FC PortoFutebol

O golo de Gomes que deu o primeiro título a Pinto da Costa

O jornal O JOGO relembrou nesta segunda feira, o primeiro troféu conquistado na era Pinto da Costa, que na altura representava o chefe de departamento de futebol do FC Porto:

“Faz esta segunda-feira precisamente 43 anos que Pinto da Costa venceu o primeiro troféu como chefe de departamento de futebol do FC Porto. Numa final da Taça de Portugal contra o Braga, realizada no Estádio das Antas, o FC Porto venceu, por 1-0, com um golo de Fernando Gomes.

Líder máximo a partir de 1982, Pinto da Costa conquistava, a 18 de maio de 1977, o primeiro troféu como dirigente (tem 64 no total só no futebol profissional), o que aconteceu um ano e cinco dias depois de assumir a chefia do departamento de futebol dos azuis e brancos. Era o início de um ciclo vitorioso, que teria continuidade mais tarde como presidente do FC Porto.

Na final realizada no Estádio das Antas, e por uma questão de proximidade, tendo em conta que se tratava de duas equipas do norte, o Braga aceitou jogar no recinto do adversário. Fernando Gomes era então um menino com 20 anos, mas que cumpria a terceira época na equipa principal do FC Porto. Nessa altura já mostrava os dotes de matador, terminando a temporada com 34 golos em 35 jogos em todas as competições. O mais importante, porque valeu um troféu, foi marcado nessa final com o Braga. Depois de um passe do brasileiro Duda, o avançado dominou a bola, desferiu um remate certeiro e bateu António Fidalgo. Emprestado pelo Benfica, o guarda-redes bracarense, na altura com 24 anos, nada podia fazer.

Gomes já mostrava dotes de goleador e os adversários não o conseguiam parar. Ronaldo que o diga. O defesa-central cumpria a primeira temporada no Braga, mas conhecia bem o avançado português. Tinham sido colegas no FC Porto e até tinham sido concorrentes por um lugar no ataque. Sim, o brasileiro chegou às Antas, em 1969, como avançado, mas os dotes de goleador não convenceram. Recuou no terreno e acabou por impor-se como defesa-central. O brasileiro era um dos dois estrangeiros do Braga nessa final. O outro era o argentino Edgar Beck, pai de Valter Beck, que ainda joga, aos 40 anos, no Pevidém, equipa do concelho de Guimarães.

Numa final muito disputada, o FC Porto. Ao lado de Pinto da Costa, no banco de suplentes, estava José Maria Pedroto, o treinador que estava de regresso ao clube. O “Zé do Boné”, como era conhecido, vencia a terceira Taça de Portugal consecutiva, depois dos êxitos conseguidos nas duas épocas anteriores no comando técnico do Boavista. E vencia novamente no Estádio das Antas, palco da final da prova que, no ano anterior, havia colocado frente a frente os axadrezados ao eterno rival V. Guimarães.

Com Pedroto e Pinto da Costa, o FC Porto chegaria à final da Taça de Portugal com apenas um golo consentido por Torres, guarda-redes contratado essa época ao V. Setúbal. Na caminhada triunfal, os portistas derrotaram o Ac. Viseu (0-2), Alba (8-0), Montijo (7-1), Aliados de Lordelo (9-0), Sporting (3-0), Fafe (3-0) e, como já dissemos, o Braga na final (1-0).

Ficha de jogo


FC Porto 1 – Braga 0

Estádio das Antas, no Porto | Árbitro: Porém Luís (AF Leiria)

FC Porto: Torres; Gabriel, Freitas, Simões e Alfredo Murça; Rodolfo Reis, Otávio Machado e Taí (Seninho INT); Duda (Celso 74″), Oliveira e Fernando Gomes

Treinador: José Maria Pedroto

Braga: António Fidalgo; Manaca (Fernando 54″), Ronaldo, Serra e Marinho; Artur, Paulo Rocha, Pinto e Beck (Caio Cambalhota INT); Chico Faria e Chico Gordo

Treinador: Mário Lino

Golos: Fernando Gomes (54″)”

Pensei que tinham arranjado esse vídeo do golo! Mas não. Não se encontra em lado nenhum!
Curioso que o António Fidalgo, bem conhecido de todos porque é comentador na RTP3 no desporto, estava na baliza do Benfica no ano seguinte no tal jogo das Antas que ganhamos com um golo de Ademir e que nos fez regressar aos títulos após 19 anos. Num programa do Porto Canal em que entrevistaram Ademir recentemente apareceu o Fidalgo como convidado surpresa que jogou nessa partida por lesão ou castigo de Bento o titular.
    J
    • J
      Jim
    • Maio 20, 2020
    Empatámos esse jogo.... o golo do Ademir deu o empate
Enganei-mee estive lá. Mas esse empate teve sabor a vitória porque quase garantiu o titulo.
D