Let's play for the migrants! | 90 minutes for hope

joaoc

Bancada lateral
18 Março 2008
961
0
S M Feira, 1982
panenka disse:
Ou seja aceitando a premissa que os governos ocidentais cometeram erros, devemos responder cometendo mais erros. Faz sentido.
Não disse isso nem quero isso. Mas mais cedo ou mais tarde todos pagamos pelos erros que cometemos.
Cultivar o ódio e guerra em troco de petróleo foi um erro crasso, mas enquanto o terror estava por lá nos vivíamos bem com isso.
 

Fernando Resende

Tribuna Presidencial
11 Abril 2012
14,181
5,619
panenka disse:
Ou seja aceitando a premissa que os governos ocidentais cometeram erros, devemos responder cometendo mais erros. Faz sentido.
Mas achas um erro receber refugiados e ser solidário?
Qual é o problema ou o medo??ß Qu venham terroristas no meio deles?? Isso seria mais ou menos o mesmo que fechar as portas ao nosso grande Aristides de Sousa Mendes quando trouxe os judeus que fugiam da Guerra por achar que podiam vir gajos de ideais nazis pelo meio para nos tramas!

Cometem-se muitos erros de análise por vezes até mesmo por falta de conhecimento de algumas coisas. Passamos os olhos pela net e vemos coisas escritas sobre a Siria e o seu povo que sao de uma falta de conhecimento brutal.
Ja Agora vamos dar a mao a um povo que tem no seu historial a tradicao de dar a mao a povos que fogem de Guerras (muitas delas - se calhar todas - criadas pelas politicas de Guerra dos países que apoiamos) mas isso já seria outra conversa.
 

Braveheart

Bancada lateral
24 Outubro 2014
884
32
Esta é uma goleada e das grandes! Sempre em cima do acontecimento mostrando que não somos apenas um clube desportivo, mas também de enorme cariz social. Assim se vê a grandiosidade do clube.

Enorme FCPorto!

 

DaniMontana

Porto allez, Força Porto Allez Allez, Força Porto
12 Janeiro 2015
10,502
2,443
35
Londres
Este tema tem dividido muita gente, especialmente em Portugal.
Em Portugal não se está habituado a receber a bem as pessoas de fora: Os pretos já sofreram na pele, os ciganos, os ucranianos até os brasileiros eram olhados de lado.

A bem pouco tempo era tudo Charlie tava na moda, bora seguir as massas.

Agora que se trata de um assunto mais grave do que o atentado que matou uns poucos em França as pessoas estão relutantes em aceitar que se de a mão aos refugiados.

Não podemos nem devemos olhar apenas para o nosso umbigo, enquanto estamos nós num café num bar num restaurante à comer e beber, milhares estão a lutar pela vida, entendo que não saibamos o que realmente isso porque não somos nós que estamos a passar por isso.

E claro que vão passar pessoas com más intenções, agora cabe aos governos controlar e fazer os possíveis para tentar identificar essas pessoas.

Bora lá ser mais humanos, hoje são eles amanhã não sabemos se não somos nós.

Open your mind please
 

Mika-Genebra

Tribuna
28 Novembro 2013
4,485
0
Fernando Resende disse:
Mas achas um erro receber refugiados e ser solidário?
Qual é o problema ou o medo??ß Qu venham terroristas no meio deles?? Isso seria mais ou menos o mesmo que fechar as portas ao nosso grande Aristides de Sousa Mendes quando trouxe os judeus que fugiam da Guerra por achar que podiam vir gajos de ideais nazis pelo meio para nos tramas!

Cometem-se muitos erros de análise por vezes até mesmo por falta de conhecimento de algumas coisas. Passamos os olhos pela net e vemos coisas escritas sobre a Siria e o seu povo que sao de uma falta de conhecimento brutal.
Ja Agora vamos dar a mao a um povo que tem no seu historial a tradicao de dar a mao a povos que fogem de Guerras (muitas delas - se calhar todas - criadas pelas politicas de Guerra dos países que apoiamos) mas isso já seria outra conversa.
Ser solidario e ajudar o proximo é um acto nobre, sem duvidas. Nao da para criticar.

MAS, tambem temos que ver uma coisa. Portugal é neste momento um pais bem pobre. Muito desemprego, muitos sem abrigo, muitas pessoas literalmente na merda. Pessoas que trabalham e recebem um salario miseravel. Pessoas que ainda vêem subsidios cortados por todos os lados e ao mesmo tempo cada vez mais taxas sobre isto e aquilo. Ou seja muitas pessoas com necessidades e com condiçoes de vida muito precarias.

Com a vinda de refugiados e com os custos que dai advem, quem se vai lixar sao os que ja sao pobres, tornando-se ainda mais pobres e necessitados. Enquanto essas pessoas irao chegar a Portugal e terao provavelmente condiçoes de vida, ajudas diversas etc que os farao viver bem. E isso nao me parece logico.

Antes de pensar em ajudar os "outros" (que é um acto bonito sim senhor) talvez deveria-se pensar primeiro em ajudar os "nossos". Ou entao, o ideal, ajudar todos. Mas isso obviamente é utopico, nao ha condiçoes para tal.

Ha muita hipocrisia à volta dessa onda de apoio aos refugiados sinceramente. A larga maioria (para nao dizer a totalidade..) das pessoas que apoiam isso sao pessoas que ou sao ricas e tem muito dinheiro ou sao pessoas que nao sendo ricas tem o suficiente para ter uma vida digna e sem preocupaçoes financeiras. Ai obviamente é mais facil ser solidario ou pedir solideriadade quando tu proprio estas bem.
Agora nao se pode levar a mal e criticar os que tem parcas condiçoes de vida por serem contra a vinda de refugiados porque acham que isso ainda os vai "enterrar" mais.
 

Regod

Tribuna Presidencial
21 Março 2015
15,424
1,183
Sim somos uns mauzoes muito fixe ver estes refugiados a terem casa de borla todas apetreçadas com bom e o melhor mais subsídios e outras regalias.... E eu a trabalhar dia e muitas vezes a noite sem direito a férias para pagar as poucas despesas e ainda andar à espera que o estado pague o que me deve que são uns bons milhares.....
Vou ter pena destes refugiados a maior parte deles mulçumanos que atiram borda fora os cristãos... Quem precisa mais de ajuda não são estes são aqueles pobres que estão nos campos de refugiados no Líbano etc.

Porque é que o nosso clube não faz coisas destas para apoiar instituiçoes de caridade portuguesa que matam a fome a muito portista e não só
 

Fernando Resende

Tribuna Presidencial
11 Abril 2012
14,181
5,619
Mika-Genebra disse:
Ser solidario e ajudar o proximo é um acto nobre, sem duvidas. Nao da para criticar.

MAS, tambem temos que ver uma coisa. Portugal é neste momento um pais bem pobre. Muito desemprego, muitos sem abrigo, muitas pessoas literalmente na merda. Pessoas que trabalham e recebem um salario miseravel. Pessoas que ainda vêem subsidios cortados por todos os lados e ao mesmo tempo cada vez mais taxas sobre isto e aquilo. Ou seja muitas pessoas com necessidades e com condiçoes de vida muito precarias.

Com a vinda de refugiados e com os custos que dai advem, quem se vai lixar sao os que ja sao pobres, tornando-se ainda mais pobres e necessitados. Enquanto essas pessoas irao chegar a Portugal e terao provavelmente condiçoes de vida, ajudas diversas etc que os farao viver bem. E isso nao me parece logico.

Antes de pensar em ajudar os "outros" (que é um acto bonito sim senhor) talvez deveria-se pensar primeiro em ajudar os "nossos". Ou entao, o ideal, ajudar todos. Mas isso obviamente é utopico, nao ha condiçoes para tal.

Ha muita hipocrisia à volta dessa onda de apoio aos refugiados sinceramente. A larga maioria (para nao dizer a totalidade..) das pessoas que apoiam isso sao pessoas que ou sao ricas e tem muito dinheiro ou sao pessoas que nao sendo ricas tem o suficiente para ter uma vida digna e sem preocupaçoes financeiras. Ai obviamente é mais facil ser solidario ou pedir solideriadade quando tu proprio estas bem.
Agora nao se pode levar a mal e criticar os que tem parcas condiçoes de vida por serem contra a vinda de refugiados porque acham que isso ainda os vai "enterrar" mais.
Aqui nao ha "nossos" e "outros"... o que há sao seres humanos!

Eu por acaso acho que onde há hipocrisia é nas pessoas que defendem que nao devemos ajudar os refugiados porque primeiro estao os "nossos" Sem abrigo, os "nossos" reformados e os "nossos" jovens Sem emprego. E digo isto porque tudo isso soa demasiado a "desculpa" para no fim nao ajudar nem uns nem outros.
De repente parece que toda a gente acordou para uma realidade que esteve sempre à frente dos nossos olhos mas que nunca ninguém quis saber. Ainda gostava de perceber quantas Destas pessoas que "recusam" a ajuda a gente que foge literalmente da morte sabe sequer quais sao as associacoes que protegem os Sem abrigo, quais as instituicoes que os alimentam e os vestem todos os dias. Gostava de perceber se alguma vez essa gente que se mostra tao indignada contribui para ajudar essas instituicoes e essas pessoas que passam por dificuldades. A resposta é simples: A maioria dos que argumentam dessa forma nunca fez nada para melhorar a situacao! Essa é que é a realidade e essa é que é a maior hipocrisia. Recusam ajudar os refugiados porque primeiro estao os "nossos" mas continuam a nao ajudar os "nossos" nem ninguém! Se isto nao é a maior hipocrisia entao nao sei...

Nao é contra quem quer ajudar os refugiados que temos que nos revoltar e que temos que lutar, porque esse ajudam por espirito solidário e sentido de humanidade e ajudam Sem olhar a nacionalidade, a cor, a religiao ou a raca. Temos que nos revoltar é contra quem nos meteu na situacao em que vivemos e esses sao faceis de identificar, mas a ver pelo que as sondagens nos dizem vamos continuar de olhos fechados. Ou isso ou nao somos assim um povo tao insatisfeito.

Portugal nao vive uma situacao facil e muitos de nos foram (e sao) obrigados a abandonar o país, a familia e os amigos para procurar uma oportunidade alem-fronteiras (eu fui um dos que tive de o fazer). Felizmente nao sofri com esta coisa do "primeiro os nossos" e do "vem para aqui roubar o que é dos nossos" e fui recebido de bracos abertos por um país e um povo que me soube acolher. Somos o país com maior taxa de populacao emigrada da uniao europeia, tivemos inumeras vagas de emigracao para procurar melhores condicoes ao longo das décadas e Agora recusamos estender a mao a gente que foge de uma Guerra e da morte? Isso parece-me de um egoismo atroz sinceramente!

Curiosamente (ou nao) por aquilo que vou lendo e ouvindo, sao aqueles que vivem com menos condicoes e que mais precisam do apoio do próximo que se mostram mais receptivos à ajuda e que se mostram mais solidários. Há uma explicacao para isso... sao gente que sabe o que é precisar de apoio e nao ter quem lhes estenda a mao!
 

Fernando Resende

Tribuna Presidencial
11 Abril 2012
14,181
5,619
Regod disse:
Porque é que o nosso clube não faz coisas destas para apoiar instituiçoes de caridade portuguesa que matam a fome a muito portista e não só
Se há coisa que o nosso presidente faz (em seu nome pelo menos, porque em nome do clube nao sei) é apoiar instituicoes de caridade. Por exemplo a intituicao "coracao da cidade" muito deve a Jorge Nuno Pinto da Costa...
 

DaniMontana

Porto allez, Força Porto Allez Allez, Força Porto
12 Janeiro 2015
10,502
2,443
35
Londres
Regod disse:
Sim somos uns mauzoes muito fixe ver estes refugiados a terem casa de borla todas apetreçadas com bom e o melhor mais subsídios e outras regalias.... E eu a trabalhar dia e muitas vezes a noite sem direito a férias para pagar as poucas despesas e ainda andar à espera que o estado pague o que me deve que são uns bons milhares.....
Vou ter pena destes refugiados a maior parte deles mulçumanos que atiram borda fora os cristãos... Quem precisa mais de ajuda não são estes são aqueles pobres que estão nos campos de refugiados no Líbano etc.

Porque é que o nosso clube não faz coisas destas para apoiar instituiçoes de caridade portuguesa que matam a fome a muito portista e não só
Regod tens que dar graças por teres trabalho saúde comida e tecto para ti e para os teus.

Acho errado não se querer ajudar quem está a fugir à morte, desculpando - se que os muçulmanos são todas pessoas más.

Se calhar não fosse pela guerra eles nunca iam sair do país deles, temos que perceber que são circunstâncias críticas,  estamos a falar de estar de frente para a morte
 

happy dragon

Tribuna
13 Julho 2015
2,737
0
Não sei porque se faz alarido por causa de uma coisa que não vos influencia directamente. Óbvio que se deve ajudar qualquer imigrante.
 

Regod

Tribuna Presidencial
21 Março 2015
15,424
1,183
DaniMontana disse:
Regod tens que dar graças por teres trabalho saúde comida e tecto para ti e para os teus.

Acho errado não se querer ajudar quem está a fugir à morte, desculpando - se que os muçulmanos são todas pessoas más.

Se calhar não fosse pela guerra eles nunca iam sair do país deles, temos que perceber que são circunstâncias críticas,  estamos a falar de estar de frente para a morte
eles são os ricos basta ver os telemóveis que tem. Os pobres ficam nos campos de refugiados esquecidos. Esses sim deviam ser ajudados. E a ajuda não é dar tudo e mais alguma coisa aqui, é garantir paz e condições no país deles. Aquilo que se está a fazer é uma udiotice que vai custar muito a Europa a curto médio prazo
 

WarriorFCP

Tribuna Presidencial
9 Dezembro 2013
17,356
1
29
Porto
Não consigo perceber, juro que não consigo, pessoas que dizem " primeiro os nossos, depois os refugiados", e depois ainda vêm com a conversa de serem muçulmanos, de poderem trazer fanáticos do estado islâmico, de serem "bandidos", etc... este tipo de argumentos para mim são inconcebíveis em pleno século XXI. Vamos acolher cerca de 4000 refugiados, pessoas como nós, a maior parte delas educadas, com estudos, que simplesmente procuram ter uma vida estável, longe da guerra. Sim, o nosso país está a atravessar uma fase muito difícil, temos muitos sem-abrigos, temos muitos desempregados, etc... mas não podemos abraçar 2 causas? Caramba, são 4 mil refugiados, não olho para estas pessoas a pensar que me vão "roubar" emprego, que me vão roubar "oportunidades", olho para estas pessoas a pensar naquilo que podem acrescentar de positivo ao nosso país, a diversidade cultural que irão trazer, se os acolhermos com a mentalidade certa irá sem dúvida ser bastante positivo para o país. Não são 4 mil refugiados que vão impedir Portugal de cuidar dos seus habitantes, esqueçam lá esse argumento, não faz sentido absolutamente nenhum, é mesquinho, podemos ajudar os "nossos" e podemos ajudar os que vêm de fora, acolhe-los sem olhar a religiões, ou qualquer outro tipo de diferença, poderemos crescer enquanto povo e enquanto país. Deixem de lado essa mentalidade retrógrada, todos nós partilhamos uma mesma casa, chama-se Terra, abram as fronteiras, partilhem amor, deixem de lado os ódios e façam deste pálido ponto azul no Universo, um lugar cada vez melhor.

Volto a salientar, mais uma vez, esta grande iniciativa do FC Porto. Orgulho. #SomosPorto
 

francisblue

Superior
27 Julho 2015
31
0
Esta iniciativa fez mais pela imagem do FC Porto do que qualquer outra coisa de que me lembre mas ainda há quem esteja descontente. Eu estou orgulhoso
 

Nirvanes

Tribuna Presidencial
23 Julho 2015
5,964
789
Regod disse:
eles são os ricos basta ver os telemóveis que tem. Os pobres ficam nos campos de refugiados esquecidos. Esses sim deviam ser ajudados. E a ajuda não é dar tudo e mais alguma coisa aqui, é garantir paz e condições no país deles. Aquilo que se está a fazer é uma udiotice que vai custar muito a Europa a curto médio prazo
Portanto, pessoas vivem normalmente, compram bens normais, casa, roupa, um smartphone ... Começa uma guerra civil, a sua casa é destruída, morre-lhe parte da família. O que é que faz? Vem à procura de refúgio na Europa... Só que não pode trazer o smartphone porque se não parece mal. Porque realmente não é importante continuar a ter um telemóvel.

Daqui a pouco só são refugiados se andarem descalços e nus.

Realmente deviam era terem trazido os Nokia 3310 que têm lá em casa para se fazerem de coitados...

Essa do têm smartphones, são ricos é do mais falacioso que há.