Gp de Mortagua

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
A nossa equipa estará presente com os seguintes ciclistas:

Amaro Antunes
Samuel caldeira
Joao Rodrigues
Daniel Freitas
Joaquim silva
Antonio carvalho
Tiago ferreira
Angel rebollido
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
Neste momento (penso com cerca de 50km), segue uma fuga de 7 elementos com 4minutos de vantagem para o pelotao comandado pelo Boavista.

Na fuga, o Porto chegue com dois ciclistas, Tiago ferreira e penso Joaquim silva, sendo os outros 5 representantes das seguintes equipas: efapel, Boavista, la alumínios, bikeclube e um do mortagua.

No prémio de montanha (1ª passagem em felgueira) aos 37,5km foi o nosso Tiago ferreira quem passou em primeiro.
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
Na 2ª passagem da meta, Tiago ferreira passou na frente do grupo de 7 que segue em fuga(vence a meta volante ao 95km)
2:50 é a distância para um trio presseguidor.
4:00 para o pelotao
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
Faltam 48 km para o fim e o sexteto em fuga(dois deles são da w52 fcporto, Tiago ferreira e Joaquim silva) com 5:40 de vantagem sobre o pelotao.

Ao que me parece será entre estes 6 que sairá o vencedor do gp mortagua.

 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
Menos de 20 km para o final.

Segue com mais ou menos 3min de vantagem sobre o pelotao um trio composto por:

Joaquim silva -w52 fcporto
António barbio - efapel
David Rodrigues - Boavista
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
2º Joaquim silva mt
3º Samuel caldeira 0:05
5º Daniel Freitas 0:05
7º amaro antunes 0:05

Vencemos por equipas.
Vencemos o prémio de montanha com o Tiago ferreira(boa prova do menino).

Samuel caldeira segue no 5º lugar na taça de Portugal após a 2ª prova.
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
Apertado sprint com Joaquim Silva (W52-FC Porto) resultou em triunfo para o corredor da RP-Boavista. Antonio Angulo, em Elites, e Xuban Errazquin, em sub-23, mantêm liderança da Taça de Portugal. Próxima corrida pontuável é o III Grande Prémio do Dão, de 13 a 14 de maio

David Rodrigues (RP-Boavista) estreou o palmarés da sua carreira profissional com a vitória no 17.º Grande Prémio de Mortágua, após um aguerrido sprint com Joaquim Silva (W52-FC Porto), adversário com quem colaborou para ambos se adiantarem, por escassa margem, ao pelotão na chegada a Mortágua, após 144 quilómetros corridos em circuito.

Uma fuga madrugadora de sete ciclistas - Antonio Barbio (Efapel), César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), David Rodrigues, Tiago Ferreira e Joaquim Silva (W52-FCPorto), Francisco Campos (Miranda-Mortágua) e João Matias (LA Alumínios Metalusa Blackjack) -, logo ao quilómetro 10, abriu caminho a uma corrida bem disputada na qual a seleção de valores foi sendo feita a cada uma das três passagem na contagem de montanha da Felgueira, aos quilómetros 38, 86 e 134 respetivamente. Foi precisamente na última subida, coroada com 40 segundos de avanço sobre o pelotão, que David Rodrigues e Joaquim Silva de livraram do último adversário, Antonio Barbio, levando a incerteza do sucesso da fuga a dois diante de um pelotão liderado pela Efapel.

O esforço dos representantes dos dois clubes portuenses acabou por vingar e a vitória na segunda prova da Taça de Portugal Elite e Sub-23 concluiu-se com um sprint conquistado por centímetros por David Rodrigues. O pelotão cruzou a linha de chegada com escassos cinco segundos adicionais liderado por Samuel Caldeira (W52-FC Porto).

"Foi uma vitória de raça e de toda a equipa pois já a procurávamos há algum tempo. O pelotão nos últimos quilómetros aproximou-se bastante mas a colaboração do Joaquim Silva acabou por nos permitir discutir o triunfo e, no final, por um palmo, acabei por ser o mais feliz. Trabalhamos para chegar isolados e qualquer um de nós seria um justo vencedor. É um triunfo importante e o primeiro da minha carreira profissional" considerou David Rodrigues, natural da Guarda.

A disputa da corrida mortaguense não alterou a liderança dos rankings da Taça de Portugal de Elites e Sub-23. O espanhol Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack) chegou entre os primeiros classificados do pelotão, no quarto posto, somando os pontos necessários para cimentar a liderança na categoria de Elites. Entre os sub-23, o espanhol Xuban Errazquin (RP-Boavista) manteve-se no comando adiando as decisões dos vencedores da Taça de Portugal para a terceira corrida pontuável, o Grande Prémio do Dão, entre 13 e 14 de maio.


CLASSIFICAÇÃO
17.º GP de Mortágua (144 km)
1º David Rodrigues (RP-Boavista), 3h44m18s, média de 38,5 km/h
2.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), mt
3.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 5s
4.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), mt
5.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt
6.º Daniel Mestre (Efapel), mt
7.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
8.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt
9.º Luis Fernandes (CC Spol), mt
10.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), mt

Taça de Portugal Elites
(Após duas provas disputadas)
1.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), 155 pontos
2.º Daniel Mestre (Efapel), 132
3.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), 108
4.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 105
5.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), 86
6.º David Rodrigues (RP-Boavista), 75
7.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), 67
8.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), 67
9.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), 65
10.º Oscar Hernandez (Louletano-Hospital Loulé), 53


Taça de Portugal Sub-23
1.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 175 pontos
2.º David Ribeiro (Liberty Seguros-Carglass), 128
3.º Venceslau Fernandes (Liberty Seguros-Carglass), 125
4.º Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), 125
5.º Tiago Antunes (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés), 96
6.º César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), 87
7.º André Ramalho (Jorbi-CC JM Nicolau), 83
8.º Hugo Nunes (Miranda-Mortágua), 73
9.º Francisco Campos (Miranda-Mortágua), 67
10.º Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua), 60

In federação portuguesa de ciclismo
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
Classificacoes oficiais
http://www.fpciclismo.pt/ficheirossite/25042017181415.pdf

2º Joaquim silva 0:00
3º Samuel caldeira 0:05
5º Daniel Freitas 0:05
7º amaro antunes 0:05
18º rui Vinhas 0:05
36º Joao Rodrigues 2:04
50º Juan Martin 2:04
56º Antonio carvalho 2:04
62º Tiago ferreira 4:08

1º por equipas

Montanha
1ª passagem - 1º Tiago ferreira; 3º Joaquim silva
2ª passagem - 1º Tiago ferreira
3ª passagem - 2º Joaquim silva
Geral montanha
1º Tiago ferreira 10 pontos
4º Joaquim silva 5 pontos

Metas volantes
1ª passagem - 3º Tiago ferreira
2ª passagem - 2º Tiago ferreira
3ª passagem - 2º Joaquim silva
Geral metas volantes
4º Tiago ferreira 4 pontos
5º Joaquim silva 3 pontos
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,833
6
33
Lausanne
QUATRO PORTISTAS NOS DEZ PRIMEIROS DO GRANDE PRÉMIO DE MORTÁGUA

W52-FC Porto-Mestre da Cor venceu a classificação coletiva

A edição de 2017 do Grande Prémio de Mortágua terminou com quatro ciclistas da W52-FC Porto-Mestre da Cor entre os dez primeiros a cruzar a meta em Mortágua, ponto de partida e de chegada de mais uma prova pontuável para a Taça de Portugal de Elite e de Sub-23.

No final dos 144 quilómetros, que incluíram três contagens de montanha, Joaquim Silva terminou na segunda posição, com o mesmo tempo do vencedor David Rodrigues (3h44m18s), da Rádio Popular Boavista. Cinco segundos depois acabaram Samuel Caldeira (3.º), Daniel Freitas (5.º) e Amaro Antunes (7.º), que encerrou o “lote” dos portistas que terminaram no top-10.

No que respeita a classificação coletiva, os Dragões foram os grandes vencedores, num pódio que ficou completo com a equipa da Rádio Popular Boavista (2.º) e da Miranda Mortágua (3.º).

In fcporto.pt