Estádio do Dragão faz história com 1ª transmissão c/realidade virtual Gear VR

admin

Tribuna Presidencial
14 Julho 2006
38,239
5
Cascais, 1966
http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/dragao_novas_tecnologias.aspx

Estádio do Dragão volta a fazer história com transmissão inédita

?Adeptos poderão assistir ao clássico de domingo através da tecnologia imersiva dos óculos de realidade virtual Gear VR?

O FC Porto-Benfica do próximo domingo, às 19h15, no Estádio do Dragão, será o primeiro jogo de futebol no mundo a ser transmitido ao vivo, com multicâmaras, através da tecnologia imersiva dos óculos de realidade virtual Gear VR. O recinto do FC Porto volta, assim, a fazer história, servindo de palco para uma nova forma de se assistir a uma partida de futebol em directo.

Neste desafio referente à quinta jornada da Liga, serão colocadas cinco câmaras no estádio, que darão ao utilizador a possibilidade de escolher diversos ângulos de transmissão da partida, usufruindo de uma experiência imersiva a 360 graus. Para Pedro Proença, presidente da Liga, “este projecto foi recebido de braços abertos” pelo organismo que lidera, por se tratar de “um evento pioneiro” e pela “mais-valia que o lançamento dos Samsung Gear VR representa”.

“É com enorme orgulho que a Liga se associa a estes parceiros e a esta iniciativa revolucionária no paradigma do visionamento de um jogo de futebol. O encontro entre o FC Porto e o Benfica ganhará, deste modo, um ainda maior número de espectadores, a somar aos milhares de adeptos que marcarão presença no Estádio do Dragão e aos milhões que irão seguir, com emoção, a transmissão televisiva. O futebol profissional português e a sua espectacularidade serão levados a um nível nunca visto”, acrescenta Pedro Proença.

Frederico Paiva, director de negócio da Samsung Portugal, fala num “momento histórico” para Portugal e para a marca que representa: “Sabemos que o futebol é um passion point dos portugueses, pelo que esta iniciativa, a primeira do género a nível mundial, possui todos os ingredientes para que os utilizadores tenham acesso a uma experiência que promete mudar a forma como olhamos para a transmissão de conteúdos ao vivo”.

?Para aqueles que não puderem acompanhar a iniciativa no Estádio do Dragão, ser-lhes-á oferecida a oportunidade de assistirem a esta transmissão exclusiva na loja Samsung do Fórum Almada e nos cinemas NOS do Shopping Colombo.??

 

Regod

Tribuna Presidencial
21 Março 2015
15,022
396
Porto sempre à frente de todos neste país e mesmo assim somos tratados de uma forma repugnante. Se há país que não merece o Futebol Clube do Porto é este.
 

Nuno Pereira

Arquibancada
1 Julho 2013
467
0
39
Maia
Basicamente, vais ter 5 pontos no estádio nos quais te podes "sentar virtualmente". Rodas a cabeça para a direita, e a imagem segue-te... (e para cima, pra baixo...)

Muito porreiro para se brincar por enquanto, mas de futuro isto vai ser um assombro.

Para quem não tem dinheiro para um GearVR/afins, comprem uma "cardbox" compatível com o tamanho do vosso telemóvel, e podem experimentar algo parecido (low cost).
 

Nuno Pereira

Arquibancada
1 Julho 2013
467
0
39
Maia
nuno queiros disse:
Continuo sem perceber, vão distribuir óculos aos espectadores do Dragão e depois o que se faz com eles??
Devolves..  Eheh

Custam mais de 200€, logo, é melhor comprar a alternativa de que falei (cardbox), que com jeitinho se arranja por 10/15€...(comprei a minha por 7€,mas foi promo). Convém é ter um telemóvel bonzinho, que Samsungs de 100€ não servem para isto...
 

nuno queiros

Tribuna Presidencial
25 Abril 2007
5,375
512
42
Porto
Nuno Pereira disse:
Devolves..  Eheh

Custam mais de 200€, logo, é melhor comprar a alternativa de que falei (cardbox), que com jeitinho se arranja por 10/15€...(comprei a minha por 7€,mas foi promo). Convém é ter um telemóvel bonzinho, que Samsungs de 100€ não servem para isto...
...lol... não percebeste, o que eu quis perguntar foi, temos que nos deslocar a algum sitio específico ou do nosso lugar os óculos vão fazer coisas...é que ainda não percebi que tecnologia é essa que permite ver futebol como se estivéssemos no relvado...desconfio que deve ser um grande barrete onde o markting está a dar a entender uma coisa e depois vai sair outra...
 

Queirós_8

Bancada central
1 Setembro 2012
1,789
0
28
Felgueiras
Não vão distribuír óculos no estádio. Não faz sentido usar os óculos para quem já está dentro do estádio. No entanto, pelo que me apercebi, irão haver alguns locais fora do estádio onde serão feitas demonstrações do produto. 
O produto visa permitir às pessoas que não podem ir ao estádio assistir os jogos como se lá estivessem. Os óculos cobrem todo o ângulo de visão e, rodando a cabeça é possível ver o jogo num ângulo de 360º, bem como ouvir o som ambiente no local em que estão instaladas as câmaras. Deve ser uma experiência fantástica, embora não seja certamente melhor do que ver o jogo no estádio :) Tem havido uma grande evolução deste tipo de produtos nos últimos tempos, portanto não será certamente barrete nenhum :)

Talvez no futuro venham a existir óculos especiais para os espectadores nas bancadas, mas de realidade aumentada. Ao género dos Google Glass. Com uns gráficos e cursores em cima dos jogadores ao género do PES/Fifa :)
 

Nuno Pereira

Arquibancada
1 Julho 2013
467
0
39
Maia
nuno queiros disse:
...lol... não percebeste, o que eu quis perguntar foi, temos que nos deslocar a algum sitio específico ou do nosso lugar os óculos vão fazer coisas...é que ainda não percebi que tecnologia é essa que permite ver futebol como se estivéssemos no relvado...desconfio que deve ser um grande barrete onde o markting está a dar a entender uma coisa e depois vai sair outra...
Sim, a informação é pouco clara...

Acredito que hajam "kiosks" nos pontos mencionados, onde distribuem os gear vr, e respectivo telemóvel configurado para a transmissão.


Não sei como vai funcionar a nível de logística, mas acredito que seja algo do género: meia dúzia de kiosks, com 5 gear vr cada um, onde qualquer pessoa pode experimentar durante 5 ou 10 minutos o equipamento.
A nível de localização, o que me parece logico é que haja uma câmara 3d montada em cada lado do estádio, e uma quinta montada onde anda aquela dos grandes planos (aquela suspensa, que corre por cima dos jogadores).


O que quer que seja que venham a fazer com isto, tem tudo para ser já experiência inigualável, isso posso apostar. (e isto não tem nada a ver com a competência ou falta de competência do nosso departamento de marketing, pois é coisa para ser organizada exclusivamente pela Samsung).
 

Ferjo

Tribuna
18 Julho 2006
4,839
0
Perth Australia
Mesmo para quem não é fã de futebol, ver um jogo com a possibilidade de "saltar" entre diferentes perspetivas, numa visão intimista dos bancos das equipas, das balizas ou da bancadas, garante mais emoção. Mas corre o risco de perder as principais jogadas.

Os óculos de realidade virtual da Samsung, os Gear VR, são o acessório indispensável, e a instalação da aplicação IM 360 o passo necessário para ter acesso às imagens transmitidas em direto, via streaming, a partir das cinco câmaras instaladas no Estádio do Dragão. Mas foi preciso adicionar outros acessórios.

Uma visão direta das bancadas, perspetivas por detrás da Baliza Sul e Baliza Norte, e dos bancos do FC Porto e SL Benfica, foram disponibilizadas ainda antes do jogo começar, embora não todas em simultâneo, e a imersão criada pelos óculos de realidade virtual ajuda a criar a sensação de que "realmente" estamos no local, embora a qualidade de imagem esteja ainda longe da que é conseguida na TV e apesar dos "soluços" que o streaming sofre em algumas fases do jogo.

As distrações são porém muitas, e é fácil qualquer pessoa perder-se e não ouvir até o apito inicial do árbitro. Entre as muitas cores e movimento do estádio todos os "experimentadores" tiveram a tentação de dirigir o olhar para outros pontos focais fora do relvado. Até porque visto das bancadas o que se percebe realmente no relvado são algumas figuras (que são distinguidas pelas cores dos equipamentos) a correr atrás da bola. E mesmo nas câmaras mais próximas da baliza não se reconhecem rostos dos jogadores nem números.

Logo de início recorremos por isso à ajuda do relato na rádio e das imagens na televisão para completar as perspetivas da realidade virtual. Até porque os óculos têm de ser usados à vez e havia muitos interessados em experimentar.

Terminada uma primeira parte sem grande história, pelo menos de golos, o acompanhamento dos preparativos do relvado não captou tanta atenção, libertando os óculos durante alguns momentos. Da minha parte uma convicção: é impossível escrever e ver o jogo ao mesmo tempo, ao contrário do que acontece no estádio, na bancada de imprensa, ou mesmo à frente da TV. E por isso rapidamente passei a espectadora dos espectadores de realidade virtual, acompanhando os comentários feitos enquanto escrevo este texto.

O entusiasmo acabou por ir esmorecendo à medida que o próprio jogo se prolongava sem golos e sem grandes casos polémicos.  A transmissão na TV e mesmo os relatos na rádio dão mais emoção, ainda que sem a sensação de estar lá. E o hábito de ver os jogos em ecrã, partilhando a mesma emoção de outras pessoas no mesmo espaço e com mais qualidade da imagem e do zoom, acabou por vencer a novidade dos óculos.
 

Ferjo

Tribuna
18 Julho 2006
4,839
0
Perth Australia
cont:

Apesar da experiência fantástica, da possibilidade de ver os vários ângulos e olhar à volta como se estivessemos no estádio, há ainda algum desconforto com a utilização prolongada. Os óculos são pesados, tornam-se quentes, e os ajustes necessários para passar de rosto em rosto (ou de cabeça em cabeça) não se torna simpática entre uma audiência alargada. É mais uma experiência solitária. Há ainda que adicionar algum atraso que ainda existe na transmissão e do tempo que demora a mudar entre as várias câmaras.

E pior: o que se temia aconteceu. A menos de 10 minutos do fim faltou a bateria no telemóvel. enquanto recarregava o Samsung S6, que dá o "coração" aos óculos, André André do FCPorto marcou o único golo, a 4 minutos do fim. No meio do desalento, e da comemoração (sim, havia adeptos de ambos os lados), correr a ligar outra vez o telemóvel nos óculos já não foi suficiente para ainda ver o golo. Até porque aqui não há "replay".

Depois do apito final, os festejos ainda são transmitidos pelas câmaras instaladas no Estádio do Dragão, por isso podemos acompanhar ainda os abraços e cumprimentos até à saida dos jogadores do relvado, em direção aos balneários, decidindo nós qual a perspetiva a aplicar e deixando de estar dependentes das escolhas de um realizador. Do lado do banco do Benfica o cenário era de desalento e a saída do campo foi mais rápida.

A experiência foi interessante e não falta por aqui quem gostasse de repetir. Mas ficam também algumas notas: nestes jogos os pequenos atrasos na transmissão acabam por ser penalizadores e os fãs mais ferrenhos tendem a abandonar a experiência com a realidade virtual em favor de meios mais "rápidos" em mostrar as imagens. E faz falta um contador de tempo mais presente, assim como a possibilidade de rever as jogadas mais importantes das várias perspetivas, que seria enriquecedora. Claro que a qualidade de imagem é ainda limitada e este é um dos pontos onde era bom investir-se, sobretudo numa altura em que estamos habituados a imagens HD.

A experiência que a Samsung garante ser pioneira no Mundo foi também disponibilizada na Bancada presidencial do Estádio do Dragão e na loja da Samsung no Fórum Almada, assim como nos cinemas NOS do Colombo.

Texto de Fatima Cacador que publicou no SapoTEK

Nota: Texto foi editado por limite de caracteres
 

Nuno Pereira

Arquibancada
1 Julho 2013
467
0
39
Maia
Bem, para primeira vez (no desporto), não está nada mau... As queixas são as expectáveis, e o futuro parece risonho :)

Um aparte: a minha cardbox foi comprada numa promoção de uma marca de telemóveis (OnePlus) que foi pioneira na apresentação de um dispositivo através de uma experiência VR tal como esta. (quem se interessar pelo tema, pesquise um pouco que vale a pena..)
Infelizmente, por motivos de força maior, não pude nem ver em "directo" nem em diferido (só continuou disponível 48h), por isso ainda sou "virgem" nestas andanças.. :)
 

joaoalvercafcp

Tribuna Presidencial
13 Março 2012
21,523
0
O FC PORTO -BENFICA JOGADO EM 360º

Clássico foi o encontro de estreia mundial da tecnologia de realidade virtual Gear VR

O encontro entre FC Porto e Benfica de 20 de Setembro, disputado no Estádio do Dragão e que terminou com a vitória dos Dragões, por 1-0, foi o primeiro jogo de futebol no mundo a ser transmitido ao vivo com multicâmaras, através da tecnologia imersiva dos óculos de realidade virtual Gear VR, e o resultado pode ser visto agora no vídeo colocado online pela Samsung Portugal e que reproduzimos acima.

O Estádio do Dragão voltou a fazer história, servindo de palco para uma nova forma de assistir a uma partida de futebol em directo. Para o efeito, foram colocadas cinco câmaras no estádio que deram ao utilizador a possibilidade de escolher diversos ângulos de transmissão do jogo, usufruindo de uma experiência imersiva a 360 graus.

https://www.youtube.com/watch?v=k1hs0dDfLgk