41º GP Internacional Torres Vedras - Troféu Joaquim Agostinho (2.2)

Pedro R.

Tribuna Presidencial
26 Julho 2015
5,511
0
27
Porto
O pelotão nacional volta à estrada para mais uma prova, desta vez o 41º GP Internacional Torres Vedras - Troféu Joaquim Agostinho, prova da categoria 2.2 do UCI Europe Tour.

A competição realizada pela UDO, homenageia um dos nomes maiores do desporto nacional de sempre, e irá para a estrada entre 12 e 15 de Julho e terá um total de 486 quilómetros, distribuídos por um prólogo e três etapas.

Etapas
12/07 – Prólogo Turcifal – Turcifal, 8 km. Partida 1.º corredor: 17h00
13/07 – 1.ª etapa: 12h30, Ventosa (Adega Cooperativa) – Sobral Monte Agraço, 16h15| 162kms
14/07 – 2.ª etapa: 15h00, Serra d’el Rei – Torres Vedras (circuito), 18h26 |144kms
15/07 – 3.ª etapa: 11h20, Cadaval – Alto Montejunto, 15h20 | 172kms

O percurso é semelhante a edições anteriores com um prólogo no Turcifal, uma etapa propensa a roladores, o tradicional circuito de Torres Vedras com sucessivas passagens na Serra da Vila e por fim a etapa raínha com chegada no Alto de Montejunto, uma 1ª categoria com 7km a 7% de inclinação média.

Equipas inscritas:

Pro-Continentais:
- Burgos
- Caja Rural
- Euskadi-Murias

Continentais:
- W52/FC Porto
- Aviludo - Louletano
- LA Aluminios
- Radio Popular Boavista
- Efapel
- Liberty Seguros - Carglass
- Vito-Feirense-BlackJack
- Sporting/Tavira
- Alecto Cycling Team
- BAI/SICASAL/PETRO
- FUNDACION EUSKADI
- PROJECT NICE COTE D'AZUR
- SOVAC - NATURA4EVER
- LOKOSPHINX

Clube:
- Maia
- SICASAL CONSTANTINOS DELTA CAFÉS
- FGP CLUBE BOMBARRAL


Site oficial da prova: http://www.udo.pt/trofeu-joaquim-agostinho
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
Espero uma competição interessante, à semelhança dos últimos anos.

Este ano o GP tem menos um dia de competição. Como tal é menos duro em relação a outros anos pois só tem uma chegada em montanha, o Alto de Montejunto. Em relação a outras edições destaca-se a falta da subida ao Parque Eólico da Carvoeira.

Em relação às equipas, estão algumas equipas interessantes e outras que devem passar ao lado da competição. 
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
A nossa equipa para o GP Joaquim Agostinho:

Gustavo  Veloso
Ricardo Mestre
José Neves
António Carvalho
Tiago Ferreira
Ángel Rebollido
 

Pedro R.

Tribuna Presidencial
26 Julho 2015
5,511
0
27
Porto
Pedrix77 disse:
Espero uma competição interessante, à semelhança dos últimos anos.

Este ano o GP tem menos um dia de competição. Como tal é menos duro em relação a outros anos pois só tem uma chegada em montanha, o Alto de Montejunto. Em relação a outras edições destaca-se a falta da subida ao Parque Eólico da Carvoeira.

Em relação às equipas, estão algumas equipas interessantes e outras que devem passar ao lado da competição.
Percebe-se a redução de um dia depois do aparecimento do GP Nacional 2. Aliás a nossa equipa penso que deverá ser dividida pelas duas provas. No Nacional 2 devemos ter Alarcon, Vinhas e Fonte
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
Pedro R. disse:
Percebe-se a redução de um dia depois do aparecimento do GP Nacional 2. Aliás a nossa equipa penso que deverá ser dividida pelas duas provas. No Nacional 2 devemos ter Alarcon, Vinhas e Fonte
Deve ser essa a explicação. Este GP Nacional 2 nesta altura é que não faz grande sentido.
Exato. A equipa deve ser dividida. Principalmente os homens mais importantes. Alguns gregários é que devem correr as duas. Mas é uma maneira de não sobrecarregar os ciclistas mais importantes para a Volta

Enviado do meu SM-G950F através do Tapatalk

 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
Horário de partida dos ciclistas da nossa equipa para o CR:

17h15m - Tiago Ferreira
17h35m - Angel Rebollido
17h55m - Ricardo Mestre
18h15m - António Carvalho
18h35m - José Neves
18h55m - Gustavo Veloso


O CR começa às 17h. Os ciclistas partem com um intervalo de 1 minuto entre si.

O Gustavo Veloso é o último a partir. Por volta 19h10m já se sabe quem é o vencedor e o 1º camisola amarela do GP
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
Classificação Portista:

Etapa e Geral:
2º José Neves a 3s
4º Gustavo Veloso a 12s
18º Ricardo Mestre a 27s
25º António Carvalho a 34s
32º Tiago Ferreira a 41s
47º Angel Rebollido a 1:01

Geral Equipas:
1º W52 FC Porto

Geral Juventude:
1º José Neves
10º Tiago Ferreira a 38s
 

Pedro R.

Tribuna Presidencial
26 Julho 2015
5,511
0
27
Porto
O José Neves tem todas as condições para ser um bom contra-relogista num nível PCT ou até mesmo WT
 

Ricardo Araújo

Superior
30 Maio 2018
44
0
Temos o nosso Tiago Ferreira na fuga do dia juntamente com mais 3 ciclistas, a 38 kms do final está com 1.09 de vantagem...
 

Ricardo Araújo

Superior
30 Maio 2018
44
0
Alteração na corrida, grupo do Tiago alcançado mas formou-se novo grupo de 5 na frente onde está o Gustavo Veloso, 10 kms para o fim
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
A vitória na etapa foi para o Cyril Barthe da Euskadi Murias.

O melhor da nossa equipa foi o Ricardo Mestre no 5º lugar.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
O novo líder é o José Neves, por causa de um corte de tempo no sprint.

Tem 2s de avanço sobre o Rafael Reis.
 

jpgm97

Bancada central
1 Julho 2016
1,397
183
Conquistas
1
  • Campeão Nacional 19/20
Pedrix77 disse:
O novo líder é o José Neves, por causa de um corte de tempo no sprint.

Tem 2s de avanço sobre o Rafael Reis.
Esta edição é menos dura que o ano passado, se não me engano. Mas quais são os obstáculos a nível de dureza nas próximas etapas?
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
jpgm97 disse:
Esta edição é menos dura que o ano passado, se não me engano. Mas quais são os obstáculos a nível de dureza nas próximas etapas?
Este edição é menos dura porque só tem uma chegada em montanha, o Alto de Montejunto. Nas outras edições tem havido uma subida ao Parque Eólico da Carvoeira, mas este ano não.

Basicamente amanhã é o circuito de Torres Vedras que pode fazer algumas diferenças, mas creio que tudo se vai resolver no Domingo, na subida ao Montejunto. 
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
Classificação Portista:

Etapa:
5º Ricardo Mestre
18º José Neves mt
21º António Carvalho mt
27º Gustavo Veloso mt
35º Angel Rebollido 5s
74º Tiago Ferreira a 10:39

Geral:
1º José Neves
5º Gustavo Veloso a 9s
14º Ricardo Mestre a 24s
22º António Carvalho a 31s
32º Angel Rebollido a 1:03
73º Tiago Ferreira a 11:11

Geral Equipas:
1º W52 FC Porto

Geral Pontos:
5º Ricardo Mestre 10 pts
7º Tiago Ferreira 6 pts

Geral Montanha:
1º Tiago Ferreira 15 pts

Geral Metas Volantes:
3º Tiago Ferreira 6 pts

Geral Juventude:
1º José Neves
32º Tiago Ferreira a 11:11
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,963
3,628
Porto
Barthe vence etapa e José Neves veste amarela

O francês Cyril Barthe (Euskadi Basque Country-Murias) ganhou hoje a primeira etapa em linha do Troféu Joaquim Agostinho, uma ligação de 162 quilómetros, entre a Ventosa e Sobral de Monte Agraço, aproveitada pelo alentejano José Neves (W52-FC Porto) para arrebatar a camisola amarela a Rafael Reis (Caja Rural-Seguros RGA).

A tirada decidiu-se com um emocionante sprint, no qual João Matias (Vito-Feirense-BlackJack) tomou a dianteira, mas acabou ultrapassado, mesmo em cima da meta, por Cyril Barthe. O gaulês fechou a etapa com 4h06m22s, o mesmo tempo de João Matias e Mikel Alonso (Team Euskadi), segundo e terceiro, respetivamente.

“A etapa foi muito exigente, porque o percurso era constantemente a subir e a descer. Na fase final a equipa trabalhou bem para anular a última fuga, porque sabíamos que a chegada, ligeiramente a subir, era boa para mim. Estou muito feliz com esta vitória”, resumiu o vencedor da etapa.

A luta pela camisola amarela aqueceu nos últimos 15 quilómetros, quando seis homens se adiantaram, entre os quais candidatos ao triunfo final, como Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), Joni Brandão (Sporting-Tavira), Óscar Hernández (Aviludo-Louletano-Uli) e Henrique Casimiro (Efapel).

O pelotão reagiu e a tirada acabaria por decidir-se ao sprint, mas com consequências na classificação geral. Os “cortes” existentes no pelotão tiraram a camisola amarela a Rafael Reis. O símbolo da liderança passa a ser envergado por José Neves, que tem dois homens da Caja Rural-Seguros RGA à perna. Rafael Reis está a 2 segundos e Nicholas Shcultz tem uma desvantagem de 7 segundos.

“O objetivo para hoje passava por não perder tempo e por tentar bonificar alguns segundos para aproximar-me da amarela. Calhou bem, porque já cheguei à liderança. A equipa está num grande momento de forma e tudo vai fazer para tentar levar a amarela. Estou bem e penso que os meus colegas vão confiar em mim”, afirmou José Neves.

A etapa foi animada por uma fuga que se iniciou antes de percorridos os primeiros dez quilómetros. O pelotão consentiu a saída de Tiago Ferreira (W52-FC Porto), Gotzon Udondo (Euskadi Basque Country-Murias), Nicolas Sessler (Burgos BH) e Paulo Silva (LA Alumínios), mas a diferença máxima que autorizou rondou os dois minutos.

Gotzon Udondo aproveitou a escapada para assumir a dianteira na classificação das metas volantes e Tiago Ferreira garantiu as camisolas da montanha e do combinado. A 28 quilómetros da chegada acabou a fuga, depois de o pelotão acelerar na última subida pontuável da jornada. José Neves continua a ser o melhor jovem e Cyril Barthe é o primeiro na classificação por pontos. A W52-FC Porto continua no topo da geral coletiva.

A segunda etapa vai disputar-se na tarde deste sábado. Começa às 15h00 em Serra d’el Rei, terminando cerca das 18h25 no centro de Torres Vedras. Será uma tarde de muito ciclismo para os torrienses, que poderão ver o pelotão várias vezes, a partir das 16h50, primeira das cinco passagens na meta, já que os últimos 70 quilómetros serão percorridos no sobe e desce do circuito de Torres Vedras.

In Federação Portuguesa de Ciclismo