Valdemar Mota

H

hast

Guest
Valdemar Mota foi um dos melhores jogadores do FC Porto dos anos 20 e anos 30. Foi um excelente médio/extremo direito que jogou mais de 20 vezes pela Selecção Nacional e notabilizou-se por ter marcado três golos num jogo frente à Itália (vitória por 4-1). Foi também o primeiro atleta olímpico do FC Porto a representar Portugal (4º lugar) nos Jogos Olímpicos de Amesterdão, em 1928. Nessa altura, ficou célebre o trio de luxo: Valdemar Mota, Acácio Mesquita e o génio \"Pinga\", que venceram pelo FC Porto o primeiro campeonato da liga realizado em 1934/35. Os «três diabos do meio-dia» foram assim apelidados depois do FC Porto vencer as melhores equipas da Europa dessa altura, durante o Natal de 1933. O trio começou a dar nas vistas durante um jogo frente à Selecção de Budapeste que o FC Porto venceu por 7-4. No jogo seguinte, frente ao poderoso First de Viena, nova vitória por 3-0 com Valdemar Mota, Acácio Mesquita e Pinga a revelarem um entendimento e cumplicidade que arrasaram os austríacos, que não esperavam tamanha ousadia do FC Porto. Os «três diabos do meio-dia» fizeram parte da equipa, treinada por Joseph Szabo, que naquele tempo (da época 1927/28 a 1934/35) venceu 1 Campeonato da Liga, 1 Campeonato de Portugal e 8 Campeonatos do Porto.
Aqui fica o onze tipo dessa altura: Miguel Siska, Avelino Martins, Pedro Temudo, Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira, Castro, Lopes Carneiro, Valdemar Mota, Acácio Mesquita, Pinga e Carlos Mesquita.
Uma curiosidade: depois de terminada a carreira de futebolista, Valdemar Mota dedicou-se ao comércio. O seu estabelecimento, situado na baixa do Porto, possuía uma clientela seleccionada. A sua mercearia ficava junto à entrada do Mercado do Bolhão e era frequentada pela burguesia e gente abastada do Porto.
 

Kelvin87

Tribuna Presidencial
7 Maio 2007
21,877
249
Mais uma jogador de elite, o meu avô diz que parecia uma foguete com a bola, mais um craque que jogava contra o sistema.
 

jsm

Tribuna
29 Abril 2007
3,318
4
O meu pai, meu grande mentor futebolístico ensinou-me esses nomes mágicos da sua meninice de peladinhas, Valdemar da Mota, Acácio Mesquita, Siska, Pinga, Petrak e cª. A lenda a nossa lenda começa aí com estes nomes mágicos antiquíssimos que todos nós devemos respeitar e venerar! Talvez não acreditem, mas quando ganhamos a Liga dos Campeões em 2003-2004, o meu primeiro pensamento, logo após a euforia enebriante da grande vitória, foi para eles, os nossos avós, os jogadores do seu tempo e foi com uma enorme emoção que recordei o Siska esse hungaro tão portuense, tão português, o Pinga, o Valdemar. o Acácio...Quase chorei....Nunca será demais recorda-los os nossos grandes e primeiros campeões!Que Olimpo os conserve eternamente jovens no pais mágico do Futebol!POis eles foram os que antes de todos sentiram o que é ser portista e sonharam com as vitórias futuras!