Autor Tópico: As nossas séries e filmes preferidos  (Lida 356051 vezes)

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Para Descarregar no Chrome... Entras na página do filme e...

1 - LADO DIREITO DO RATO - INSPECCIONAR
https://drive.google.com/open?id=1WC4Qk9q2a5XMbqNEjo0df7_dLlZLODex
2 - CLICA PLAY...
https://drive.google.com/open?id=1XchlZwqGPBCH59HcMva7Jwao8OK9SfW0
3 - CLICA NO SEPARADOR NETWORK...
https://drive.google.com/open?id=1Kf67vS8RYDhyIFqXSixqMiANY--5bA5i
4 - LADO DIREITO DO RATO EM CIMA DE VIDEOPLAYBACK - OPEN IN NEW WINDOW
(Abre o filme num novo separador/janela e já podes descarregar...)
https://drive.google.com/open?id=1FhuEZ_CwP_o2xiVAkLpJFep2sAQyFOwz

Bons Filmes...

Obrigado.. Vou ter que perder algum tempo com este site então..

Offline Sakamoto

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 4.234
  • Desde: Mai 2017
A segunda temporada de Suburra está a bom nível!

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Quem já viu o leaving neverland?


Offline RXavier10

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.618
  • Desde: Mai 2013
Quem já viu o leaving neverland?

Eu ainda não vi, nem sei se irei ver. Mas já andava para perguntar aqui isso há alguns dias.

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Eu ainda não vi, nem sei se irei ver. Mas já andava para perguntar aqui isso há alguns dias.

Eu vi ontem a 1a parte.. Mas tenho uma opinião que para já vou guardar pela 2a parte.. Mas na primeira parte, e não me parecendo que isto seja spoilar, a miséria/degradação tem mais que um foco.

Offline RXavier10

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.618
  • Desde: Mai 2013
Eu vi ontem a 1a parte.. Mas tenho uma opinião que para já vou guardar pela 2a parte.. Mas na primeira parte, e não me parecendo que isto seja spoilar, a miséria/degradação tem mais que um foco.

Eu vi o trailer e já li muitas notícias sobre isso. Pelo que percebi é um documentário muito gráfico. Mas já li tanta coisa, que fica difícil perceber o que é verdade ou não. O gajo era definitivamente muito estranho, mas estranho ao ponto de certas coisas que falam lá?

Eu quero acreditar que é mentira, mas são muitas red flags...

Quando dizes que a miséria tem mais que um foco, referes-te aos pais?

Offline paul93

  • Arquibancada
  • *
  • Mensagens: 128
  • Desde: Out 2017
Quem já viu o leaving neverland?

Eu já vi. Duvido muito que aqueles depoimentos sejam mentira. São demasiado minuciosos e penosos para quem os conta. Acho que não há duvidas que MJ era pedófilo, aliás, já o é sabido há muitos anos e, se fosse hoje o julgamento, ele teria sido preso. Naquela altura até o R. Kelly foi absolvido e tinha vídeos dele com miúdas de 12 anos, onde, claramente, se via que era ele.

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Eu vi o trailer e já li muitas notícias sobre isso. Pelo que percebi é um documentário muito gráfico. Mas já li tanta coisa, que fica difícil perceber o que é verdade ou não. O gajo era definitivamente muito estranho, mas estranho ao ponto de certas coisas que falam lá?

Eu quero acreditar que é mentira, mas são muitas red flags...

Quando dizes que a miséria tem mais que um foco, referes-te aos pais?

Gráfico no sentido da agressão visual não é.. Pelo contrário.. É um documentário meramente testemunhal. Pelo menos a parte que eu vi até agora..
Quanto ao resto eu tenho a certeza que ele é culpado. E não era preciso este documentário para o provar. Já na altura se falava nos problemas que ele tinha com este tipo de situações. Uma pessoa com uma palma de testa se somar tudo sabe que ele é culpado. O que este documentário vem provar, na minha modesta opinião, é que ele era uma pessoas com problemas mas não só. O documentário, subtilmente, e na minha sensibilidade, levanta uma outra série de questões a nível da estrutura da família que de facto levam a que eu possa concluir que o único problema nesta história toda não foi apenas o M.J.

Tirando isso, acho uma estupidez que se deixe de cantar as suas canções como algumas pessoas têm feito. Entendo os motivos porque o fazem, mas isto já se sabia há imenso tempo, é apenas mais uma prova igualmente da hipocrisia dos tempos modernos. E eu acredito que existe sempre a diferença entre o artista e a sua obra e a pessoa em si. Não fosse assim e o critério da censura teria que ser imenso e com efeitos retroativos...

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Eu já vi. Duvido muito que aqueles depoimentos sejam mentira. São demasiado minuciosos e penosos para quem os conta. Acho que não há duvidas que MJ era pedófilo, aliás, já o é sabido há muitos anos e, se fosse hoje o julgamento, ele teria sido preso. Naquela altura até o R. Kelly foi absolvido e tinha vídeos dele com miúdas de 12 anos, onde, claramente, se via que era ele.

permite-me discordar em 2 aspetos.
1 - tenho a certeza que continuaria a não ser preso, e que faria o que fez anteriormente. Acordo com as partes.
2 - A questão da penosidade eu não tenho tanta certeza (embora só tenha visto a 1a parte). Pelo menos uma das partes da história tem ali pormenores que não batem certo, na minha opinião claro.

Offline paul93

  • Arquibancada
  • *
  • Mensagens: 128
  • Desde: Out 2017
permite-me discordar em 2 aspetos.
1 - tenho a certeza que continuaria a não ser preso, e que faria o que fez anteriormente. Acordo com as partes.
2 - A questão da penosidade eu não tenho tanta certeza (embora só tenha visto a 1a parte). Pelo menos uma das partes da história tem ali pormenores que não batem certo, na minha opinião claro.

Estás à vontade. Por acaso, ia responder ao teu comentário a cima porque acho que há ali umas questões pertinentes. Mas primeiro vamos aos dois pontos que falaste:
1 - Isso podia acontecer, sem duvida. Até seria o mais certo, mas tal como vimos o que aconteceu no movimento #MeToo, ele hoje seria queimado em praça publica: contratos seriam rescindidos, a obra seria toda posta em causa e apagada das maiores plataformas,... entre muitas outras coisas.´

2 - Acredita que quando vires uma questão levantada pelo James na segunda parte vais perceber do que falo. Eles próprios admitem que estavam apaixonados por ele. Viveram desde crianças a admirar e a amar o MJ, o que naturalmente, levou à sua protecção por ambos.


Quanto ao que dizes, concordo no geral, mas no último parágrafo gostava de falar sobre isso: a obra do artista não é influenciada e consequência da pessoa que ele é? Não foi o facto de ser o artista que ele é que o levou a ter a acessibilidade e impunidade de pais e sociedade no geral para abusar de crianças?
Eu concordo contigo que as obras não podem ser apagadas ou deixar de ter a importância que tem, agora acho importante que se saibam estas coisas e que, consequentemente, essas pessoas deixem de ser elevadas a deuses. No meu caso, por exemplo: eu era um grande fã do Woody Allen, Kevin Spacey ou Louis CK e, continuo a achar que foram dos melhores que já existiram nas sua vertentes, mas não consigo olhar para eles da mesma maneira. Continuarei a ver os seus trabalhos, contudo, dificilmente voltarei a sentir a mesma magia.
Resumindo: Annie Hall, Louie, Horace and Pete, House of Cards, The Usual Suspects ou Manhattan são objectos lendários, mas feitos por bestas.

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Estás à vontade. Por acaso, ia responder ao teu comentário a cima porque acho que há ali umas questões pertinentes. Mas primeiro vamos aos dois pontos que falaste:
1 - Isso podia acontecer, sem duvida. Até seria o mais certo, mas tal como vimos o que aconteceu no movimento #MeToo, ele hoje seria queimado em praça publica: contratos seriam rescindidos, a obra seria toda posta em causa e apagada das maiores plataformas,... entre muitas outras coisas.´

2 - Acredita que quando vires uma questão levantada pelo James na segunda parte vais perceber do que falo. Eles próprios admitem que estavam apaixonados por ele. Viveram desde crianças a admirar e a amar o MJ, o que naturalmente, levou à sua protecção por ambos.


Quanto ao que dizes, concordo no geral, mas no último parágrafo gostava de falar sobre isso: a obra do artista não é influenciada e consequência da pessoa que ele é? Não foi o facto de ser o artista que ele é que o levou a ter a acessibilidade e impunidade de pais e sociedade no geral para abusar de crianças?
Eu concordo contigo que as obras não podem ser apagadas ou deixar de ter a importância que tem, agora acho importante que se saibam estas coisas e que, consequentemente, essas pessoas deixem de ser elevadas a deuses. No meu caso, por exemplo: eu era um grande fã do Woody Allen, Kevin Spacey ou Louis CK e, continuo a achar que foram dos melhores que já existiram nas sua vertentes, mas não consigo olhar para eles da mesma maneira. Continuarei a ver os seus trabalhos, contudo, dificilmente voltarei a sentir a mesma magia.
Resumindo: Annie Hall, Louie, Horace and Pete, House of Cards, The Usual Suspects ou Manhattan são objectos lendários, mas feitos por bestas.

Quanto ao ponto 1 estamos de acordo. Seria de facto queimado, mas na minha opinião nunca chegaria a ter consequências criminais.
Quanto ao ponto 2, existe uma parte que me faz algumas impressão.
Spoiler: mostrar
quando ele descreve os anéis, e o trauma que isso lhe causou começa a tremer.. Mas isso levanta-me algumas dúvidas.. Se o afeta assim tanto porque os mostrou todos? E outra curiosidade ainda pior.. Porque raios os guardou? Se o afeta assim tanto em termos psicológicos eu presumo que a primeira coisa que se faria seria livrar-se deles.. Mas lá está, o problema é que tendo em conta o que aconteceu a infância desta crianças e a sua noção da mesma ficou completamente afetada e subvertida.. Mas mesmo assim julgo que a repulsa seria diferente. Mas isto é a minha sensibilidade como é óbvio. Posso estar errado.


Quanto à última parte, eu apenas acho que o facto dele ser homossexual ou pedófilo em nada interfere na sua obra. E o facto dele ter abusado da sua posição para ter abusado dele faz dele uma pessoa nojenta mas não faz dele um artista nojento. Uma coisa é a sua vida privada outra é a sua obra. É este o ponto que eu defendo, pese embora entenda que de facto, na maioria das vezes, é complicado dissociar uma coisa da outra.  E os critérios de censura, como sabes, vão evoluindo a um ritmo assustador nos dias de hoje, embora neste caso, e caso fosse confirmado (o que eu acredito que nunca será) será consensual a sua reprovação.

Offline paul93

  • Arquibancada
  • *
  • Mensagens: 128
  • Desde: Out 2017
Quanto ao ponto 1 estamos de acordo. Seria de facto queimado, mas na minha opinião nunca chegaria a ter consequências criminais.
Quanto ao ponto 2, existe uma parte que me faz algumas impressão.
Spoiler: mostrar
quando ele descreve os anéis, e o trauma que isso lhe causou começa a tremer.. Mas isso levanta-me algumas dúvidas.. Se o afeta assim tanto porque os mostrou todos? E outra curiosidade ainda pior.. Porque raios os guardou? Se o afeta assim tanto em termos psicológicos eu presumo que a primeira coisa que se faria seria livrar-se deles.. Mas lá está, o problema é que tendo em conta o que aconteceu a infância desta crianças e a sua noção da mesma ficou completamente afetada e subvertida.. Mas mesmo assim julgo que a repulsa seria diferente. Mas isto é a minha sensibilidade como é óbvio. Posso estar errado.


Quanto à última parte, eu apenas acho que o facto dele ser homossexual ou pedófilo em nada interfere na sua obra. E o facto dele ter abusado da sua posição para ter abusado dele faz dele uma pessoa nojenta mas não faz dele um artista nojento. Uma coisa é a sua vida privada outra é a sua obra. É este o ponto que eu defendo, pese embora entenda que de facto, na maioria das vezes, é complicado dissociar uma coisa da outra.  E os critérios de censura, como sabes, vão evoluindo a um ritmo assustador nos dias de hoje, embora neste caso, e caso fosse confirmado (o que eu acredito que nunca será) será consensual a sua reprovação.

Por acaso, tinha acabado de ver o video que foi posto ontem na net do MJ a ir comprar os anéis com o Safechuck. Deixo aqui se quiseres confirmar (https://blitz.pt/principal/update/2019-03-14-Video-confirma-que-Michael-Jackson-foi-mesmo-comprar-joias-com-James-Safechuck-em-1989).
Eu percebo o que dizes, eu no lugar dele também queria desfazer-me o mais rápido possível de algo que me trazia tantos traumas. Para ele, não sei. O próprio admitiu que estava apaixonado por ele e há tantas justificações psicológicas para isso como o síndrome de Estocolmo. A essa questão só o próprio pode responder, mas vê a segunda parte que vai-te dar mais contexto sobre a sua história.

Depende do que consideres interferir. Não sabemos quantas musicas de amor dele são na verdade para crianças. Pegando nos exemplos de cima: o Louis CK tinham um problema de masturbação e sempre fez muitas piadas sobre punhetas; o Woody Allen também é acusado de abuso de menores e no Manhattan (escrito e interpretado por si) tem uma relação com uma menor; o Bill Cosby também foi condenado por abusos e tem muitas rape jokes nos seus espectáculos... Não estou a dizer que por dizer coisas que o são, longe disso. Estou a dizer que há muita coisa que gostamos que não sabemos realmente o que significa. Não sou a favor da queima das bruxas, mas espero que todos os abusadores sejam condenados e paguem pelo que fizeram. As sua obras ficarão e continuam a ter a mesma qualidade. Quanto ao brilho delas? Já dependem de cada um que as consome.

Offline MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.165
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018

Depende do que consideres interferir. Não sabemos quantas musicas de amor dele são na verdade para crianças. Pegando nos exemplos de cima: o Louis CK tinham um problema de masturbação e sempre fez muitas piadas sobre punhetas; o Woody Allen também é acusado de abuso de menores e no Manhattan (escrito e interpretado por si) tem uma relação com uma menor; o Bill Cosby também foi condenado por abusos e tem muitas rape jokes nos seus espectáculos... Não estou a dizer que por dizer coisas que o são, longe disso. Estou a dizer que há muita coisa que gostamos que não sabemos realmente o que significa. Não sou a favor da queima das bruxas, mas espero que todos os abusadores sejam condenados e paguem pelo que fizeram. As sua obras ficarão e continuam a ter a mesma qualidade. Quanto ao brilho delas? Já dependem de cada um que as consome.

Em tribunal teria que gritar "especulativo Dr. Juíz" :)
Eu julgo que agora todas essas questões poderão surgir mas na altura não faziam sentido, logo, e na minha opinião, continuam a não fazer.
Existem vários exemplos disso que mencionaste, o próprio polanski por exemplo.. tens o caso mais recente do poema do Fernando Pessoa no heterónimo do Álvaro de Campos.. Tens um outro caso que eu acho curioso (embora realidades que não são comparáveis), do Dalton Trumbo e da censura que ele foi alvo na sua altura.. Curiosamente a sua obra sobreviveu, com ardileza é um facto, mas o seu génio sobreviveu apesar daquilo que as pessoas pensavam dele e da forma como ele pensava..
No restante estamos de acordo, são atos abjetos e que merecem a devida reprovação social e criminal.

Noventa e Nove

  • Visitante
Ainda não tive oportunidade de ver, por isso não posso comentar sobre o conteúdo.

Mas tenho acompanhado o que se tem dito e feito acerca do documentário e realmente é curioso o fenómeno de como os fãs defendem incondicionalmente o seu ídolo, mesmo sem o conhecerem minimamente. E isto não é exclusivo do MJ, nem nada que se pareça. Acontece em todo o lado, com vários "ídolos". Não fazem a mínima ideia do que fazia na sua vida privada, mas não têm dúvidas em vir dizer que é tudo mentira.

Por exemplo, eu sou fã do trabalho do Kevin Spacey, talvez seja mesmo o meu ator favorito de há muitos anos para cá. Mas quem sou eu para vir dizer que as acusações contra ele são mentira? Sei lá o que o homem fazia fora dos ecrãs! Gostar muito de alguém (ou do seu trabalho) não faz dessa pessoa santa.

Offline RXavier10

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 7.618
  • Desde: Mai 2013
Gráfico no sentido da agressão visual não é.. Pelo contrário.. É um documentário meramente testemunhal. Pelo menos a parte que eu vi até agora..
Quanto ao resto eu tenho a certeza que ele é culpado. E não era preciso este documentário para o provar. Já na altura se falava nos problemas que ele tinha com este tipo de situações. Uma pessoa com uma palma de testa se somar tudo sabe que ele é culpado. O que este documentário vem provar, na minha modesta opinião, é que ele era uma pessoas com problemas mas não só. O documentário, subtilmente, e na minha sensibilidade, levanta uma outra série de questões a nível da estrutura da família que de facto levam a que eu possa concluir que o único problema nesta história toda não foi apenas o M.J.

Tirando isso, acho uma estupidez que se deixe de cantar as suas canções como algumas pessoas têm feito. Entendo os motivos porque o fazem, mas isto já se sabia há imenso tempo, é apenas mais uma prova igualmente da hipocrisia dos tempos modernos. E eu acredito que existe sempre a diferença entre o artista e a sua obra e a pessoa em si. Não fosse assim e o critério da censura teria que ser imenso e com efeitos retroativos...

Gráfico no sentido em que relatam histórias pormenorizadas. Se calhar não foi a melhor palavra.

Eu não consigo ter a certeza. Como disse antes, quero acreditar que não, mas existem sinais e comportamentos que deixam um gajo a pensar que se calhar é mesmo culpado.

Acho é que sendo culpado ou não, há muita mentira em todos estes casos, mesmo que a base seja verdadeira. Mesmo no documentário, que como disse não vi.

E também acho que devemos ser capazes de separar o artista do homem, a não ser que a obra seja influenciada pelos crimes ou baseada neles. Aí já é mais complicado. Mas não acho que a sua música deva ser banida.