Autor Tópico: Campeonato, 22ª J.: FC Porto-Marinhense 9-3  (Lida 2050 vezes)

Offline Pedrix77

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 4.356
  • Desde: Out 2016

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 21.523
  • Desde: Mar 2012
https://www.fcporto.pt/pt

LIDERANÇA PRESERVADA ANTES DE COMPROMISSO EUROPEU

Dragões impuseram-se em casa diante do Marinhense por 9-3 na 22.ª jornada do campeonato
No Dragão Caixa, o FC Porto derrotou o Marinhense (9-3), último classificado do Nacional de Hóquei em Patins, mantendo a liderança isolada da prova (55 pontos) e relegando a formação da Marinha Grande para o segundo escalão.

Numa partida em que se tocavam os extremos, o FC Porto, melhor ataque do campeonato, assumiu o controlo desde os instantes iniciais, ainda que o Marinhense, pior defesa da prova, se tenha mostrado desinibido e procurado o caminho da baliza portista sempre que encontrava algum espaço. Ainda antes dos dez minutos, e numa jogada de insistência, o goleador dos Dragões Gonçalo Alves fez o 1-0 e o 35º tento no campeonato, readquirindo o estatuto de melhor marcador do Nacional de Hóquei em Patins.

Apesar da boa resposta dos visitantes, que, por Gonçalo Domingues (11m), obrigaram Carles Grau a mostrar serviço, foi o FC Porto que voltou a marcar na sequência de um remate forte de Poka (18m). Os últimos dois minutos da primeira parte foram frenéticos: o bis de Filipe Vaz igualou o encontro antes de o jovem Hugo Santos recolocar os azuis e brancos em vantagem.

No começo da etapa complementar, Rafa aumentou distâncias, mas o Marinhense continuava a mostrar vontade de tirar algo do jogo e reduziu a diferença no marcador por intermédio de Filipe Almeida. Já depois de Grau ter evitado o empate ao defender uma grande penalidade batida por Nicolás Carmona, entrou em ação o capitão Hélder Nunes e depois Poka que bisou e pôs a formação da casa mais confortável na partida. A partir deste momento, o Marinhense perdeu o fôlego e não conseguiu suster o ritmo imposto pelos azuis e brancos, que acabaram por construir um triunfo expressivo com os contributos de Cocco, Reinaldo García e o bis de Gonçalo Alves, o qual deixou o camisola 77 portista como goleador destacado do campeonato (36 golos).

O FC Porto entra novamente em campo no próximo sábado, frente ao Forte dei Marmi, às 18h30 no Dragão Caixa, em embate da 2.ª mão dos quartos de final da Liga Europeia. Os Dragões vão tentar confirmar a passagem às meias-finais da competição depois de terem vencido o primeiro encontro da eliminatória, em Itália, por 5-1.

FICHA DE JOGO

FC PORTO FIDELIDADE-MARINHENSE, 9-3
Campeonato Nacional, 22.ª jornada
31 de março de 2019
Dragão Caixa, Porto

Árbitro: Miguel Guilherme e Ricardo Leão

FC PORTO FIDELIDADE: Carles Grau (g.r.), Reinaldo García, Hélder Nunes (cap.), Rafa e Gonçalo Alves
Suplentes: Nelson Filipe (g.r.), Telmo Pinto, Giulio Cocco, Hugo Santos e Poka
Treinador: Guillem Cabestany

MARINHENSE: Marco Gaspar (g.r.), Gonçalo Domingues, João Lomba, Nicolás Carmona e Filipe Almeida
Suplentes: Nuno Peça (g.r.), Dário Santo, Pedro Coelho, David Costa e Filipe Vaz (cap.)
Treinador: Nuno Domingues

Ao intervalo: 3-2
Marcadores: Gonçalo Alves (9m, 50m), Poka (18m, 41m), Filipe Vaz (23m, 24m), Hugo Santos (24m), Rafa (27m), Filipe Almeida (33m), Hélder Nunes (39m), Giulio Cocco (43m), Reinaldo García (43m)

Offline joaoalvercafcp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 21.523
  • Desde: Mar 2012


Offline bluevertigo

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.159
  • Desde: Mai 2014
A mim parece-me que vem um pouco da personalidade do jogador... existem aqueles que se acham bons e que não têm medo de o tentar provar, assumir a responsabilidade e há outros que quando dão um passo em frente (falo da troca Lodi/Porto) e vêm jogar com os melhores do mundo e no campeonato NBA do hóquei mundial (como o próprio referiu) se amedrontam, marcam presença e pouco mais.

É o que o Cocco tem feito em 90% da época... e ao contrário de muitos não sei se para a próxima época melhorará muito, oxalá que sim.
É o que penso também.
Com mais espaço e maior soltura, ainda consegue aparecer. Mas muito intermitente.
E dá a sensação que vem sentindo a pressão final, apagando-se com medo de errar. Prefere proteger-se jogando mais seguro, mas "vazio".
 

Offline Pombal

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 12.648
  • Desde: Abr 2010
  • Membro do Mês Setembro/16
Andei meses com receio de dizer isto aqui por não perceber muito de hóquei e de, por isso, correr o risco de dizer uma valente asneira.

Fico mais descansado por ver que alguém que entende também tem a mesma opinião que eu.

Tinha expectativas bem altas por tudo o que ouvi em relação ao Cocco quando o contratámos, e acho que até aqui tem sido um completa desilusão... Não sei se é problema de adaptação ou se é mesmo a qualidade do jogador não passar do banal.

Não me parece.

Eu quando olho para um jogador de hoquei, reparo logo em duas coisas. A patinagem e o jogo de mãos.

Nesses dois pontos o Cocco é fortissimo. A partir daqui, um mau rendimento que possa vir a ter, pode ter muitos factores.. menos a falta de qualidade.