Autor Tópico: Impacto económico do Covid-19  (Lida 8442 vezes)

Offline Juary

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.717
  • Desde: Mai 2013
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 14:52 • #84013
A crise económica que aí vem só pode ser resolvida através de injeção direta de dinheiro nas contas bancárias das pessoas.

É precisamente o que irá acontecer se o vírus se continuar a espalhar nos próximos meses.

Olha o Trump

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/coronavirus/detalhe/trumpquer-dar-cheques-acima-de-mil-dolares-a-cada-americano


Online nuno queiros

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 4.900
  • Desde: Abr 2007
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 15:00 • #63046
O impacto económico será desastroso, nem é bom pensar nisso, muito por culpa nossa (ocidente em particular) que temos uma economia assente num consumismo selvagem...está aqui a prova que tudo está assente num baralho de cartas de 3 andares.

Espero que tudo se resolva rapidamente pois quanto mais durar, mais danos fará.

E espero que quando isto terminar, sejamos (como povo) capazes de nos questionar o que fazem certos actores da actividade económica, estou a referir-me por exemplo aos hospitais privados ou aos bancos. Para que servem? Quando tudo corre bem estão presentes, quando algo corre mal são os primeiros a meter a viola ao saco...agentes desses para mim deviam ser banidos.

Dou outro exemplo mais concreto daquilo que estou a dizer, tivemos ontem (domingo) o caso do lar de Famalicão, quando as coisas correm bem estão presentes e dão-se ao luxo de ter mensalidades a rondar os mil euros por idoso, quando as coisas correm mal é tudo a chamar pelo estado (todos nós).

Peço desculpa porque já me desviei um bocado do tópico, quanto à minha analise sobre o impacto, vou esperar mais uns dias pois muito ainda está para acontecer...


Offline Dagerman

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.684
  • Desde: Abr 2015
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 15:13 • #73054
Já o disse aqui: muito mais do que o vírus, preocupa-me o efeito catastrófico que ele vai ter na economia. Acredito que a  economia se possa reerguer, mesmo com uma queda brutal de 5% ou 10% no PIB, se a quarentena se mantiver durante um ou dois meses. Mais do que isso é impensável, seria a falência geral do sistema económico e financeiro global: as cadeias de financiamento, produção e distribuição corriam o risco de quebrar para sempre.

Em poucas palavras, esta quarentena geral parece-me uma via rápida para o colapso. Aquilo que se devia ter feito era criar condições de isolamento para os mais vulneráveis (durante um ano e meio que fosse, até se descobrir a cura ou a vacina) e permitir que os resto da economia continuasse a funcionar. As pessoas iriam contrair a doença,  mas como as probabilidades de morte em pessoas saudáveis são ínfimas, esse risco era infinitamente menor do que as eventuais consequências duma economia em colapso.

Porque se as cadeias de financiamento, produção e distribuição se quebram, se as matérias-primas deixam de ser produzidas por falta de procura e essas indústrias forem à falência, acreditem que o risco é de morrermos todos à fome. Não só os mais velhos e os doentes: todos. Porque sem uma economia global em funcionamento, nem um saco de batatas se consegue semear neste país, porque até as sementes são importadas (já para não falar de adubos, combustíveis, etc.)

Online ixnay

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.401
  • Desde: Jul 2006
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 15:38 • #88086
Em poucas palavras, esta quarentena geral parece-me uma via rápida para o colapso. Aquilo que se devia ter feito era criar condições de isolamento para os mais vulneráveis (durante um ano e meio que fosse, até se descobrir a cura ou a vacina) e permitir que os resto da economia continuasse a funcionar. As pessoas iriam contrair a doença,  mas como as probabilidades de morte em pessoas saudáveis são ínfimas, esse risco era infinitamente menor do que as eventuais consequências duma economia em colapso.

Estás-te a esquecer de um detalhe relevante: a maioria das pessoas mais novas não morre tanto (de 0.2% a 0.4%), mas muitos (15% dos infetados) precisaria de internamento e isso iria sobrecarregar (na mesma) o SNS. Para além de uma % de mortalidade de 0.2%-0.4% em adultos ser estatisticamente relevante, ainda terias mortos por falta de cuidados ligados ao stress hospitalar que um enorme pico de necessidade iria causar.

Além disso é virtualmente impossível manter os idosos assim tão isolados. Muitos deles precisam de ajuda para fazerem o dia-a-dia e não seria possível proteger todos.

A ideia que falas era a do governo britânico, mas rapidamente desistiram da ideia ao perceber o stress que isso ia causar no SNS.

Quanto ao resto, estou de acordo contigo: isto terá um impacto brutal nas economias, mas não vejo outra forma de resolver que não seja com um RMU temporário até ser possível colocar em andamento uma estratégia de teste massivo e prático a toda a população.
« Última modificação: 23/Mar/20, 15:39 por ixnay »

Offline Dagerman

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.684
  • Desde: Abr 2015
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 15:47 • #43098
Estás-te a esquecer de um detalhe relevante: a maioria das pessoas mais novas não morre tanto (de 0.2% a 0.4%), mas muitos (15% dos infetados) precisaria de internamento e isso iria sobrecarregar (na mesma) o SNS. Para além de uma % de mortalidade de 0.2%-0.4% em adultos ser estatisticamente relevante, ainda terias mortos por falta de cuidados ligados ao stress hospitalar que um enorme pico de necessidade iria causar.

Além disso é virtualmente impossível manter os idosos assim tão isolados. Muitos deles precisam de ajuda para fazerem o dia-a-dia e não seria possível proteger todos.

A ideia que falas era a do governo britânico, mas rapidamente desistiram da ideia ao perceber o stress que isso ia causar no SNS.

Quanto ao resto, estou de acordo contigo: isto terá um impacto brutal nas economias, mas não vejo outra forma de resolver que não seja com um RMU temporário até ser possível colocar em andamento uma estratégia de teste massivo e prático a toda a população.

Acho que ainda assim é mais fácil manter em quarentena os cerca de 2M de portugueses maiores de 65 anos do que todos os 10M. Seria muito complicado, exigira um reforço gigantesco dos meios de tratamento e prevenção, exigira se calhar que parte da nossa economia fosse desviada para o sector da saúde (tal como em tempo de guerra parte do tecido industrial se reconverte ao fabrico de armamento) mas as consequências, mesmo assim, seriam infinitamente menos graves do que uma quarentena que corre o risco de atirar a economia global para um abismo sem fundo.
Porque na verdade de que é que serve uma quarentena quando o vírus já está por todo o lado? Achas que vamos conseguir evitar apanhá-lo? Completamente impossível. O covid-19 só pode ser erradicado quando houver uma vacina ou uma cura, o que pode levar no mínimo um ano. E como nenhuma economia pode sobreviver a um ano de encerramento, a quarentena vai ter mesmo de ser levantada. Não há alternativa, e não há soluções boas para esta crise. Temos de escolher entre o mau e péssimo.

Online ixnay

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 3.401
  • Desde: Jul 2006
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 15:51 • #32034
É impossível apanha-lo, mas com distanciamento social conseguiremos impedir um pico alto de infetados ao mesmo tempo, estendendo mais a curva e ganhando tempo até que se possa encontrar uma cura ou algum medicamento que impeça a progressão para pneumonias virais. Ou até ganharmos um certo grau de imunidade global!

Se os estados, a europa e o BCE ajudarem, com maior ou menos dificuldade as pessoas conseguirão aguentar os tempos de quarentena. Depois será complicado voltar rapidamente à economia que tínhamos, mas sem dúvida que conseguiremos mais cedo ou mais tarde.

Online nuno queiros

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 4.900
  • Desde: Abr 2007
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 15:53 • #45083
Claro que a quarentena vai ser levantada...só estamos em quarentena para se controlar a curva e não se levar o sistema de saúde ao colapso.

Ao fazer o que se estava a dizer, muita gente iria morrer devido ao colapso do serviço de saúde, com a economia a laborar a 100%, os acidentes de trabalho iriam manter os mesmos níveis, os acidentes de viação continuariam a ter os mesmo valores..

Com esta quarentena, tudo baixou, caso contrario passarias a ter mais mortes devido acidentes de trabalho ou de carro por exemplo, fora as outras patologias que continuam a surgir mesmo em quarentena como uma gripe normal, etc,etc.

Offline Sakamoto

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.142
  • Desde: Mai 2017
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 16:00 • #22059
No cenário otimista, PIB encolhe 4% e desemprego sobe para os 8,5% em 2020, prevê Católica

https://eco.sapo.pt/2020/03/23/no-cenario-otimista-pib-encolhe-4-e-desemprego-sobe-para-os-85-em-2020-preve-catolica/

"1 - Um cenário central em que a fase crítica da epidemia dura cerca de três meses: PIB encolhe 10% e a taxa de desemprego sobe para os 10,4%;

2 - Um cenário pessimista em que o controlo da epidemia se prolonga por seis meses: PIB encolhe 20% e a taxa de desemprego sobe para os 13,5%;

3 - Um cenário otimista em que essa fase crítica não se prolonga muito para além de abril: PIB encolhe 4% e a taxa de desemprego sobe para os 8,5%."
« Última modificação: 23/Mar/20, 16:09 por Sakamoto »

Offline Sakamoto

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.142
  • Desde: Mai 2017

Online Cheue

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.530
  • Desde: Mai 2016
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 16:19 • #25088
é isto…



e depois controlar a inflação...

Offline Dagerman

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.684
  • Desde: Abr 2015
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 16:36 • #14041
é isto…



e depois controlar a inflação...


« Última modificação: 23/Mar/20, 16:57 por Dagerman »

Online Cheue

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.530
  • Desde: Mai 2016
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 16:54 • #49074
https://rcimg.net/images/49d6f76d/0EDtliKUE25GMtggeLLnPNsOd1NF1lZ0iVxr1nWS.png

é uma questão de saber gerir/controlar…

nem que seja usar apenas para "empréstimos" com juros muito baixos...
como fez os EUA com 1,5 'trillion' para os bancos e 4 para as empresas.
pelo menos isso…

mas alguma coisa a UE/BCE vai ter que fazer.
para grandes males...


« Última modificação: 23/Mar/20, 16:55 por Cheue »

Offline Filipe01

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 10.178
  • Desde: Mar 2012
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 16:55 • #52040
Alguém tem dos dados da actividade económica na Correia do Sul?

Online Gelsenkirchen

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 5.299
  • Desde: Jun 2016
Re: Impacto económico do Covid-19
23/Mar/20, 17:01 • #99069
é uma questão de saber gerir/controlar…

nem que seja usar apenas para "empréstimos" com juros muito baixos...
como fez os EUA com 1,5 'trillion' para os bancos e 4 para as empresas.
pelo menos isso…

mas alguma coisa a UE/BCE vai ter que fazer.
para grandes males...
Pois vão dar os trillions, mas ontem o Trump dizia que se não houver resultados do lockdown em 2 semanas vai ser back in business.

Entretanto em alguns estados nem dinheiro há para fundo de desemprego tal o número de pessoas que foi despedido nesta última semana.

A UE e o BCE se não se chegarem à frente e se deixarem de merdas isto vai ser a sentença de morte para a UE e para o Euro.