Sasa Borovnjak

STEMPIN

Bancada central
10 Maio 2016
1,838
119


TALENTO PARA DAR E RENDER

Sasa Borovnjak, o sérvio que sobressai na equipa de Moncho López, é fã de Tim Duncan e tem um irmão a jogar na Turquia

?Por Bruno Leite

Sasa Borovnjak foi o primeiro reforço anunciado pelo FC Porto para 2016/17 e chega ao plantel campeão nacional com uma dose considerável de créditos acumulados ao longo da temporada anterior. Ao serviço dos açorianos do Lusitânia, o poste sérvio protagonizou exibições de grande nível e entrou no radar azul e branco tendo em vista os desafios que se avizinham, rubricando com os Dragões um contrato válido por uma época, com mais uma de opção.

Com 27 anos e 2,06 metros, Sasa Borovnjak chegou a Portugal na antecâmara da temporada passada e foi tão-somente o grande destaque individual da fase regular da Liga Portuguesa de Basquetebol, apontando um total de 562 pontos. As médias de 20,7 pontos e 10 ressaltos por jogo impressionaram tudo e todos, inclusive o site Eurobasket.com, que o elegeu MVP da Liga.

“Senti-me um privilegiado quando soube do interesse do FC Porto. Sabia que o treinador Moncho López gostava do meu trabalho e cheguei a trocar algumas impressões com ele durante a época passada, mas nunca imaginei que agora estivesse aqui. É um grande orgulho poder jogar na equipa campeã nacional, mas ao mesmo tempo é uma motivação e uma responsabilidade. Estou numa equipa vencedora e vou dar tudo para que continue a vencer na época que aí vem. Queremos voltar a ser campeões e lutar por todos os outros troféus a nível nacional”, começou por dizer à “Dragões” o basquetebolista formado na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

O sérvio, que jogou o campeonato universitário com a camisola dos Penn State e que iniciará a quarta época como profissional ao serviço do FC Porto, já passou por clubes como o Ikaros (Grécia), Zornotza (Espanha), Gran Canaria (Espanha) e Slask Wroclaw (Polónia), além do já referido Lusitânia.

206 centímetros de versatilidade
Sasa Borovnjak destaca-se não só pela qualidade que lhe é reconhecida, mas também pela variedade de opções que oferece à equipa. O próprio crê fugir ao estereótipo do jogador alto e justifica-o voltando atrás no tempo para explicar a origem da apetência para jogar em zonas mais afastadas do cesto:

“Sou um jogador grande diferente do habitual, pois consigo fazer muitas coisas diferentes dentro do jogo. Não jogo apenas nas posições interiores, posso trazer a bola para fora, lançar ou até jogar 1x1. Tenho muita versatilidade para a minha estatura e procuro rentabilizar isso ao máximo dentro do campo, oferecendo assim mais opções aos meus colegas e à própria equipa. Sinto-me confortável a jogar em posições mais exteriores e nunca terei problema em fazê-lo sempre que o treinador me pedir ou o jogo assim o exigir. Ao longo da minha formação joguei muitas vezes na posição 3, pelo que não é novidade para mim jogar em zonas mais longe do cesto. Sinto-me capaz de o fazer, pois sou rápido para a minha estatura e tenho um bom controlo de bola. Sei que também posso criar desequilíbrios dessa forma, jogando em posições exteriores.”

Já identificado com a realidade nacional, Sasa Borovnjak enfrenta a partir de agora desafios diferentes e mais exigentes do que os que abraçou no Lusitânia, entre os quais o de lutar por títulos. Enaltecendo a forma como foi recebido no FC Porto e as condições que encontrou, o poste sérvio prometeu dedicação máxima, sempre com os objetivos coletivos à frente dos individuais:

“Vai ser o meu segundo ano a jogar na Liga portuguesa e já me sinto perfeitamente adaptado ao campeonato, pois tive uma experiência muito positiva ao serviço do Lusitânia. Agora vou ter a possibilidade de lutar pelo título e por todos os outros troféus, e isso é entusiasmante. Já me sinto confortável aqui, fui muito bem recebido por todos e as condições de treino são fantásticas. Não nos falta nada e só temos de nos preocupar em fazer o nosso trabalho. Quero fazer o melhor possível e dar o máximo em cada treino, em cada jogo, de forma a ajudar a equipa a concretizar os objetivos coletivos. Procuro apenas trabalhar e melhorar todos os dias de maneira a poder dar o meu contributo à equipa. É óbvio que tenho os meus objetivos, mas a equipa é o mais importante.”

O jogo perfeito
A 27 de fevereiro deste ano, na jornada inaugural da segunda fase da LPB, Sasa Borovnjak conseguiu um jogo perfeito, não tendo falhado qualquer lançamento no triunfo do Lusitânia sobre o Elétrico (92-85), após prolongamento.

Em 45 minutos de utilização, que é o mesmo que dizer que jogou todo o tempo regulamentar e o tempo extra, o poste sérvio registou 13/13 de lançamentos de campo e 10/10 da linha de lance livre, terminando o encontro com números assombrosos: 36 pontos, 13 ressaltos, 2 assistências, 1 roubo de bola, 1 desarme de lançamento, 8 faltas provocadas e uns estratosféricos 51.5 de valorização, registo que lhe permitiu ser o óbvio MVP dessa ronda.

“Foi a primeira e única vez em toda a minha carreira que consegui não falhar um único lançamento num jogo inteiro, que até teve prolongamento. Só me apercebi no final do jogo, quando o treinador me mostrou as estatísticas”, confessou Sasa Borovnjak.

O basquetebol está-lhe no sangue
A relação de Sasa Borovnjak com o basquetebol começou aos 11 anos, mas com um pai ex-jogador e um irmão mais velho ainda a jogar, seria difícil imaginá-lo como profissional de outra modalidade.

“O meu pai jogou basquetebol na Bósnia e tenho um irmão mais velho que neste momento está a jogar no Bursaspor (Turquia). A minha família tem uma grande ligação ao basquetebol e não foi difícil criar essa paixão. Além da influência natural do meu pai e do meu irmão, o facto de sempre ter sido alto também ajudou”, afirmou Sasa Borovnjak, confessando ainda que aproveita o tempo livre para matar saudades da família e dos amigos, além de ser um grande consumidor de cinema:

“Passo muito tempo no Skype a falar com a minha família e com os meus amigos, alguns deles ainda do tempo que passei nos Estados Unidos. Gosto de me manter em contacto com a minha família e com os meus amigos quando tenho tempo livre, mas também sou um apreciador de cinema e vejo muitos filmes. Como é óbvio, também sou um fã da NBA e vejo o máximo de jogos que posso durante o ano.”

Os Spurs de Tim Duncan
Enquanto basquetebolista profissional e depois de alguns anos a viver nos Estados Unidos, Sasa Borovnjak é um fã da NBA, o campeonato mais vibrante e espetacular do planeta:

“A minha equipa preferida são os San Antonio Spurs, pois têm um estilo de jogo diferente de todos os outros. Têm um grande treinador (Gregg Popovich), que sabe muito sobre o basquetebol europeu, e jogam sempre de forma coletiva, algo que não se vê muito na NBA. Em relação a jogadores, sempre admirei o Tim Duncan [recentemente retirado], não só pela sua qualidade humana e basquetebolística, mas pelo grande competidor e vencedor que foi. É uma referência e sempre acompanhei a sua carreira, procurando aprender e assimilar as coisas que ele fazia. Atualmente, diria que a minha referência é o Dirk Nowitzki [jogador alemão dos Dallas Mavericks].”

Texto publicado na edição de setembro da Dragões, a revista oficial do FC Porto, disponível nas bancas e mediante subscrição.

http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/sasa_borovnjak_entrevista_revista_dragoes.aspx
 

LimaPereira

Bancada central
14 Julho 2015
1,769
66
42
Porto
Fosse mais agressivo defensivamente e tínhamos aqui um grande achado.
Ainda assim, para mim, melhor 5 da Liga.

 

otilious

Moderator
21 Março 2007
58,126
1,763
Horta
Pena que na final não tenha estado ao seu melhor nível.

Aliás,  como grande parte dos seus colegas.

Enviado do meu GT-I9060 através de Tapatalk

 

LimaPereira

Bancada central
14 Julho 2015
1,769
66
42
Porto
Sasa sofre muito com defesas agressivas. Precisava de jogar ao lado de um jogador mais físico, o que não é o mesmo de dizer um jogador fisicamente forte. Nick é também um pouco assim. Tanto um como o outro precisavam desse click na defesa e no ataque ao cesto.
 

Calabote

Tribuna Presidencial
30 Junho 2016
6,014
2,180
Conquistas
4
  • Rodolfo Reis
  • Rui Filipe
  • Paulinho Santos
  • Artur Jorge
LimaPereira disse:
Sasa sofre muito com defesas agressivas. Precisava de jogar ao lado de um jogador mais físico, o que não é o mesmo de dizer um jogador fisicamente forte. Nick é também um pouco assim. Tanto um como o outro precisavam desse click na defesa e no ataque ao cesto.
Penso que deveria ser mais agressivo e físico em jogos complicados, parece que se encolhe e intimida um pouco.
 

Marmita

Tribuna Presidencial
18 Julho 2006
23,955
987
Conquistas
2
42
Angra Heroismo
  • Deco
  • Campeão Nacional 19/20
O ano passado o Sasa tinha ao lado dele um verdadeiro "bicho", o Stefan Djukic  libertava muito o Sasa para outras tarefas !
 

otilious

Moderator
21 Março 2007
58,126
1,763
Horta
O FC Porto tem opção por mais um ano e tem de ficar.

Excelente jogador e se é certo que defensivamente nem sempre foi competente, em termos ofensivos, dificilmente o FC Porto arranja melhor nestas condições.
 

Pedrix77

Tribuna Presidencial
6 Outubro 2016
7,272
2,271
Porto
Segundo declarações do Moncho, "estamos a trabalhar duro na renovação do Sasa. Espero que se formalize quanto antes, para o jogador ter essa tranquilidade antes que se iniciem os play-off."
 

STEMPIN

Bancada central
10 Maio 2016
1,838
119
Grande notícia, a confirmar se a renovação.

Está a fazer mais uma excelente época, pensei que nem houvesse a possibilidade de continuar no basquetebol português... Equipa técnica e direção da secção a trabalhar bem, pelos vistos :)
 

Pombal

Tribuna Presidencial
3 Abril 2010
14,364
699
Conquistas
1
  • Setembro/16
Asterix disse:
Renovou até 2020
SASA BOROVNJAK RENOVOU CONTRATO ATÉ 2020
Poste sérvio cumpre a segunda temporada ao serviço dos Dragões


Sasa Borovnjak acertou a renovação de contrato com o FC Porto até 2020. O poste sérvio cumpre a segunda temporada ao serviço dos Dragões e continuará assim a vestir a camisola azul e branca nas duas próximas épocas.

Nascido a 30 de julho de 1989 em Knin, Sasa chegou a Portugal em 2015 e destacou-se ao serviço do Lusitânia dos Açores. No ano seguinte, assinou pelo FC Porto.

O atleta sérvio disputou 35 jogos na atual Liga Portuguesa de Basquetebol, com uma média de 16,3 pontos por jogo, sendo o segundo jogador mais eficaz da competição em lançamentos de dois pontos (68 por cento de eficácia). Sasa Borovnjak marcou 20 ou mais pontos em dez jogos da Liga Portuguesa de Basquetebol, conseguindo chegar ao duplo-duplo em 29 jogos da competição.

Will Sheehey renovou contrato no final de abril e Moncho López revelou nessa altura que Sasa era o nome seguinte na lista dos Dragões, tendo em vista a preparação da temporada 2018/19 do FC Porto. ”Estamos a construir um futuro promissor”, disse o treinador, nessa altura.
 

PO

Tribuna
24 Novembro 2013
4,635
1,197
Pensamento do dia: se casassemos o Sasa com uma Portuguesa ele ficava com a nacionalidade e abria vaga para mais um estrangeiro...
 

Pombal

Tribuna Presidencial
3 Abril 2010
14,364
699
Conquistas
1
  • Setembro/16
PO disse:
Pensamento do dia: se casassemos o Sasa com uma Portuguesa ele ficava com a nacionalidade e abria vaga para mais um estrangeiro...
O Sasa tem companheira, e é croata.

Falando nele, é preciso jogar mais e melhor.
 

otilious

Moderator
21 Março 2007
58,126
1,763
Horta
Também acho que é tempo de ter outro tipo de jogador como poste baixo.

Gosto do Sasa, mas a verdade é que quando apanha armários e com qualidade, muitas das suas debilidades defensivas aparecem em força.