Autor Tópico: Relações  (Lida 12172 vezes)

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 20.429
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Re: Relações
19/Nov/19, 17:59 • #68014
O mais provável é não ser da tua geração, mas na minha adolescência ainda era assim. Lembro-me de ser miúdo e todos os sábados existiam altas futeboladas no 'ringue' da aldeia. Provavelmente, a grande diferença é que não era preciso jogar na estrada. Era a tarde inteira a jogar, até não haver luz. Malta de todas as idades...

Lembro-me bem de quando a minha mãe me começou a deixar ir jogar, um gajo só queria era que a catequese acabasse para ir jogar à bola. Normalmente era ao bota-fora, lembro-me de chegar a haver 4 e 5 equipas a jogar. E quando aparecia muita malta do lugar ao lado (pertencem os dois à mesma freguesia e por isso há sempre aquela rivalidade), era logo alto derby entre os dois lugares, rasgadinho claro!

No Verão, fizesse mais ou menos calor, íamos todos os dias para o campo. Quando estávamos mais cansados e estava mais calor, lá fazíamos uma pausa. E se não houvesse malta suficiente para jogar, íamos dar uma volta de bicicleta pelo meio dos pinhais ou inventava-se outra coisa para fazer, nem que se jogasse às directas, ao artilheiro ou ao brasileiro.

Eram outros tempos, bons tempos! Quando deixámos de poder ir nunca mais vi lá tanta gente a jogar como antigamente. Normalmente não está ninguém, por vezes andam lá meia dúzia de miúdos a dar uns toques na bola.

Talvez eu seja da mesma geração que tu pois as minhas recordações são exatamente iguais ás tuas.. Aliás, eu não cheguei a fazer o crisma (5 presenças em 50 e tal possíveis) porque o mesmo era dado ao lado do tal ringue.. Num cimento manhoso, com umas barras de ferro a fazer de balizas. Lugares rivais da mesma freguesia, freguesias contra freguesias, primos contra primos, irmãos contra irmãos.. Jogos míticos, acertos de contas de outro rosário efetuadas logo ali, porrada sem tlms a filmar para a posteridade. Única pausa para ver o tsubasa ou, mais tarde, o dragon ball..

Hoje em dia, e isto não discurso à velho do restelo, o ringue está sempre vazio e a malta mais jovem anda sempre com o pescoço virado para o chão enquanto mexe num telemóvel.. Também tenho imensas saudades desses tempos.