Campeonato Mundial de Futebol Sub-17

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
O Mundial de Sub-17 começou este sábado e, apesar da ausência da seleção lusa, não faltam motivos para estar atento a esta competição, onde dão cartas alguns dos mais jovens talentos do futebol mundial.

 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
Curiosidades:

Equipa com mais títulos: Nigéria, 4 (1985, 1993, 2007 e 2013).

Total de equipas participantes na competição: 40.

Estreia em 2015: África do Sul.

Equipas com mais presenças: Estados Unidos e Brasil, 14.

Equipa com mais jogos: Brasil, 70.

Equipa com mais vitórias: Brasil, 44.

Equipa com mais golos: Brasil, 161.

Equipa com mais finais disputadas: Nigéria, 7.

Equipas com mais finais perdidas: Nigéria e Espanha, 3.

Títulos por confederações: CAF, 6; CONMEBOL e UEFA, 3; CONCACAF, 2; AFC: 1.

Jogador com mais jogos: Barnes e Duah, 12.

Jogador com mais golos: Souleymane Coulibaly e Sinama-Pongolle, 9.

Jogador mais indisciplinado: Marcelo, 2.

Jogador com mais golos num jogo: David (ESP - 1997), Hidalgo (COL – 2003), Coulibaly (MLI, 2011) e Iheanacho (NIG – 2013), 4.

Jogadores portugueses com mais jogos: Abel Xavier, Figo, Adalberto, Miguel Simão, Gil Gomes, Bino, Peixe, Álvaro Gregório, 6.

Jogador português com mais golos: Manuel Curto, 5.

Participações de Portugal: 3.

Melhor classificação: 3.º lugar, em 1989.

Última participação de Portugal: 2003.
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Nigéria inicia defesa do título com vitória

A Nigéria, campeã do mundo em título, entrou com o pé direito no Campeonato do Mundo de 2017, ao vencer os Estados Unidos por 2x0, em partida referente à primeira jornada do grupo A.

Após uma primeira parte sem golos, a Nigéria partiu para a conquista dos 3 pontos na etapa complementar, tendo chegado à vantagem aos 50 minutos, por intermédio de um golo de Chukwudi Agor. Apenas dez minutos, Victor Osimhen ampliou a vantagem dos nigerianos e estabeleceu o resultado final.»
(in 00)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
ÚLTIMOS RESULTADOS
18/10 Grp.A Chile         1-1 Croácia
17/10 Grp.B Brasil        0-1 República da Coreia
                Grp.A Nigéria      2-0 Estados Unidos
                Grp.B Inglaterra 1-1 Guiné (Conacri)

PRÓXIMOS JOGOS
18/10 Grp.C Austrália 20:00 Alemanha
          Grp.D         Bélgica 20:00 Mali
          Grp.D       Honduras 23:00 Equador
          Grp.C         México 23:00 Argentina
Eurosport 2
19/10 Grp.E África do Sul 21:00 Costa Rica
                Grp.F Nova Zelândia 21:00 França

20/10 Grp.F                   Síria 00:00 Paraguai

                Grp.E         Coreia do Norte 00:00 Rússia

                Grp.B         Inglaterra 21:00 Brasil

                Grp.A         Estados Unidos 21:00 Croácia
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Alemanha goleia Austrália

No Campeonato do Mundo de Sub-17, que decorre por estes dias no Chile, a Alemanha venceu no seu jogo de estreia frente à Austrália por 1x4.

Em partida a contar para o Grupo C, os germânicos bateram a Austrália com golos de Felix Passlack, Johannes Eggestein (bisou) e Vitaly Janelt. Para a Austrália marcou Pierce Waring.

Num outro jogo que decorreu à mesma hora, mas a contar para o Grupo D, Bélgica e Mali empataram sem golos.»
(in 00)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Os percursos de Nigéria e Brasil, os mais titulados
 
Os africanos estão no Grupo A, juntamente com os anfitriões Chile, a Croácia e os Estados Unidos. Apesar de serem os campeões em título, e de nesta competição terem dado a conhecer muitas estrelas como Kanu ou Babayaro, será difícil replicar os feitos. Surpreendentemente, os africanos foram quartos classificados no CAN sub-17, que dava acesso ao Mundial, e a atual geração não dá garantias de sucesso, como noutros tempos.
 
Dos seus adversários destaque para a Croácia, que está invicta há 11 jogos oficiais, tendo eliminado a Itália, no play-off do Campeonato da Europa, que dava «bilhete» para o Chile. Já os da casa procuram um brilharete, já que são a seleção menos cotada deste grupo e que somou por derrotas os jogos na competição sul-americana de apuramento, que realizou de forma amigável, pois teve acesso direto por ser o organizador.
 
Por último, os Estados Unidos, que regressam à competição, depois de a terem falhado em 2013. Os americanos farão a 15ª presença, em 16 edições da prova. Para se apurarem tiveram de eliminar a Jamaica na qualificação. Foi, nesta competição, que apareceu Landon Donovan, a grande estrela do  soccer, no ano de 1999, naquele que foi o melhor desempenho desta seleção (4º lugar).
 
No Grupo B ficou o Brasil, tendo como adversários a Inglaterra, a Coreia do Sul e a Guiné Conacri. A  Canarinha não alcança o pódio desde 2005 e a última vez que levantou o troféu foi em 2003. A maior figura é Leandro, avançado do Ponte Preta, que marcou 8 golos na qualificação sul-americana (da qual foram vencedores), mas este Brasil tem um grande defeito: o aspeto defensivo. Apesar de ter sido o segundo melhor ataque, os brasileiros tiveram a segunda pior defesa do apuramento, com 14 golos.
 
Dos seus adversários, a mais forte será, teoricamente, a Inglaterra, que eliminou a Espanha no play-off do Campeonato da Europa. Não é uma competição com história para a equipa europeia, mas serão sempre uma seleção a ter em conta. A Guiné Conacri aterra no Chile com a vitória por 3-1 frente à Nigéria, no jogo de 3º e 4º do CAN, como cartão-de-visita. Eliminaram Marrocos e o Togo para conseguirem estar no Chile, o que deixa bons indicadores. Na Coreia do Sul estão, e serão o principal foco, dois jovens do Barcelona que estiveram na origem do castigo aos  Culés, da não inscrição de jogadores. Foram segundos na qualificação asiática, com apenas uma derrota, na final, frente à vizinha e rival Coreia do Norte.
 
Serão estes os dois grupos que irão dar os primeiros toques na bola da competição com a Inglaterra a enfrentar a Guiné Conacri, no jogo inaugural, e o Chile a fechar o primeiro dia, numa partida frente à Croácia. «
(in +futebol)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Cuidado com o Grupo C
 
No segundo dia entra em campo o México, que foi finalista na última edição em 2013 (com Raul Gudiño e Omar Govea, do FC Porto) e vencedor em 2011. Este Grupo C será o «grupo da morte» do torneio, já que a representante da CONCAFAF terá a companhia de Argentina (vice-campeã sul-americana), Alemanha (vice-campeã europeia) e Austrália.
 
Os mexicanos são os únicos campeões do mundo do grupo, mas Argentina e Alemanha são rivais à altura. Os germânicos são vice-campeões europeus e procuram fazer história numa competição, em que os melhores resultados são dois 3ºs lugares, em 2009 e 2011. Toni Kroos e Emre Can estavam nestas seleções. Os argentinos são a seleção que mais campeonatos de sub-20 venceu, mas nunca ergueram o troféu neste escalão.
 
Tal como a  Mannschaft, a Argentina nunca ultrapassou o terceiro lugar e a última vez que o conseguiu foi em 2003, com Garay, Gago e Biglia na equipa. Os australianos são o «patinho feio» do grupo e repetir o feito de 1999, em que foram finalistas e perderam com o Brasil nas grandes penalidades, parece uma missão impossível.
 
Nos restantes três grupos, destaque para o Grupo E que conta com a estreante África do Sul, a surpreendente Coreia do Norte, que venceu a Taça das Nações Asiática (torneio que dá a qualificação) e com a Rússia, que foi semifinalista no Europeu e que procura vencer pela primeira vez a competição, já que só foi campeã mundial como União Soviética, em 1987. A Costa Rica é a seleção que completa o grupo.
 
A campeã da Europa, França, vai tentar dar seguimento ao título europeu. No Grupo F deverá ter vida facilitada com a Síria, Nova Zelândia e Paraguai. O Grupo D pauta-se pelo equilíbrio entre Bélgica, Mali, Equador e Honduras e o desfecho será o mais imprevisível de todos, com os belgas a terem ligeiro ascendente, depois da boa prestação na competição europeia.»
(in +futebol)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Portugal não conseguiu «bilhete»
 
Na Europa é através do Euro sub-17 que as equipas conseguem a qualificação para este Mundial. Os semifinalistas da competição apuram-se diretamente, enquanto as quatro equipas derrotadas nos quartos-de-final disputam um playoff, onde duas se apuram. Ora, como Portugal nem o apuramento para o Campeonato da Europa conseguiu, não estará presente no Chile.
 
A última participação portuguesa foi em 2003, onde a seleção foi eliminada nos quartos de final pela Espanha, numa derrota por 5-2. Nessa equipa, que tinha sido campeã da europa nesse mesmo ano, havia nomes como João Moutinho, Vieirinha, Bruno Gama, Paulo Machado, Miguel Veloso, Manuel Fernandes ou Márcio Sousa.»
(in +futebol)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Nigéria, de Amunike, imparável para já
Seleção africana defende o título de campeã e conseguiu apuramento ao fim de dois jogos. Coreia do Sul também já apurada

A Nigéria começou o Mundial sub-17 imparável: a seleção africana defende o título de campeã na prova que o Chile organiza e ao fim de dois jogos já está apurada para os oitavos de final da competição.
 
Orientada por Emmanuel Amunike, antigo jogador do Sporting e do Barcelona, a Nigéria tinha vencido na primeira jornada os Estados Unidos por 2-0 e goleou esta madrugada a equipa da casa, o Chile, por muito claros 5-1.
 
Por isso, e ao fim de dois jogos, soma seis pontos, com sete golos marcados e um sofrido.

Também já apurada está a surpreendente Coreia do Sul. A seleção asiática, que tem tido o jovem Lee Seung-Woo em destaque (ele que tem a alcunha de Messi Coreano e já joga no Barcelona), ganhou também os dois jogos e somou seis pontos.
 
Depois de uma vitória sobre o favorito Brasil na primeira jornada (1-0), a Coreia voltou a vencer na segunda jornada, desta vez a Guiné, também por 1-0. Ao fim de dois jogos soma portanto dois golos marcados, zero sofridos e está apurada.»
(in +futebol)
 

IR

Bancada lateral
3 Junho 2014
765
0
Não tenho conseguido acompanhar muitos jogos mas até agora o Brasil a desiludir-me um pouco. Achei interessante o lateral esquerdo. Vi também o México que tem umaequipa bem interessante, assim de repente chamaram-me a atenção o nr 8 lopez, o central esquível e o outro também bastante bem e o nr 5 torres
 

IR

Bancada lateral
3 Junho 2014
765
0
O Mali justamente nas meias finais, a vencer uma Croácia que nunca encontrou formas de contrariar uma defesa bem organizada e uma pressão Muito bem feita. Gostei do nr 9 malle. Gostei também do GR da Croácia, que evitou um resultado mais volumoso.
 

admin

Administrator
14 Julho 2006
38,239
4
Cascais, 1966
MartinsDragão disse:
«Portugal não conseguiu «bilhete»
 
Na Europa é através do Euro sub-17 que as equipas conseguem a qualificação para este Mundial. Os semifinalistas da competição apuram-se diretamente, enquanto as quatro equipas derrotadas nos quartos-de-final disputam um playoff, onde duas se apuram. Ora, como Portugal nem o apuramento para o Campeonato da Europa conseguiu, não estará presente no Chile.
 
A última participação portuguesa foi em 2003, onde a seleção foi eliminada nos quartos de final pela Espanha, numa derrota por 5-2. Nessa equipa, que tinha sido campeã da europa nesse mesmo ano, havia nomes como João Moutinho, Vieirinha, Bruno Gama, Paulo Machado, Miguel Veloso, Manuel Fernandes ou Márcio Sousa.»
(in +futebol)
a serio?! mas q surpresa! :)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«México vence Equador e defronta campeã Nigéria nas «meias»
Segundo finalista sairá do confronto entre Mali e Bélgica

México e Bélgica garantiram os últimos dois bilhetes de acesso às meias-finais do Mundial sub-17 e juntam-se a Nigéria e Mali nesta fase da competição.

Os mexicanos bateram o Equador por 2-0, num jogo em que ficou clara a evidência dos representantes da CONCACAF, que são grandes favoritos à vitória final.

A equipa comandada por Mário Arteaga abriu a contagem muito perto do intervalo com um golo de Claudio Zamudio, após um livre lateral. O avançado surgiu à entrada da pequena-área, solto de marcação, e aproveitou uma bola que sobrou de uma disputa aérea para bater o guarda-redes equatoriano.

Com 10 minutos corridos no segunto tempo, a defesa do Equador iria cometer uma grande penalidade, dando a oportunidade a Bryan Salazar para colocar o marcador em dois golos de diferença e sentenciar a partida.

O apuramento dos mexicanos ditou a reedição da final do último campeonato do Mundo: México-Nigéria. Em 2013, a vitória sorriu aos africanos, num triunfo por 3-0, que deu o tetracampeonato às Águias Negras.

A par do Brasil, estas são as duas seleções favoritas à conquista do troféu e nas últimas cinco edições venceram quatro delas. Em 2005 e 2011, os sul-americanos saíram vitoriosos enquanto em 2007 e 2013 a taça foi para África. Pelo meio (2009), a Suiça intrometeu-se e deu um título à Europa.

Na outra meia-final haverá um Mali-Bélgica, num jogo entre «outsiders», que procuram estrear-se a vencer esta competição. Os malianos já estavam apurados e viram os belgas superar a Costa Rica com um tento solitário de Dante Rigo.

O jogador do PSV marcou um «golaço» de livre direto, aos 27 minutos, que resolveu o encontro, que foi muito equilibrado, a favor dos europeus. »
(in +futebol)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
«Nigéria defende título mundial de sub-17 em final com o Mali

A Nigéria, campeã do mundo de sub-17 em 2013, vai defender o seu título numa final 100 por cento africana no próximo domingo frente ao Mali.

Na noite de quinta-feira, a seleção nigeriana bateu o México nas meias-finais do Mundial de sub-17, que decorre no Chile.

Numa reedição da final de 2013, os africanos venceram a seleção mexicana por 4-2.»
(In +futebol)
 

MartinsDragão

Tribuna Presidencial
4 Fevereiro 2015
14,857
81
Nigéria 2 Mali 0

Este foi o quinto Mundial de sub-17 que a Nigéria conquistou.
A Nigéria é a seleção com mais títulos na história.
 

IR

Bancada lateral
3 Junho 2014
765
0
Apesar de não ter sido capaz de chegar à final, gostei muito da formação do México, com alguns jogadores bem interessantes. A Nigéria impôs-se sobretudo fisicamente mas gostei mais do futebol mexicano. Ficou na retina uma jogada incrível finalizada com golo do lateral direito.

A Nigéria vence a final com justiça, num jogo bastante aberto. Um futebol muito vertical e com grabnde poderio físico nem sempre muito bem jogado mas com alguns jogadores interessantes, sobretudo no ataque.