Heranças - Dúvidas

LR

Tribuna
3 Julho 2017
3,454
710
40
Lisboa
Caso alguém seja entendido na área, preciso de ajuda para me tirarem uma dúvida pff.

Recebi uma carta de um advogado, contratado por uma tia minha, para obrigar todos os irmãos a realizarem partilhas.
A carta veio em nome da minha mãe (cabeça casal) e no meu, esquecendo-se da minha irmã.
A minha mãe como está com Alzheimer, dificilmente irá tratar de algo, sobrando para os 2 filhos.
Há 10 anos, ainda o meu pai era vivo, passou-me uma procuração para o representar numa reunião entre irmãos, para dividirem as coisas. Colocámos numa folha em branco, onde se assinou e depois no dia que supostamente se ia tratar oficialmente das coisas, um irmão disse que não assinava...não havendo partilhas.
Nestes 10 anos, quase todos andaram usufruir das casas/terrenos, menos o meu pai. Agora, por velhice ou doença, alguns já querem realizar partilhas, embora nem todos.

Da minha parte, queria sair deste processo. A minha dúvida é o que terei que fazer, para eu/minha máe/irmã sairmos deste processo.

Se até aqui não tivemos gozo de nada, não será agora que queremos ter, até porque o resto dos irmãos andam todos mal uns com os outros e duvido que o processo seja pacifico.

Li na net, algo sobre repúdio de herança. Alguém me consegue confirmar como isto funciona?
Basta ir a um notário e fazer alguma minuta sobre isso e enviar para o advogado?

Obrigado desde já a quem puder ajudar na dúvida.
 
Última edição:

Kandinsky

Tribuna
11 Abril 2016
4,521
3,937
Conquistas
4
  • Taça de Portugal 19/20
  • Deco
  • Campeão Nacional 19/20
  • Jorge Costa
O meu conselho é que consultes um advogado... Em temas já tão intrincados, no final do dia poupas mais dinheiro por ter ido ao advogado do que por teres remendado por outra via.
De qualqer forma, o repúdio da herança é livre e pode ser feito no notário, mas antes da partilha claro.
 
  • Like
Reações: Blue_Velvet e LR