4º GP Int. Beiras e Serra da Estrela (2.1)

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Nos próximos dias 12, 13 e 14 de Abril vai disputar-se o 4º GP Internacional Beiras e Serra da Estrela.
O 4º GP Internacional Beiras e Serra da Estrela está inscrito no calendário da UCI na classe 2.1.

Mais Informações sobre a Prova:
http://racetime.pt/IVgpbeiras?p=724#
https://www.facebook.com/gpbeiraseserradaestrela/


Lista de equipas participantes (18):

Profissional Continental:
. Israel Cycling Academy (Israel)
. Rally UHC Cycling (Estados Unidos da América)
. W52-FC Porto

Continental:
. Amore & Vita - Prodir (Letónia)
. Aviludo-Louletano
. Efapel
. EvoPro Racing (Irlanda)
. LA Alumínios-LA Sport
. Lokosphinx (Rússia)
. Massi Vivo - Grupo Oresy (Paraguai)
. Miranda-Mortágua
. Monkey Town - à Bloc (Holanda)
. Rádio Popular-Boavista
. Sporting-Tavira
. Team Hurom (Polónia)
. UD Oliveirense-InOutBuild
. VIB Sports (Bahrain)
. Vito-Feirense-PNB


Etapas:

1ª Etapa: Vilar de Formoso > Pinhel 155,6 Km


2ª Etapa: Manteigas > Fundão 197,5 Km


3ª Etapa: Celorico da Beira > Covilhã 177 Km
 

K92

Tribuna
4 Junho 2014
3,093
222
Vamos lá ver o que a nossa malta faz.
Muito admirado com a total ausência de equipas espanholas.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
K92 disse:
Vamos lá ver o que a nossa malta faz.
Muito admirado com a total ausência de equipas espanholas.
Inicialmente também fiquei admirado com a ausência de equipas espanholas, mas depois de analisar os calendários de cada equipa, entendo a ausência.

As duas equipas CT, a Kometa e a Fundacion Euskadi, só tem 11 ciclistas cada e como no domingo vai haver a Klasika Primavera de Amorebieta, estas equipas dão preferência à prova espanhola.

As 3 equipas PCT neste momento estão na Volta ao País Basco, e acresce o facto de a Caja Rural estar também no  Circuit Cycliste Sarthe. A Murias esteve e vai estar em algumas provas francesas e a Burgos seria a única com disponibilidade para estar aqui. Mas também sei que pelo menos a Caja Rural e a Burgos estão com alguns ciclistas limitados fisicamente, pelo que preferiram não vir cá, a juntar ao facto de para a semana haver Volta à Turquia e de ainda estarem presentes na Klasika Primavera de Amorebieta.

O que me causa estranheza é a sobreposição de datas entre provas portuguesas e espanholas.
 

tfernandes

Arquibancada
27 Outubro 2017
109
2
Joaquim Silva, Antônio Carvalho, Rui Vinhas, Daniel Mestre, Angel Sanchez, Jorge Magalhães e Francisco Campos
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Já estão percorridos cerca de 85 km da 1ª etapa.

O pelotão está fraccionado em 2 grupos.

Não se sabe quem é que está em cada um dos grupos.

Apenas se sabe que a Efapel é uma das equipas que mais tem trabalhado no 1ª Grupo.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Km 89,3 - Meta Volante em Mêda

1º Daniel Mestre (W52-FC Porto)
2º Óscar Pelegri (Vito-Feirense-PNB)
3º Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano)

Diferença entre grupos está em 2m30s
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Km 120

Efapel e Sporting-Tavira encabeçam o pelotão da frente. 35 quilómetros para a chegada, Média de 40 km/h ao fim de três horas de corrida.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Vitória para o Edwin Ávila da Israel Cycling Academy.

Francisco Campos fez top 3.

O sprint foi muito disputado, e a informação ainda não é oficial.

 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Top5 da etapa:

1. Edwin Ávila (Israel Cycling Academy), 3h51m38s
2. Francisco Campos (W52-FC Porto)
3. Daniel Mestre (W52-FC Porto)
4. Marco Tizza (Amore & Vita-Prodir)
5. Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano)
 

Danilo

Arquibancada
23 Maio 2016
100
57
Muito bem os nossos sprinters, pena o colombiano ter tirado a vitória. É bom ver o Campos com 21 aninhos já nestas andanças.

O Joaquim Silva, Angel Sanchez e o António Carvalho também chegaram no grupo da frente com cerca de 40 ciclistas o que abre boas perspetivas para os próximos dias.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
O colombiano Edwin Ávila (Israel Cycling Academy) venceu hoje a primeira etapa do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, uma ligação de 155,6 quilómetros, entre Vilar Formoso e Pinhel, que terminou ao sprint.

Numa competição em que a montanha fará diferenças ao longo dos três dias, foram os velocistas a ditar leis na jornada inaugural. O colombiano Edwin Ávila foi o melhor, numa disputa mano a mano com Francisco Campos (W52-FC Porto). O terceiro classificado foi Daniel Mestre (W52-FC Porto). Os primeiros 40 corredores gastaram 3h51m38s.

A tirada de hoje foi calma, aquecendo apenas na subida de segunda categoria, para Cidadelhe, onde se fez a primeira seleção deste Grande Prémio, partindo-se o pelotão em dois grupos numerosos. A dureza ditou também o fim da primeira fuga da competição, que juntou na frente Luke Mudgway (Evo Pro Cycling), Anass Ait el Abdia (VIB Sports) e Kaspars Sergis (Amore & Vita-Prodir) e que vigorou quase 50 quilómetros, até ser extinta ao quilómetro 71,5.

A partir daí deu-se uma luta entre os dois grandes grupos, com a Efapel e o Sporting-Tavira a imporem o ritmo na frente, impedindo a reentrada dos corredores que perderam o contacto em Cidadelhe. O esforço do pelotão da frente foi bem sucedido e a luta pela vitória deu-se entre os homens que ficaram no primeiro lote aquando da cisão no pelotão.

Edwin Ávila assumiu o comando da geral individual, com 3 segundos de vantagem sobre Daniel Mestre e 4 segundos sobre Francisco Campos, devido às bonificações. Os principais candidatos à camisola amarela entraram no pelotão principal, estando a 10 segundos do camisola amarela. A exceção é o estadunidense Brandon McNulty, vencedor da geral da Volta à Sicília, há uma semana, que já está a 48 segundos do primeiro classificado.

Daniel Mestre é o primeiro na geral das metas volantes, Luke Mudgway veste a camisola dos trepadores e Francisco Campos encima a lista dos mais jovens. A W52-FC Porto está na dianteira da classificação por equipas.

A segunda etapa corre-se neste sábado. É a mais longa da competição, levando a caravana de Manteigas (11h50) até ao Fundão (16h42), numa viagem de 197,5 quilómetros, que inclui duas subidas de terceira categoria, na Guarda e em Penamacor. A chegada, em subida, poderá proporcionar um sprint de força.

In Federação Portuguesa de Ciclismo
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Danilo disse:
Muito bem os nossos sprinters, pena o colombiano ter tirado a vitória. É bom ver o Campos com 21 aninhos já nestas andanças.

O Joaquim Silva, Angel Sanchez e o António Carvalho também chegaram no grupo da frente com cerca de 40 ciclistas o que abre boas perspetivas para os próximos dias.
O Francisco tem muita qualidade. Foi uma grande contratação.

Nestas chegadas em ligeira subida ele sente-se como um peixe na água.

Hoje perdeu a etapa por 6 décimas. Foi um sprint renhido com o Ávila da Israel. 

Amanhã a etapa é mais dura, mas se ele passar a montanha, vai estar novamente na discussão da etapa.

Se ele não passar teremos o Daniel Mestre na discussão, que pelo que se viu hoje está em forma.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Classificação Portista:

Etapa:
2º Francisco Campos + 0s
3º Daniel Mestre mt
16º Joaquim Silva mt
19º Angel Rebollido mt
32º António Carvalho mt
52º Rui Vinhas + 7m36s
53º Jorge Magalhães mt

Geral:
2º Daniel Mestre + 3s
3º Francisco Campos + 4s
17º Joaquim Silva + 10s
20º Angel Rebollido mt
33º António Carvalho mt
53º Rui Vinhas + 7m46s
54º Jorge Magalhães mt

Geral Equipas:
1º W52 FC Porto

Geral Metas Volantes:
1º Daniel Mestre 5 pts

Geral Juventude: 
1º Francisco Campos
6º Jorge Magalhães + 7m46s
 

Pedro R.

Tribuna Presidencial
26 Julho 2015
5,511
0
27
Porto
Falei bem do McNulty e ele perde tempo.

O Chico Campos não ganha por uma nesga. É um talento fantástico. Se evoluir favoravelmente poderá ser o melhor sprinter tuga desde o Manuel Cardoso
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,858
3,479
Porto
Pedro R. disse:
Falei bem do McNulty e ele perde tempo.

O Chico Campos não ganha por uma nesga. É um talento fantástico. Se evoluir favoravelmente poderá ser o melhor sprinter tuga desde o Manuel Cardoso
Por falar em Mcnulty ele hoje abandonou. Já não alinhou para a 2ª etapa.