Faz hoje 60 anos - Vitória 3-2 sobre Arsenal

Rabah Madjer

Tribuna
18 Julho 2006
3,664
275
SM Feira, 1972
\"F.C. Porto: troféu com taça inesquecível!
Numa altura em que o Futebol Clube do Porto enfrenta mais um clube para cumprir calendário da 1ª liga, vale bem a pena recordar um troféu com taça muito especial, guardada no museu dos grandes dragões.
Ele (o troféu) chama a atenção pela sua imponência e invulgar qualidade artística: o troféu com taça comemorativa da vitória por 3-2, em 1948, sobre o Arsenal, de Londres.

É um autêntico monumento a esses grandes dragões de 1948. É a celebração de uma das grandes vitórias do F. C. Porto, mas é antes de tudo a celebração do espírito apaixonado de um imenso conjunto de portuenses (portistas) sedentos de glória para o clube de cores azul e branco.

A vitória sobre o Arsenal ocorreu a 6 de Maio de 1948, numa altura em que os ingleses assumiam um domínio absoluto na prática do futebol. Vinham ainda com a fama de terem sido os inventores do futebol, e entre as suas equipas encontravam-se alguns dos melhores praticantes a nível mundial. Por isso, quando no ano de 1948 se anunciou a realização do jogo, no Estádio do Lima, entre o F. C. Porto e aquela que era então o mais mítico dos clubes ingleses, o Arsenal, cresceu uma expectativa desmesurada na cidade do Porto e um pouco por todo o país. Os ingleses chegavam ao Porto no seguimento de uma digressão vitoriosa pelo continente europeu, o que, se por um lado incutia mais receio, por outro lado fazia aumentar a apetência pelo jogo. Assim foi. O público esgotou o estádio do Lima e assistiu a um espectáculo fabuloso.

Com uma exibição para recordar a letras de ouro, o F. C. Porto venceu por 3-2, com dois golos de Correia Dias e um de Araújo (pois... o F. C. Porto já então era um grande clube europeu).

O jogo era particular e não estava nenhuma taça em disputa. Só que a alegria foi tanta, o orgulho foi de tal ordem, que um conjunto de portuenses (portistas) decidiu que haveria de haver uma taça a assinalar este feito.

Uma comissão de sócios e admiradores do F. C. Porto tratou de angariar fundos e encomendou a taça à Ourivesaria Aliança. Os artesões da Aliança materializaram magistralmente o projecto de João Antunes e a concepção escultórica de Marinho Brito e Albano França.

A 21 de Outubro de 1949, mais de um ano depois do jogo, o troféu era entregue à Direcção do F. C. Porto, na sede social do clube, então na Avenida dos Aliados.

O espanto foi generalizado, perante tamanha beleza. Não era uma taça nos moldes tradicionais. Compõe-se de duas partes distintas, mas ligadas pelo significado: uma \"taça da vitória e um escrínio\". No interior do escrínio, com dois metros e oitenta centímetros de altura, fica guardada e exposta uma taça com 90 centímetros de altura.

Para a concepção de tão bela obra de arte, foram utilizados vários materiais, como, por exemplo, ouro, prata, esmalte, cristal, madeira fina e veludo. O peso total de tão belo troféu é de 300 quilos e inclui 130 quilos de prata.

É, afinal, uma grande obra de arte, para assinalar uma vitória do \"outro mundo\"!\"

in http://portistasdebancada.blogspot.com/

Ainda me lembro perfeitamente de ficar PASMADO a olhar para este troféu no antigo museu das Antas, um dos mais lindos que vi em toda a minha vida, neste momento apetece gritar: MUSEU JÁ!
 

admin

Tribuna Presidencial
14 Julho 2006
38,239
5
Cascais, 1966
Não. Em 1948 não eramos um grande clube europeu. Mas conseguimos esta bonita vitória. Aliás...que eu saiba, o FC Porto nunca perdeu em casa contra uma equipa inglesa.

Não foi nos anos 70 que derrotamos a selecção brasileira num particular? Essa também foi uma grande vitória.

E por falar em troféus \"à posteriori» lembro-me que o Pedroto recebeu uma réplica da Taça das Taças perdida em 84. Está com a família do Mestre?
 
H

hast

Guest
Três dias antes, o Arsenal tinha esmagado o Benfica, em partida disputada no Estádio Nacional: 4-0. Dos ingleses se disse que foi a melhor equipa que jogara até então em Portugal.
Uma dúvida, o jogo com o Arsenal foi a 6 ou a 7 De Maio de 1948?
 
  • Like
Reações: Dragao_man
H

hast

Guest
Este feito não poderia ficar marcado, nos anais, por meros caracteres. Era preciso prata que o perpetuasse. Assim se fez a Taça do Arsenal, constituída por duas peças monumentais. Uma, o relicário, pesando 120 quilos, rematado com um grupo escultório constituído por uma figura de atleta, de joelho em terra, dominando um leão, que tem uma bola junto dele. Na mão direita, o atleta ergue um facho, no espaço. Na mão esquerda segura a bandeira do F. C. Porto. Por detrás dele, dominando toda a peça, a figura da vitória.

O relicário tem 2,80 metros de altura e é uma espécie de caixa assente em quatro dragões de prata, com quatro portas de cristal. Dentro dele (troféu), construído totalmente em prata e constituído por três figuras esculturais de mulher, erguendo-se nas pontas dos pés, segurando a taça, circundada por três dragões dominados por três atletas que procuram alcançá-la para beberem dela o vinho da vitória. Custou, em 1949, 200 contos!
 

fcporto56

Tribuna Presidencial
26 Julho 2006
7,173
0
Sacramento
Tera sido para a altura uma grande vitoria, mas penso que na altura o Torino era considerado a melhor equipa da europa e nao o Arsenal.
 
O

olduser-10

Guest
Essa de fazerem uma Taça para comemorar a vitória sobre o Arsenal é demonstrativo que não eramos um grande clube europeu. Tresanda a provincianismo dos pequeninos...Era como se o Fátima fizesse um Troféu porque nos eliminou da Taça da Liga:))