Autor Tópico: Equipa técnica de Sérgio Conceição  (Lida 4257 vezes)

Offline Ablon

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.598
  • Desde: Mar 2016
Se calhar começa por aqui parte do sucesso atual que o Sérgio está a conseguir! Dizem maravilhas do filho do Vitor Manuel,e não foi à toa que o Sérgio se rodeou de uma vasta equipa técnica ...


Quem é e o que dizem dele?

Offline JORGE ARAUJO

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 6.214
  • Desde: Set 2006
Quem é e o que dizem dele?

Ouvi o Inácio dizer que se falava nos corredores da bola que o Vitor Bruno é visto como inovador e desejado por vários treinadores de nomeada.

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.917
  • Desde: Mar 2012
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

VÍTOR BRUNO: “O ESPÍRITO E A ALMA DA EQUIPA FIZERAM A DIFERENÇA”

Adjunto de Sérgio Conceição deixou elogios ao coletivo após o triunfo sobre o Portimonense (3-2)

Face à expulsão de Sérgio Conceição no decorrer da segunda parte, foi Vítor Bruno quem falou sobre a reviravolta do FC Porto frente ao Portimonense (3-2), que valeu aos Dragões a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal. O adjunto de Sérgio Conceição destacou a “resposta positiva” que todos os jogadores deram perante “uma equipa com qualidade”.

As dificuldades esperadas
“Foi uma vitória difícil, mas já sabíamos que este é um jogo tradicionalmente complicado. Há que dar mérito a quem trabalhou durante os 90 minutos para conseguir uma vitória que acaba por ser justa. Defrontámos uma equipa com qualidade, das melhores do Campeonato, e que nos criou muitas dificuldades. Há que dar mérito ao Portimonense por isso.”

Trabalho coletivo
“Todos os jogadores deram uma resposta positiva e mesmo o André Pereira, que se estreou hoje pela equipa principal, esteve muito bem. O que é de realçar é o trabalho de todos, dos que estão lá dentro e dos que estão cá fora. Além disso, a atmosfera do nosso estádio é inolvidável. A partir do momento em que estivemos a perder, tivemos uma alma muito grande.”

Vitória justa
“Foi um desafio importante que a equipa soube ultrapassar. Defrontámos uma equipa de qualidade e que voltou a pôr-nos à prova. O espírito e a alma da equipa fizeram a diferença, tal como os nossos adeptos. Foi uma vitória sofrida, mas justa.”

A expulsão de Sérgio Conceição
“É sempre difícil não termos o nosso líder no banco e a equipa sente isso. É uma expulsão difícil de contestar, mas o Sérgio Conceição não maltratou nem faltou ao respeito a ninguém. Foi simplesmente uma reação de quem queria muito ganhar. Esta vitória é dedicada ao nosso líder.”


Offline Morais

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.718
  • Desde: Mai 2017
O melhor até agora a dizer dele é que nossa equipa ainda não perdeu gás a faltar 20 minutos (como os clubes concorrentes) quer na nossa Liga quer na champions onde a intensidade e desgaste é maior.Penso ser um elogio.

Offline dragaolux

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.669
  • Desde: Out 2016
    • Situação contratual dos jogadores do FC Porto

Offline dragaolux

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.669
  • Desde: Out 2016
    • Situação contratual dos jogadores do FC Porto

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.917
  • Desde: Mar 2012
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

EDUARDO OLIVEIRA: "É GRATIFICANTE SENTIR-ME PARTE DESTA CONQUISTA"
Fisiologista do FC Porto apontou a resiliência do grupo como fator determinante na conquista do título


É um dos elementos da equipa técnica de Sérgio Conceição e um dos grandes responsáveis por garantir que os jogadores estão no pico da capacidade física para contribuírem ao máximo quando são chamados. Eduardo Oliveira tem 41 anos, é fisiologista e agora também campeão nacional ao serviço do FC Porto. Sobre a conquista do título, essa que tanto o enche de alegria, apontou a resiliência como fator constante e fundamental.

“Acho que a palavra resiliência é a que melhor define esta conquista. Pela forma como os jogadores, juntamente com a equipa técnica e todo o grupo de trabalho, se empenharam para, dia a dia, chegar ao final da época com o objetivo conquistado foi notável. Neste momento desfruto do sentido de pertença. Sentir-me parte desta conquista, deste grupo que é o FC Porto, e ter neste momento o objetivo cumprido é muito gratificante. É bom olhar para trás e ver o que trabalhamos para chegar aqui”, afirmou.

A felicidade do técnico foi bem evidente nesta curta troca de palavras em que usou o termo alegria para descrever o que sente ao ver a taça em exposição no Museu: “É uma alegria sentir que tenho o meu contributo para esta conquista e será também uma grande alegria poder voltar aqui no futuro e poder olhar para ela”, lembrou, nem sem antes deixar um agradecimento especial a todo o grupo de trabalho e à família, a quem dedica esta vitória.

O fcporto.pt vai publicar até final​ de maio testemunhos dos jogadores e treinadores que levaram o FC Porto à conquista do troféu de Campeão Nacional 2017/18.

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.917
  • Desde: Mar 2012
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

"ESPERO QUE SEJA O PRIMEIRO DE MUITOS"
Vítor Bruno, adjunto de Sérgio Conceição, celebrou o primeiro título enquanto treinador de futebol profissional


Sérgio Conceição sempre fez questão de sublinhar a importância dos homens que compõem a sua equipa técnica e que sustentam o trabalho do treinador. Vítor Bruno é adjunto de Sérgio Conceição desde 2011/12 e não mais voltaram a separar-se, mas foi no FC Porto que conseguiram o primeiro título das respetivas carreiras.

“Foi uma grande época, mas poderia ter sido perfeita se tivéssemos conquistado também a Taça de Portugal e a Taça da Liga”, começa por dizer Vítor Bruno, em exclusivo a fcporto.pt, apontando a um futuro ainda mais vitorioso no Dragão: “Para mim, este foi o primeiro título enquanto treinador de futebol profissional. Espero que seja o primeiro de muitos, pois é para isso que trabalhamos diariamente. Venham mais títulos no FC Porto”.

“Esta conquista significa muito para todo o plantel e, no futuro, obviamente que será um orgulho voltar ao Museu e reviver todas as grandes sensações que tivemos este ano”, prossegue Vítor Bruno, que dedica o título ao seu “grande suporte. “Os jogadores, a equipa técnica e toda a estrutura do clube foram muito importantes na nossa caminhada para o título, mas dedico esta conquista à minha família, que é o meu grande suporte e que está do meu lado em todos os momentos.”

O fcporto.pt vai publicar até final de maio testemunhos dos jogadores e treinadores que levaram o FC Porto à conquista do troféu de Campeão Nacional 2017/18.

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.917
  • Desde: Mar 2012
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

"MUITO HONRADO POR AQUILO QUE CONSEGUIMOS DAR AO CLUBE"
Diamantino Figueiredo, treinador de guarda-redes, é um dos elementos da equipa técnica campeã nacional


Sérgio Conceição é o líder da equipa técnica portista, mas o trabalho do treinador tem um suporte que na maior parte das vezes não é visível para o adepto comum. Diamantino Figueiredo é o treinador de guarda-redes do FC Porto e confessa ter “poucas palavras” para “definir o grupo e o seu comportamento ao longo da época”, considerando “gratificante” ver exposto no Museu FC Porto o troféu que representa o trabalho de um ano.

“Há poucas palavras para definir o grupo e o seu comportamento ao longo da época, naquilo que foi o trabalho e o foco a que nos propusemos. Este título significa uma coisa muito positiva na minha carreira, que já tem muitos anos. Ainda para mais, tendo em conta a época que foi e no clube em que foi, um clube que me habituei a admirar desde os tempos de jogador. Foi uma conquista muito gratificante. Pensei na minha família, em todos aqueles que estiveram comigo, desde jogadores a amigos, familiares, foi muito gratificante para a minha carreira. Foi uma sensação arrepiante colocar o troféu no Museu. Fico muito honrado por aquilo que conseguimos dar ao clube. O reflexo do nosso trabalho ao longo da época ficou exposto no Museu FC Porto e não há nada mais gratificante que isso”, afirma Diamantino Figueiredo, em exclusivo a fcporto.pt.

O fcporto.pt vai publicar até final de maio testemunhos dos jogadores e treinadores que levaram o FC Porto à conquista do troféu de Campeão Nacional 2017/18.

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.917
  • Desde: Mar 2012
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

"ERA UM SONHO QUE NÓS TRANSFORMÁMOS EM REALIDADE"
Siramana Dembelé feliz por concretizar o objetivo definido pela equipa técnica liderada por Sérgio Conceição


Siramana Dembelé foi um dos elementos mais ativos nos longos festejos do FC Porto. O fcporto.pt recolheu os testemunhos dos jogadores que contribuíram para a conquista do título e falou igualmente com membros da equipa técnica liderada por Sérgio Conceição.

Foi em Liège, ao serviço do Standard, que Sérgio Conceição conheceu Siramana Dembelé. Em 2011, quando o treinador regressou a Portugal para orientar o Olhanense, trouxe consigo o antigo jogador francês. A relação mantém-se até aos dias de hoje.

“Quando o Sérgio revelou que íamos assinar pelo FC Porto, disse-nos logo que o objetivo era sermos campeões. Chegámos, trabalhámos muito e acreditámos sempre que com estes jogadores íamos concretizar esse objetivo. Era um sonho que nós transformámos em realidade e é fantástico entrar na grande história do FC Porto”, diz o treinador-adjunto do FC Porto.

Dembelé representou o Vitória de Setúbal como jogador, em 2005. Em Portugal, fez ainda parte das equipas técnicas de Sérgio Conceição no Olhanense, Académica, Sporting de Braga e Vitória de Guimarães. Depois da experiência no Nantes, abraçou o desafio de recolocar o FC Porto na rota dos títulos: “Fiz uma grande festa quando conquistámos o título porque sou uma pessoa apaixonada por futebol. Ter a possibilidade de ajudar o FC Porto a crescer é um orgulho enorme. Gosto muito de futebol e em particular do FC Porto.”

“Entrar na história do clube e fazer parte do Museu é algo que todos queríamos muito, apesar de sabermos que seria muito difícil, porque a história do FC Porto é muita rica. Agora somos campeões nacionais, estamos orgulhosos, mas acho que daqui a uns dias, uns meses, vamos perceber melhor a importância de termos ganho este campeonato”, salienta o técnico.

Aos 41 anos, Siramana Dembelé inscreve o seu nome na história do FC Porto e faz questão de agradecer o apoio dos adeptos ao longo de uma temporada exigente: “Dedico esta vitória a todos os portistas, a esse Mar Azul que foi crescendo ao longo da época.”

O fcporto.pt vai publicar até final de maio testemunhos dos jogadores e treinadores que levaram o FC Porto à conquista do troféu de Campeão Nacional 2017/18.

Offline MartinsDragão

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 13.982
  • Desde: Fev 2015
Siramana Dembelé, membro da equipa técnica do FC Porto:
«Entrar na história do clube e fazer parte do Museu é algo que todos queríamos muito, apesar de sabermos que seria muito difícil, porque a história do FC Porto é muita rica. Agora somos campeões nacionais, estamos orgulhosos, mas acho que daqui a uns dias, uns meses, vamos perceber melhor a importância de termos ganho este campeonato»

Offline MartinsDragão

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 13.982
  • Desde: Fev 2015

Offline Komodo

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 6.355
  • Desde: Dez 2012

Offline Diogo Silva

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 21.753
  • Desde: Ago 2007
No primeiro golo também foram ao banco ter con o roupeiro. Até pensei que fosse o seu aniversário.

Espero que regresse rapidamente.

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 18.917
  • Desde: Mar 2012
https://www.fcporto.pt/pt

VÍTOR BRUNO: "ESTA É A RESPOSTA DOS GRANDES CAMPEÕES"

FC Porto venceu o Boavista com um golo em período de descontos
Sérgio Conceição recebeu ordem de expulsão durante o jogo entre o FC Porto e o Boavista (1-0). Como tal, não falou na zona de entrevistas rápidas. Vítor Bruno, treinador-adjunto que celebra neste domingo o 36.º aniversário, falou em nome do grupo e destacou a capacidade de resposta dos Dragões no dérbi da Invicta.

Vitória perfeitamente justa
“Foi uma vitória difícil e sofrida, contra um adversário que tem o seu mérito, que faz da intensidade de cada lance um momento importante do jogo. É uma vitória que no final me parece perfeitamente justa pela quantidade de lance que criámos.”

Uma crença muito grande
“Cada jogador acredita até ao fim, há uma crença muito grande. Este grupo é uma verdadeira família. Não sei se é uma primeira família ou segunda família, mas é uma família.”

Intensidade depois do jogo da Champions
“Aqui não há primeiro nem segundo plano. Basta vez o exemplo do Tiquinho. Teve uma aceitação muito grande daquilo que foi o seu papel hoje. Ele está no lance do golo, trabalha para a equipa de uma forma fantástica. Hoje apresentámos uma intensidade grande, depois de um jogo de Liga dos Campeões. Esta é a resposta dos grandes campeões.”