Covid-19

Eclipsisboy

JUNTOS COMO IRMÃOS! 💙
25 Maio 2014
12,329
9,221
Conquistas
3
37
Porto
  • Pinto da Costa
  • Campeão Nacional 19/20
  • Taça de Portugal 19/20
Mary Antas disse:
É engraçado que há muitas semelhanças entre o vírus e os mitos. Ambos se espalham facilmente e duram duram duram...

Quando a Graça Freitas disse que o vírus dificilmente chegava a Portugal, a OMS tinha acabado de comunicar que as primeiras investigações não comprovavam de forma clara a transmissão entre humanos. Só depois disso se percebeu e contrário.

Depois é a história do Brufen. Um exemplo claro de distorção da realidade e incapacidade de perceber as coisas como elas são transmitidas.

INFARMED, Agência Europeia do Medicamento, OMS e DGS disseram todos exactamente a mesma coisa: não há estudos que comprovem que o ibuprofeno agrava a infeção provocada pelo covid-19. Ainda está em investigação, mas não está contra-indicado.
Simplesmente recomenda-se o paracetamol no tratamento e não o Brufen, porque o primeiro é o medicamento mais útil e o segundo não pode ser tomado por mais do que 3 dias sem prescrição médica.
O que é que espalha? "Ela disse que não tinha mal e eles disseram que fazia mal!"

Há coisas para criticar, mesmo que pouquíssimos países, mesmo entre os mais evoluídos, tenham mostrado estarem devidamente preparados.
Mas as pessoas que estão nos cargos de gestão e liderança têm de assumir as respectivas responsabilidades. Por algum motivo lá estão.
Mas as avaliações são para serem feitas com justiça e objectividade. Sem invenções.
@dortmund @deco macau
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
Dragon_92 disse:
Então, com isto tudo, achas que é obra do acaso que a maioria dos vírus nos últimos anos tenham nascido lá, é isso?

Eu duvido bastante das teorias da conspiração que dizem que foi criado em laboratório. No entanto, aqueles mercados nojentos de animais vivos têm de acabar imediatamente. E estou-me bem a cagar para a cultura deles, porque a partir do momento em que coloca em risco a saúde pública, deixa de ser cultura, só tem é que acabar.

Ou começam a ganhar hábitos BÁSICOS de higiene, ou simplesmente o mundo tem de lhes virar as costas. Mas andamos a brincar?
tripeiro_de_gema disse:
Ler livros não significa que temos todos de comer gelados com a testa.

Em nada a natureza da pandemia, alivia as responsabilidades chinesas. A China enviou informações erradas/falsas à OMS, e muitos países confiaram nessas informações divulgadas pela China.
Além disso já chegaram relatos de manipulações de informações do governo chinês. Uma médica chinesa Ai Fen que denunciou o surto está desaparecida, o que tens a dizer sobre isso? Ou então o que tens a dizer do caso de Li Wenliang? Não foram invenções nossas, nem teorias da conspiração. Está lá nas informações.

Agora o que eu não faço ideia, é se a China foi negligente ou se foi maldosa, mas julgo que isso nunca saberemos. Mas uma coisa é certa é que na China vigora regime ditatorial e esses tipos de regimes políticos em nada primam pela respeito à humanidade.

Além disso esta afirmação não foi da autoria de André Ventura, eu já tinha tocado nesse assunto neste Portal já bem antes do Ventura abrir a boca. Além disso muitos políticos antes do Ventura também já tinham tocado no assunto. O Ventura apenas foi atrás da onda.
Ler livros ajuda precisamente a não comeres gelados com a testa, a não ficares sujeito às tuas reacções primárias e a não aceitares com facilidade comentários básicos que são muito apelativos precisamente por serem básicos e rápidos de absorver.

A probabilidade da História ter sido diferente no mundo ocidental se a China tivesse atuado de outra maneira é nula. E para perceber isto é preciso ter noção das várias dificuldades de gestão duma situação destas, principalmente quando se trabalha às cegas, que é o que acontece sempre no local um surto começa. É preciso ter noção das dificuldades de caracterização de uma nova estirpe de um vírus, e mesmo assim, toda a informação aceite até hoje foi produzida na China (genoma, taxa de mortalidade e R0). Se a informação deles está errada já muitos países tiveram tempo de a corrigirem. E para ter noção destas coisas, só com informação.

Sem informação, depois surge esta amalgama de acusações desconexas a apontar erros a situações completamente independentes, e facilmente desmontável uma por uma:
- Foi uma criação em laboratório ou uma manipulação: até agora a ciência vai no sentido absolutamente contrário e de forma convicta.
- Esconderam a taxa de mortalidade: a taxa que eles apresentaram está exactamente na mediana da taxa mundial, e outros países absolutamente insuspeitos apresentam taxas muito mais baixas.
- Esconderam número de infectados: é ler o estudo do Imperial College para se perceber que todos os países estão a falhar, e muito, os números que apresentam (erros na ordem dos milhões).
- Têm o problema dos mercados: certo, mas não leio aqui ninguém a criticar todos os países do extremo oriente e sudoeste asiático (e em muitas outras zonas do mundo) que têm exactamente os mesmo mercados, e onde o risco é exactamente o mesmo.

E depois vem o mais grave, a facilidade com que se transforma toda esta amalgama de inverdades com verdades desenquadradas numa tentativa maquiavélica de lixar o resto do mundo. Se quisessem lixar alguém desta maneira, não era muito mais fácil deixar correr a SARS por exemplo?
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
fgomes disse:
No século XXI houveram três surtos de covid, em 2003, 2012 e 2019/20, todos oriundos da China.

Pergunta ? Como é possível o Ocidente ainda confiar na China ?
tripeiro_de_gema disse:
É uma resposta ao qual não te consigo responder. Mas uma coisa é certa, é que o facto de muitos países confiarem na China vai reforçar populismos.
Se quiseres consegues, nem eram covid nem o surto de 2012 começou na China.
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
Branco disse:
Eu quando refiro o pico, refiro o pico tal como ele foi dado a entender pelos governos desse mundo a fora, o pico tem sido apresentado como o pico de crescimento do número total de infectados, ou seja taxas de crescimento a rondar os 1%, com a taxa de recuperação em números bem superiores.

E a partir do momento que existe uma noção desse pico, é possível prever um intervalo de tempo para a recuperação dos infectados analisando a tendência que estamos a ver nos países cujo surto está já mais controlado, são cerca de 4 a 5 semanas depois de ter sido atingido o pico de infectados.

E assim sendo, a semana de 12 a 18 de Abril é quando supostamente atingimos o nosso pico, e 4 a 5 semanas depois é quando o surto estará praticamente resolvido, isto partindo do principio que os números continuam a manter a tendência actual.
O pico é só um, o momento em que o número de infectados existente começa a descer (que são os dias em que os recuperados ou mortos superam os novos infectados). Não há outro pico. Dependendo da estratégia pode ser mais ou menos abrupto.

Mas tens razão é isso que tem sido dado a entender.
 

deco macau

Tribuna
29 Outubro 2014
3,110
724
Conquistas
1
  • Campeão Nacional 19/20
Eclipsisboy disse:
Mary eu percebo que esta e uma altura de grande stress mas a senhora ja teve uma serie de afirmacoes absurdas e isso nao me podem desmentir.
Se ela disease que nao deviam usar mascaras porque nao tinham suficientes, eu achava mais honesto


Sent from my ANE-LX2 using Tapatalk

 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
deco macau disse:
Mary eu percebo que esta e uma altura de grande stress mas a senhora ja teve uma serie de afirmacoes absurdas e isso nao me podem desmentir.
Se ela disease que nao deviam usar mascaras porque nao tinham suficientes, eu achava mais honesto


Sent from my ANE-LX2 using Tapatalk
Eu concordo com o uso de máscaras desde o princípio, mas não podes condená-la por uma opinião que é compartilhada por muitos especialista e ainda é advogada pela OMS.
 

tripeiro_de_gema

Tribuna Presidencial
26 Maio 2014
7,073
1,460
Conquistas
4
  • Taça de Portugal 19/20
  • Deco
  • Lucho González
  • Campeão Nacional 19/20
Vlk disse:
Sem informação, depois surge esta amalgama de acusações desconexas a apontar erros a situações completamente independentes, e facilmente desmontável uma por uma:
- Foi uma criação em laboratório ou uma manipulação: até agora a ciência vai no sentido absolutamente contrário e de forma convicta.
- Esconderam a taxa de mortalidade: a taxa que eles apresentaram está exactamente na mediana da taxa mundial, e outros países absolutamente insuspeitos apresentam taxas muito mais baixas.
- Esconderam número de infectados: é ler o estudo do Imperial College para se perceber que todos os países estão a falhar, e muito, os números que apresentam (erros na ordem dos milhões).
- Têm o problema dos mercados: certo, mas não leio aqui ninguém a criticar todos os países do extremo oriente e sudoeste asiático (e em muitas outras zonas do mundo) que têm exactamente os mesmo mercados, e onde o risco é exactamente o mesmo.
Ninguém a amalgamar ninguém, eu estou basear-me em informações dadas e ainda não respondeste à minha pergunta, sobre os casos de dois médicos chineses. Se quiseres eu vou buscar links sobre páginas fiáveis sobre esses assuntos.

Quanto aos números, tendo em conta que o Covid-19 surgiu em Novembro, a China só tomou medidas em Janeiro, quando isto foi exposto ao mundo, também tendo em conta o aglomerado populacional do país e também da zona em si, visto que Wuhan tem tantos habitantes como Portugal, os números da China certamente que não batem certos. Explica-me como a Itália e Espanha têm populações muito inferiores que a China conseguem ter mais de 100 mil infectados, então que a China só tem mais de 80 mil? Por exemplo os Estados Unidos que é um país que tem quase a mesma área territorial que China, e com uma população de 300 milhões de habitantes, já tem mais de 200 mil infectados, sendo o país com mais casos no mundo. Como é que Xangai e Pequim que são as duas maiores da China apresentam tão poucos casos? Isto visto que a maior parte dos casos de Covid-19 se concentram nas grandes cidades e arredores. Por exemplo nos EUA a maior parte dos casos concentram-se em Nova Iorque, em Itália na zona da Lombardia, que tem como capital Milão e na Espanha é em Madrid.
Claro que admito que isto pode não ser linear, mas a China parece fugir demasiado daquilo que é o normal, tendo em conta que o foco começou na China.

Se em Portugal e por toda a Europa até se duvida sobre os números reais, porque não se há de duvidar sobre os número apresentados pela China? Ainda assim tenho muito mais confiança em Portugal e Europa.
As pessoas só perceberam a real noção do que é o Covid-19 quando chegou à Europa e aos EUA, porque antes disso todos pensavam que não era muito diferente de uma gripe, como eu também cheguei a pensar, tudo isto baseado nas informações divulgadas pela China.

Estamos a falar de um regime ditatorial, poxa. Parece que falas da China como se fosse santinho.
 
25 Julho 2007
3,259
117
Esmoriz
Vlk disse:
Eu concordo com o uso de máscaras desde o princípio, mas não podes condená-la por uma opinião que é compartilhada por muitos especialista e ainda é advogada pela OMS.
Sim, ainda há poucos dias saiu uma notícia sobre a OMS que recomendava o uso de máscaras apenas a quem está infectado e a profissionais de saúde, que eu suponho inclua pessoas que no âmbito da sua profissão contactem com muitas pessoas como por exemplo polícias ou assistentes em lares que cuidam de outros.

De qualquer forma, o senso comum, e sabendo que 1/4 das pessoas infectadas podem ser assintomáticas, diz que devemos usar máscara em todas as situações públicas, tipo ir ao supermercado ou dar o tal passeio higiénico. Mas isso são opiniões pessoais, não são indicações da OMS.
 

deco macau

Tribuna
29 Outubro 2014
3,110
724
Conquistas
1
  • Campeão Nacional 19/20
Manageiro de futból disse:
Sim, ainda há poucos dias saiu uma notícia sobre a OMS que recomendava o uso de máscaras apenas a quem está infectado e a profissionais de saúde, que eu suponho inclua pessoas que no âmbito da sua profissão contactem com muitas pessoas como por exemplo polícias ou assistentes em lares que cuidam de outros.

De qualquer forma, o senso comum, e sabendo que 1/4 das pessoas infectadas podem ser assintomáticas, diz que devemos usar máscara em todas as situações públicas, tipo ir ao supermercado ou dar o tal passeio higiénico. Mas isso são opiniões pessoais, não são indicações da OMS.
Vlk disse:
Eu concordo com o uso de máscaras desde o princípio, mas não podes condená-la por uma opinião que é compartilhada por muitos especialista e ainda é advogada pela OMS.
No meu caso posso condenar porque vi com os meus olhos como funciona. Nao preciso da oms para nada

Sent from my ANE-LX2 using Tapatalk

 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
deco macau disse:
No meu caso posso condenar porque vi com os meus olhos como funciona. Nao preciso da oms para nada

Sent from my ANE-LX2 using Tapatalk
É diferente dares uma opinião errada completamente dissonante do mundo, de dares uma opinião sobre um tema que ainda está em discussão, ainda que errada.
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
tripeiro_de_gema disse:
Ninguém a amalgamar ninguém, eu estou basear-me em informações dadas e ainda não respondeste à minha pergunta, sobre os casos de dois médicos chineses. Se quiseres eu vou buscar links sobre páginas fiáveis sobre esses assuntos.

Quanto aos números, tendo em conta que o Covid-19 surgiu em Novembro, a China só tomou medidas em Janeiro, quando isto foi exposto ao mundo, também tendo em conta o aglomerado populacional do país e também da zona em si, visto que Wuhan tem tantos habitantes como Portugal, os números da China certamente que não batem certos. Explica-me como a Itália e Espanha têm populações muito inferiores que a China conseguem ter mais de 100 mil infectados, então que a China só tem mais de 80 mil? Por exemplo os Estados Unidos que é um país que tem quase a mesma área territorial que China, e com uma população de 300 milhões de habitantes, já tem mais de 200 mil infectados, sendo o país com mais casos no mundo. Como é que Xangai e Pequim que são as duas maiores da China apresentam tão poucos casos? Isto visto que a maior parte dos casos de Covid-19 se concentram nas grandes cidades e arredores. Por exemplo nos EUA a maior parte dos casos concentram-se em Nova Iorque, em Itália na zona da Lombardia, que tem como capital Milão e na Espanha é em Madrid.
Claro que admito que isto pode não ser linear, mas a China parece fugir demasiado daquilo que é o normal, tendo em conta que o foco começou na China.

Se em Portugal e por toda a Europa até se duvida sobre os números reais, porque não se há de duvidar sobre os número apresentados pela China?
As pessoas só perceberam a real noção do que é o Covid-19 quando chegou à Europa e aos EUA, porque antes disso todos pensavam que não era muito diferente de uma gripe, como eu também cheguei a pensar, tudo isto baseado nas informações divulgadas pela China.

Estamos a falar de um regime ditatorial, poxa. Parece que falas da China como se fosse santinho.
Os médicos Chineses desaparecidos não tenho nada a dizer sobre isso porque não afecta em nada a visão "macroscópica" do desenvolvimento da doença. Podiam ter desaparecido ou podiam ter sido condecorados, que nada mudaria naquilo que afecta o resto mundo. E porque como já foi realçado as implicações políticas não são assunto para este tópico.

Volto-te a sugerir a leitura do relatório do Imperial College se quiseres ter um enquadramento real dos números na Europa (não que o relatório tenha os números reais mais uma perspectiva daquilo que estamos a falhar). Se o leres vais perceber que não sabes se os números de infectados dos Chineses são piores do que os do resto mundo.

Em relação à diferença para os EUA basta veres a diferença no nível de quarentena musculada e a velocidade de acção dos Chineses com a indefinição e dificuldade de acção que ainda hoje se passa em Nova Iorque.

E lê também o meus posts porque eu nunca disse que os números Chineses são verdadeiros. Nunca, nem sequer tenho essa convicção, muito longe disso. Só tenho a convicção de que os números que eles omitiram, em nada alterariam o desenvolvimento da doença.
 

tripeiro_de_gema

Tribuna Presidencial
26 Maio 2014
7,073
1,460
Conquistas
4
  • Taça de Portugal 19/20
  • Deco
  • Lucho González
  • Campeão Nacional 19/20
Vlk disse:
Só tenho a convicção de que os números que eles omitiram, em nada alterariam o desenvolvimento da doença.
Se a China tivesse dado pelo menos informações verdadeiras/correctas e também mais transparentes à OMS, era possível controlar melhor este surto e isso também não levaria a esta desvalorização inicial por parte dos responsáveis políticos. A China chegou a dizer à OMS, que o vírus não era transmissível de humano para humano, é como volto a dizer só quando chegou ao Ocidente que as pessoas se aperceberam o real impacto do Covid-19.
Agora o mal está feito e a China também está se aproveitar para vender material.
 

PO

Tribuna
24 Novembro 2013
4,752
1,371
Sobre o uso de máscaras, não tenho dúvida que o uso correcto de máscaras seria uma mais-valia. O problema, e já relatei aqui o meu testemunho de casos que assisti do uso incorrecto de máscaras, é que ao contrário de outros países nós não temos esse hábito, pelo que não iríamos ter os mesmos benefícios. Se ainda por cima há uma escassez delas no mercado, é preferível não as tirarmos a quem precisa para dar a quem as vai desperdiçar.

Sobre os números da China, uma vez que existem mais surtos de coronavírus nos países asiáticos, tenho curiosidade em saber se isso significará também que já possuem maior imunidade aos mesmos.
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
tripeiro_de_gema disse:
Se a China tivesse dado pelo menos informações verdadeiras e mais transparentes à OMS, era possível controlar melhor e não haveria esta desvalorização que houve por parte dos responsáveis políticos. A China chegou a dizer à OMS, que o vírus não era transmissível de humano para humano, é como volto a dizer só quando chegou ao Ocidente que as pessoas se aperceberam o real impacto do Covid-19.
Agora o mal está feito e a China também está se aproveitar para vender material.
O índice de transmissão que estamos utilizar foi dado pela China no fim de Janeiro, ainda não foi refutado por ninguém.

Tens que ter noção do tempo da ciência, e antes disso do tempo do trajecto da evidência clínica até à ciência. Normalmente mesmo que o primeiro caso tivesse sido detectado em Novembro, em país nenhum do mundo terias chegado à informação muito antes de Janeiro.
Resumindo, podem ter omitido muito coisa, mas nada do que omitiram prejudicou a acção dos países ocidentais. Nem aquilo que omitiram faz sentido que fosse propositado para prejudicar o resto do mundo (prejudicou a população deles isso sim).
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,321
1,129
41
Lisboa
PO disse:
Sobre o uso de máscaras, não tenho dúvida que o uso correcto de máscaras seria uma mais-valia. O problema, e já relatei aqui o meu testemunho de casos que assisti do uso incorrecto de máscaras, é que ao contrário de outros países nós não temos esse hábito, pelo que não iríamos ter os mesmos benefícios. Se ainda por cima há uma escassez delas no mercado, é preferível não as tirarmos a quem precisa para dar a quem as vai desperdiçar.

Sobre os números da China, uma vez que existem mais surtos de coronavírus nos países asiáticos, tenho curiosidade em saber se isso significará também que já possuem maior imunidade aos mesmos.
Se toda a gente usar máscaras e 50% das pessoas as utilizarem mal, mesmo assim isso é mais benéfico para a população como conjunto do que a alternativa de ninguém as utilizar.

De qualquer maneira, mais valia haver uma campanha de sensibilização sobre o correcto uso das máscaras do que pura e simplesmente dizer que não se deve usar.
 

PO

Tribuna
24 Novembro 2013
4,752
1,371
Uma coisa que me aborrece e que não posso deixar de notar. Hoje lamentamos a morte de cerca de 2.000 pessoas no mundo com Covid-19. Mas também morreram no mundo cerca de 20.000 pessoas à fome. Neste momento não temos cura para o Covid-19, mas para a fome, já a temos há muito...