Gp de Mortagua

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
A nossa equipa estará presente com os seguintes ciclistas:

Amaro Antunes
Samuel caldeira
Joao Rodrigues
Daniel Freitas
Joaquim silva
Antonio carvalho
Tiago ferreira
Angel rebollido
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
Neste momento (penso com cerca de 50km), segue uma fuga de 7 elementos com 4minutos de vantagem para o pelotao comandado pelo Boavista.

Na fuga, o Porto chegue com dois ciclistas, Tiago ferreira e penso Joaquim silva, sendo os outros 5 representantes das seguintes equipas: efapel, Boavista, la alumínios, bikeclube e um do mortagua.

No prémio de montanha (1ª passagem em felgueira) aos 37,5km foi o nosso Tiago ferreira quem passou em primeiro.
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
Na 2ª passagem da meta, Tiago ferreira passou na frente do grupo de 7 que segue em fuga(vence a meta volante ao 95km)
2:50 é a distância para um trio presseguidor.
4:00 para o pelotao
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
Faltam 48 km para o fim e o sexteto em fuga(dois deles são da w52 fcporto, Tiago ferreira e Joaquim silva) com 5:40 de vantagem sobre o pelotao.

Ao que me parece será entre estes 6 que sairá o vencedor do gp mortagua.

 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
Menos de 20 km para o final.

Segue com mais ou menos 3min de vantagem sobre o pelotao um trio composto por:

Joaquim silva -w52 fcporto
António barbio - efapel
David Rodrigues - Boavista
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
2º Joaquim silva mt
3º Samuel caldeira 0:05
5º Daniel Freitas 0:05
7º amaro antunes 0:05

Vencemos por equipas.
Vencemos o prémio de montanha com o Tiago ferreira(boa prova do menino).

Samuel caldeira segue no 5º lugar na taça de Portugal após a 2ª prova.
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
Apertado sprint com Joaquim Silva (W52-FC Porto) resultou em triunfo para o corredor da RP-Boavista. Antonio Angulo, em Elites, e Xuban Errazquin, em sub-23, mantêm liderança da Taça de Portugal. Próxima corrida pontuável é o III Grande Prémio do Dão, de 13 a 14 de maio

David Rodrigues (RP-Boavista) estreou o palmarés da sua carreira profissional com a vitória no 17.º Grande Prémio de Mortágua, após um aguerrido sprint com Joaquim Silva (W52-FC Porto), adversário com quem colaborou para ambos se adiantarem, por escassa margem, ao pelotão na chegada a Mortágua, após 144 quilómetros corridos em circuito.

Uma fuga madrugadora de sete ciclistas - Antonio Barbio (Efapel), César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), David Rodrigues, Tiago Ferreira e Joaquim Silva (W52-FCPorto), Francisco Campos (Miranda-Mortágua) e João Matias (LA Alumínios Metalusa Blackjack) -, logo ao quilómetro 10, abriu caminho a uma corrida bem disputada na qual a seleção de valores foi sendo feita a cada uma das três passagem na contagem de montanha da Felgueira, aos quilómetros 38, 86 e 134 respetivamente. Foi precisamente na última subida, coroada com 40 segundos de avanço sobre o pelotão, que David Rodrigues e Joaquim Silva de livraram do último adversário, Antonio Barbio, levando a incerteza do sucesso da fuga a dois diante de um pelotão liderado pela Efapel.

O esforço dos representantes dos dois clubes portuenses acabou por vingar e a vitória na segunda prova da Taça de Portugal Elite e Sub-23 concluiu-se com um sprint conquistado por centímetros por David Rodrigues. O pelotão cruzou a linha de chegada com escassos cinco segundos adicionais liderado por Samuel Caldeira (W52-FC Porto).

"Foi uma vitória de raça e de toda a equipa pois já a procurávamos há algum tempo. O pelotão nos últimos quilómetros aproximou-se bastante mas a colaboração do Joaquim Silva acabou por nos permitir discutir o triunfo e, no final, por um palmo, acabei por ser o mais feliz. Trabalhamos para chegar isolados e qualquer um de nós seria um justo vencedor. É um triunfo importante e o primeiro da minha carreira profissional" considerou David Rodrigues, natural da Guarda.

A disputa da corrida mortaguense não alterou a liderança dos rankings da Taça de Portugal de Elites e Sub-23. O espanhol Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack) chegou entre os primeiros classificados do pelotão, no quarto posto, somando os pontos necessários para cimentar a liderança na categoria de Elites. Entre os sub-23, o espanhol Xuban Errazquin (RP-Boavista) manteve-se no comando adiando as decisões dos vencedores da Taça de Portugal para a terceira corrida pontuável, o Grande Prémio do Dão, entre 13 e 14 de maio.


CLASSIFICAÇÃO
17.º GP de Mortágua (144 km)
1º David Rodrigues (RP-Boavista), 3h44m18s, média de 38,5 km/h
2.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), mt
3.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 5s
4.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), mt
5.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt
6.º Daniel Mestre (Efapel), mt
7.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt
8.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt
9.º Luis Fernandes (CC Spol), mt
10.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), mt

Taça de Portugal Elites
(Após duas provas disputadas)
1.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), 155 pontos
2.º Daniel Mestre (Efapel), 132
3.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), 108
4.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 105
5.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), 86
6.º David Rodrigues (RP-Boavista), 75
7.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), 67
8.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), 67
9.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), 65
10.º Oscar Hernandez (Louletano-Hospital Loulé), 53


Taça de Portugal Sub-23
1.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 175 pontos
2.º David Ribeiro (Liberty Seguros-Carglass), 128
3.º Venceslau Fernandes (Liberty Seguros-Carglass), 125
4.º Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), 125
5.º Tiago Antunes (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés), 96
6.º César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), 87
7.º André Ramalho (Jorbi-CC JM Nicolau), 83
8.º Hugo Nunes (Miranda-Mortágua), 73
9.º Francisco Campos (Miranda-Mortágua), 67
10.º Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua), 60

In federação portuguesa de ciclismo
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
Classificacoes oficiais
http://www.fpciclismo.pt/ficheirossite/25042017181415.pdf

2º Joaquim silva 0:00
3º Samuel caldeira 0:05
5º Daniel Freitas 0:05
7º amaro antunes 0:05
18º rui Vinhas 0:05
36º Joao Rodrigues 2:04
50º Juan Martin 2:04
56º Antonio carvalho 2:04
62º Tiago ferreira 4:08

1º por equipas

Montanha
1ª passagem - 1º Tiago ferreira; 3º Joaquim silva
2ª passagem - 1º Tiago ferreira
3ª passagem - 2º Joaquim silva
Geral montanha
1º Tiago ferreira 10 pontos
4º Joaquim silva 5 pontos

Metas volantes
1ª passagem - 3º Tiago ferreira
2ª passagem - 2º Tiago ferreira
3ª passagem - 2º Joaquim silva
Geral metas volantes
4º Tiago ferreira 4 pontos
5º Joaquim silva 3 pontos
 

Pipo21

Bancada central
12 Dezembro 2013
1,841
30
33
Renens
QUATRO PORTISTAS NOS DEZ PRIMEIROS DO GRANDE PRÉMIO DE MORTÁGUA

W52-FC Porto-Mestre da Cor venceu a classificação coletiva

A edição de 2017 do Grande Prémio de Mortágua terminou com quatro ciclistas da W52-FC Porto-Mestre da Cor entre os dez primeiros a cruzar a meta em Mortágua, ponto de partida e de chegada de mais uma prova pontuável para a Taça de Portugal de Elite e de Sub-23.

No final dos 144 quilómetros, que incluíram três contagens de montanha, Joaquim Silva terminou na segunda posição, com o mesmo tempo do vencedor David Rodrigues (3h44m18s), da Rádio Popular Boavista. Cinco segundos depois acabaram Samuel Caldeira (3.º), Daniel Freitas (5.º) e Amaro Antunes (7.º), que encerrou o “lote” dos portistas que terminaram no top-10.

No que respeita a classificação coletiva, os Dragões foram os grandes vencedores, num pódio que ficou completo com a equipa da Rádio Popular Boavista (2.º) e da Miranda Mortágua (3.º).

In fcporto.pt