Autor Tópico: Violência doméstica e familiar  (Lida 2062 vezes)

Offline WaywardPines

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.464
  • Desde: Jul 2016
Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 00:52 • #19052
Abro este tópico para saber o que a comunidade pensa sobre o flagelo da violência conjugal que têm afectado a nossa comunidade.

O que pensam sobre isso?

Quais as soluções?

Online apostador87

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 2.926
  • Desde: Nov 2013
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 00:57 • #16077
Deixar de ser lampião é a opção mais acertada.

Fora de gozos, é lamentável e acho que ta dentro de cada um,não há nmuito a fazer,quem o faz sem problema ,é certamente doente.

Penas pesadas.

Offline WaywardPines

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.464
  • Desde: Jul 2016
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:13 • #14058
Deixar de ser lampião é a opção mais acertada.

Fora de gozos, é lamentável e acho que ta dentro de cada um,não há nmuito a fazer,quem o faz sem problema ,é certamente doente.

Penas pesadas.

Mas o porquê dessas atitudes? O que leva alguém bater na sua parceira/o?

Estamos em Março e já temos 14 homicídios! Qual o motivo que origina tamanha violência?


Offline Mary Antas

  • Bancada lateral
  • **
  • Mensagens: 996
  • Desde: Abr 2018
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:18 • #11027
Enquanto tivermos bestas como o neto da moura ou raio que o parta a fazer de juíz, não vamos longe.

É fundamental que as mulheres sintam que vale mesmo a pena falar e fazer queixa. Muitas vezes não o fazem porque têm medo de sofrer represálias ainda mais gravosas e não sentem que as autoridades as conseguem proteger. Penso que aquele caso em que o cabrão matou a sogra e a filha teve várias queixas da mulher que não tiveram a resposta devida.

Uma mulher que esteja neste momento a sofrer maus tratos e a considerar apresentar queixa, pensa nas dezenas de mulheres que já morreram este ano e desiste da ideia. Com filhos mais complicado ainda.

Depois há um complexo quadro psicológico.

Nunca começa logo com uma valente sova. Primeiro é um berro. Depois uma atitude agressiva. O controlo. O ciúme. Depois um estalo. O medo. A chantagem. O sentimento de culpa da vítima. As desculpas e o não volta a acontecer. A esperança fútil de isso ser verdade alimentada pela memória das coisas boas. Ele não é assim, ele é bom, é uma fase.
Quando as coisas estão realmente insustentáveis, a vítima já está num estado em que não sabe o que fazer, perdida e com medo da própria sombra. E se ele vem atrás de mim? E se ele vai ao meu trabalho? E se se vinga na minha família?

Por outro lado, há tendências que começam desde cedo. As pequenas coisas.
Há muitas raparigas que acham normal que o companheiro queira ter a pass do Facebook, ou acesso às SMS, por exemplo. Se não tens nada a esconder não há problema. Acham normal que não saiam à rua com um decote ou uma minisaia porque o namorado não quer. Que não conversem nem tenham programas com amigos porque o namorado tem ciúmes e por aí fora.

Offline jaco250

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.767
  • Desde: Dez 2015
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:34 • #89088
Sempre existiu violência doméstica, o que difere de hoje para o antigamente é que as mulheres estão a deixar de ter problemas em divulgar.

È num futuro próximo os homens também vão deixar de ter vergonha e vão denunciar também.. Sim, as mulheres que se deixem de armar em únicas vítimas porque andam por aí muitas que são umas autênticas cabras e que dão portada nos maridos. Tal é qual como existem muitos cabroes também.

Offline Regod

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 14.744
  • Desde: Mar 2015
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:40 • #62021
Sempre existiu violência doméstica, o que difere de hoje para o antigamente é que as mulheres estão a deixar de ter problemas em divulgar.

È num futuro próximo os homens também vão deixar de ter vergonha e vão denunciar também.. Sim, as mulheres que se deixem de armar em únicas vítimas porque andam por aí muitas que são umas autênticas cabras e que dão portada nos maridos. Tal é qual como existem muitos cabroes também.
E violencia psicologica? Quantos homens nao sofrem isto em silencio?

Offline Flanders

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 2.711
  • Desde: Mai 2017
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:43 • #34020
Enquanto tivermos bestas como o neto da moura ou raio que o parta a fazer de juíz, não vamos longe.

É fundamental que as mulheres sintam que vale mesmo a pena falar e fazer queixa. Muitas vezes não o fazem porque têm medo de sofrer represálias ainda mais gravosas e não sentem que as autoridades as conseguem proteger. Penso que aquele caso em que o cabrão matou a sogra e a filha teve várias queixas da mulher que não tiveram a resposta devida.

Uma mulher que esteja neste momento a sofrer maus tratos e a considerar apresentar queixa, pensa nas dezenas de mulheres que já morreram este ano e desiste da ideia. Com filhos mais complicado ainda.

Depois há um complexo quadro psicológico.

Nunca começa logo com uma valente sova. Primeiro é um berro. Depois uma atitude agressiva. O controlo. O ciúme. Depois um estalo. O medo. A chantagem. O sentimento de culpa da vítima. As desculpas e o não volta a acontecer. A esperança fútil de isso ser verdade alimentada pela memória das coisas boas. Ele não é assim, ele é bom, é uma fase.
Quando as coisas estão realmente insustentáveis, a vítima já está num estado em que não sabe o que fazer, perdida e com medo da própria sombra. E se ele vem atrás de mim? E se ele vai ao meu trabalho? E se se vinga na minha família?

Por outro lado, há tendências que começam desde cedo. As pequenas coisas.
Há muitas raparigas que acham normal que o companheiro queira ter a pass do Facebook, ou acesso às SMS, por exemplo. Se não tens nada a esconder não há problema. Acham normal que não saiam à rua com um decote ou uma minisaia porque o namorado não quer. Que não conversem nem tenham programas com amigos porque o namorado tem ciúmes e por aí fora.

Isso até é mais ao contrário. A ciumeira nessas merditas é mais das mulheres.

É uma situação complicada porque é difícil arranjar uma solução para isto. Penas pesadas têm de acontecer mas não resolve nada. Dar demasiado poder à mulher do género ela fazer uma queixa e prender logo o homem ou tirá-lo de casa também não faz muito sentido porque haveriam mulheres a aproveitar-se disso. É uma cena complicada mas tem de se arranjar solução. A este ritmo acaba-se 2019 com 50 mortes.

Offline WaywardPines

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.464
  • Desde: Jul 2016
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:49 • #21013
Enquanto tivermos bestas como o neto da moura ou raio que o parta a fazer de juíz, não vamos longe.

É fundamental que as mulheres sintam que vale mesmo a pena falar e fazer queixa. Muitas vezes não o fazem porque têm medo de sofrer represálias ainda mais gravosas e não sentem que as autoridades as conseguem proteger. Penso que aquele caso em que o cabrão matou a sogra e a filha teve várias queixas da mulher que não tiveram a resposta devida.

Uma mulher que esteja neste momento a sofrer maus tratos e a considerar apresentar queixa, pensa nas dezenas de mulheres que já morreram este ano e desiste da ideia. Com filhos mais complicado ainda.

Depois há um complexo quadro psicológico.

Nunca começa logo com uma valente sova. Primeiro é um berro. Depois uma atitude agressiva. O controlo. O ciúme. Depois um estalo. O medo. A chantagem. O sentimento de culpa da vítima. As desculpas e o não volta a acontecer. A esperança fútil de isso ser verdade alimentada pela memória das coisas boas. Ele não é assim, ele é bom, é uma fase.
Quando as coisas estão realmente insustentáveis, a vítima já está num estado em que não sabe o que fazer, perdida e com medo da própria sombra. E se ele vem atrás de mim? E se ele vai ao meu trabalho? E se se vinga na minha família?

Por outro lado, há tendências que começam desde cedo. As pequenas coisas.
Há muitas raparigas que acham normal que o companheiro queira ter a pass do Facebook, ou acesso às SMS, por exemplo. Se não tens nada a esconder não há problema. Acham normal que não saiam à rua com um decote ou uma minisaia porque o namorado não quer. Que não conversem nem tenham programas com amigos porque o namorado tem ciúmes e por aí fora.

Concordo.

No entanto o que me faz confusão é como começa? Como se chega a este extremo de matar?
 Dizes o seguinte;

"Nunca começa logo com uma valente sova. Primeiro é um berro."

Não acho que discutir leva a que se escale para agressão! Tem de existir outros factores.

Eu discuto ocasionalmente com a minha esposa e ela comigo, mas nunca me passou pela cabeça agredir.

Confesso que esse escalar de violencia me deixa triste. Então matar também os filhos...

Sempre existiu violência doméstica, o que difere de hoje para o antigamente é que as mulheres estão a deixar de ter problemas em divulgar.

È num futuro próximo os homens também vão deixar de ter vergonha e vão denunciar também.. Sim, as mulheres que se deixem de armar em únicas vítimas porque andam por aí muitas que são umas autênticas cabras e que dão portada nos maridos. Tal é qual como existem muitos cabroes também.

Sim concordo,  actualmente as mulheres já começam a perceber que merecem ser tratadas com dignidade.

Offline jaco250

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.767
  • Desde: Dez 2015
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:56 • #45038
E violencia psicologica? Quantos homens nao sofrem isto em silencio?

Pois... Um amigo meu foi levado ao extremo... Andou anos a sofrer, a ser corneado, e no final a gaja para safar a pele teve a lata de dizer que ele é que andava a trai-lá. E não é um caso de adolescentes, tou a falar de um casal adulto com uma filha e com a restantes obrigações.

Ela cagava tanto nele que ela saia todos os fins de semana e proibia-o de sair ou de procurá-la e ele ficava em casa com a filha, ela já não tinha problemas em entrar no quarto depois da noitada e a discutir com o amante ao telemóvel.

Estou a falar de uma mulher de 40 anos...

Não é fácil.

Offline WaywardPines

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.464
  • Desde: Jul 2016
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:58 • #17075
E violencia psicologica? Quantos homens nao sofrem isto em silencio?

Mas as mulheres também!

Offline Flanders

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 2.711
  • Desde: Mai 2017
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 01:59 • #73092
Pois... Um amigo meu foi levado ao extremo... Andou anos a sofrer, a ser corneado, e no final a gaja para safar a pele teve a lata de dizer que ele é que andava a trai-lá. E não é um caso de adolescentes, tou a falar de um casal adulto com uma filha e com a restantes obrigações.

Ela cagava tanto nele que ela saia todos os fins de semana e proibia-o de sair ou de procurá-la e ele ficava em casa com a filha, ela já não tinha problemas em entrar no quarto depois da noitada e a discutir com o amante ao telemóvel.

Estou a falar de uma mulher de 40 anos...

Não é fácil.

Porque é que o teu amigo não lhe pôs os patins logo na primeira vez? Quem trai uma vez trai 10.

Offline Flanders

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 2.711
  • Desde: Mai 2017
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 02:00 • #32077
Mas as mulheres também!

Ele e todos sabemos disso. Só não se queira fazer da violência doméstica um problema só de culpa do homem e com a mulher como vítima. Maioritariamente é mas não é só.

Offline WaywardPines

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.464
  • Desde: Jul 2016
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 02:01 • #69072
Isso até é mais ao contrário. A ciumeira nessas merditas é mais das mulheres.

É uma situação complicada porque é difícil arranjar uma solução para isto. Penas pesadas têm de acontecer mas não resolve nada. Dar demasiado poder à mulher do género ela fazer uma queixa e prender logo o homem ou tirá-lo de casa também não faz muito sentido porque haveriam mulheres a aproveitar-se disso. É uma cena complicada mas tem de se arranjar solução. A este ritmo acaba-se 2019 com 50 mortes.

Aqui não acho que se trate de dar demasiado poder as mulheres. Em caso de violência comprovada a lei têm de agir com mais dureza. Tem de agir antes que seja tarde demais...

Offline Flanders

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 2.711
  • Desde: Mai 2017
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 02:02 • #51065
Aqui não acho que se trate de dar demasiado poder as mulheres. Em caso de violência comprovada a lei têm de agir com mais dureza. Tem de agir antes que seja tarde demais...

Com uma queixa da mulher onde é que comprovas a violência?

Offline WaywardPines

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.464
  • Desde: Jul 2016
Re: Violência doméstica e familiar
10/Mar/19, 02:03 • #22058
Ele e todos sabemos disso. Só não se queira fazer da violência doméstica um problema só de culpa do homem e com a mulher como vítima. Maioritariamente é mas não é só.

Não ponho isso em causa. Tenho consciência que sim.

Mas o que me deixa incrédulo é chegar ao extremo de matar e matar filhos e sogros...

Porquê desses extremos?