Assembleia Geral do FC Porto, Clube - R&C

admin

Tribuna Presidencial
14 Julho 2006
38,239
5
Cascais, 1966
O relatório e contas do FC Porto, relativo ao período entre 1 de Julho de 2011 e 30 de Junho de 2012, é discutido esta quinta-feira, pelas 20h30, no piso -3 do Estádio do Dragão, em Assembleia Geral ordinária.

A ordem de trabalhos é a seguinte:

1 – Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas da Ex.ma Direcção e respectivo Parecer do Conselho Fiscal, referente ao período de 1 de Julho de 2011 a 30 de Junho de 2012;

2 – Meia hora para serem tratados assuntos de interesse para o Clube.

Se à hora marcada não estiver presente o número de Associados imposto estatutariamente, a Assembleia reunirá, em segunda convocatória, no mesmo local e com a mesma Ordem de Trabalhos, uma hora depois, com qualquer número de Associados presente, de acordo com as disposições estatutárias.
 

lucho

Tribuna Presidencial
11 Abril 2008
12,558
860
Vila do Conde, 1974
Sócios aprovam contas do FC Porto

Os associados do FC Porto aprovaram por unanimidade na noite desta quinta-feira o Relatório e Contas relativo ao exercício 2011/12, que fechou com um resultado de 10,099 milhões de euros negativos.

Para este prejuízo contribuíram de forma decisiva os resultados das sociedades participadas, que penalizaram o clube em 11,667 milhões de euros. Não fosse o desempenho negativo das participadas e o clube teria apresentado um lucro de 1,568 milhões de euros.

O Activo do clube é de 102,2 milhões de euros, enquanto o Passivo atinge os 38,6 milhões, o que garante Capitais Próprios acima dos 63 milhões de euros.

PS- Segundo me disseram tb se aprovou a inversão das % de quotas para clube e sad. Agora clube 75% e SAD 25%. Até ontem era exactamente ao contrário. Na imprensa não vi isso ainda publicado mas quem lá esteve diz que sim. Boa medida!
 
R

Rambóia

Guest
lucho disse:
PS- Segundo me disseram tb se aprovou a inversão das % de quotas para clube e sad. Agora clube 75% e SAD 25%. Até ontem era exactamente ao contrário. Na imprensa não vi isso ainda publicado mas quem lá esteve diz que sim. Boa medida!
Se for verdade já ganhei o dia!
 

Jar

Bancada central
3 Abril 2010
1,176
0
36
Lisboa
Rambóia disse:
Se for verdade já ganhei o dia!
também.

Descubram as diferenças

R&C Porto (aprovado)
Activo: 102.2M€
Passivo: 38.6M€
Capitais Próprios: 63.6M€

R&C Vermelhos (chumbado)
Activo: 15.8M€
Passivo: 113.4M€
Capitais Próprios: -97.6M€
 
N

Nathan Muir

Guest
lucho disse:
PS- Segundo me disseram tb se aprovou a inversão das % de quotas para clube e sad. Agora clube 75% e SAD 25%. Até ontem era exactamente ao contrário. Na imprensa não vi isso ainda publicado mas quem lá esteve diz que sim. Boa medida!
Também me parece uma óptima medida, pois torna o clube mais sustentável e capaz de apoiar outras modalidades.
 
D

Dracarys

Guest
Desculpem a ignorância mas esta inversão das % que significa em termos concretos? Que teremos uma maior percentagem dos lucros, mas também do prejuízo?
 

admin

Tribuna Presidencial
14 Julho 2006
38,239
5
Cascais, 1966
significa que as modalidades recebem mais $ originário das quotas dos sócios...
alguém com tempo pode pegar no valor das quotizações de sócios (pelo R&C) e transformar isto em "euros" ?
 
D

Dracarys

Guest
admin disse:
significa que as modalidades recebem mais $ originário das quotas dos sócios...
alguém com tempo pode pegar no valor das quotizações de sócios (pelo R&C) e transformar isto em "euros" ?
Obrigado.
 

Jar

Bancada central
3 Abril 2010
1,176
0
36
Lisboa
admin disse:
significa que as modalidades recebem mais $ originário das quotas dos sócios...
alguém com tempo pode pegar no valor das quotizações de sócios (pelo R&C) e transformar isto em "euros" ?
Infelizmente não é fácil descobrir esse valor, pelo menos não através do R&C da SAD. Porque colocam as quotas no mesmo bolo da receita com venda de bilhetes.

Se imaginarmos que os sócios pagam no geral 4M€ em quotas, no modelo da epoca passada 3M€ iam para a SAD, e 1M€ para o Clube... com o novo modelo estes valores invertiam.
 
L

Larry David

Guest
Em 2010/2011| Quotização: 4.095.332(75% foi para a SAD) | Em 2009/2010: 4.560.041(80% foi para a SAD.

Mais baixa que a do Sporting e muito mais baixa que a do Benfica. No Porto um sócio efectivo paga 120€/ano, antes pagava 108. Nos outros dois 156€/ano. Curiosamente, o Sporting também inverteu a distribuição da quotização. 75% também vai para o clube. Isto foi invertido em Outubro de 2011. No Benfica acho que continua 75% para a SAD, mas existe uma quota especial opcional para as modalidades(5€/mês).

Em 2011/2012

Como foi dito, o receita da quotização não está discriminada no R&C. Mas está lá escrito que houve um aumento da receita global por via do aumento do valor da quota mensal aprovado em Junho 2011.
 

joaoalvercafcp

Tribuna Presidencial
13 Março 2012
21,523
1
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A 25 DE MARÇO

??Sócios convocados para aprovar novos Estatutos do FC Porto??

No próximo dia 25 Março, quarta-feira, pelas 20h00, os sócios do FC Porto reúnem-se em Assembleia Geral Extraordinária para aprovar os novos Estatutos do Clube. Esse será o único ponto da ordem de trabalhos da Assembleia.

Se à hora marcada não estiver presente o número de Associados imposto estatutariamente, a Assembleia reunirá, em segunda convocatória, no mesmo local e com a mesma ordem de trabalhos, uma hora depois, com qualquer número de Associados presente, de acordo com as disposições estatutárias.

Só terão acesso à Assembleia Geral os sócios efectivos com a quota do mês de Fevereiro de 2015 paga e com, pelo menos, a longevidade de três meses de associado.
 

joaoalvercafcp

Tribuna Presidencial
13 Março 2012
21,523
1
NOVOS ESTATUTOS APROVADOS POR UNANIMIDADE

?Presidente da direcção salientou que o novo documento é um “passo para a modernidade”

?Os novos estatutos do FC Porto foram aprovados, esta quarta-feira, em Assembleia Geral Extraordinária, por unanimidade na generalidade e sem votos contra na especialidade. Cerca de 200 sócios estiveram presentes no Estádio do Dragão e ouviram o presidente da direcção, Jorge Nuno Pinto da Costa, congratular-se com o passo para a modernidade que o documento representa.

“Creio que esta votação maciça corresponde ao trabalho do Conselho Superior e dos conselheiros António Madureira e Lúcio Barbosa, sem os quais não teríamos avançado nesta altura, e à direcção, que se empenhou nisso. Tive o cuidado de passar o mais ao lado para não pensarem que tinha o mínimo interesse em influenciar o futuro, que a Deus pertence e há-de encaminhar alguém para um futuro cada vez melhor. Desejo que o FC Porto continue com sucesso, porque com estes estatutos estamos a dar um passo para a modernidade”, declarou, no final da reunião magna.

Também o presidente da Mesa da Assembleia Geral, Miguel Ângelo Bismarck, salientou a importância do momento: “Entendíamos que os anteriores estatutos estavam ultrapassados e agradeço aos doutores António Madureira e Lúcio Barbosa pelo extraordinário trabalho de adaptação aos tempos modernos e adequação à legislação existente, com um portismo e amor ao clube que muito me agradou. Aprovámos os nossos estatutos e vamos ser muito melhores na prática. A aprovação, embora venha atrasada, é fundamental e demonstra que continuamos a ser portistas cheios de força, em direção à vitória".

Na especialidade, todos os sete capítulos foram aprovados com uma abstenção, à excepção do capítulo II, com duas abstenções. Ficaram definidas algumas alterações de pormenor, como a explicitação, no que toca aos equipamentos, de que as cores serão o "azul e branco às listas verticais", de forma a tornar menos omisso o termo "cores tradicionais". Foram aprovadas, entre outras alterações aos anteriores estatutos, a mudança de um para cinco anos de filiação mínima para um candidato aos órgãos sociais e, quem quiser ser presidente, terá de ser sócio há dez anos, de forma ininterrupta. A duração de um mandato presidencial passa de três para quatro anos.

Jorge Nuno Pinto da Costa anunciou ainda que, a 23 de Abril, o auditório do Museu FC Porto by BMG será baptizado de Auditório Fernando Sardoeira Pinto, precisamente no dia em que se completam 33 anos sobre a sua eleição para presidente da Mesa da Assembleia Geral. Sardoeira Pinto faleceu a 19 de Junho do ano passado.