros, entre Mértola e Odemira, que não comporta qualquer prémio de montanha. A descida técnica para Odemira e os últimos 1500 metros, com dois pequenos topos, podem quebrar o pelotão e provocar algumas diferenças.

In Federação Portuguesa de Ciclismo