Futebol - Formação

«Espero um dia receber um convite do presidente»

2019-06-12

Redação Portal dos Dragðes

Depois de conquistar a dobradinha pelos sub-19 do FC Porto - campeonato nacional e Youth League - Mário Silva decidiu colocar um ponto final na ligação ao clube portista. O treinador de 42 anos já rescindiu contrato com os dragões e explicou ao jornal O Jogo os motivos para a saída e os planos para o futuro, que passam também por um regresso ao Dragão para treinar a equipa principal.

«É sempre duro e triste para nós, principalmente quando estamos num sítio de que gostamos e num clube que nos diz muito, quando temos de tomar uma decisão destas, mas foi uma decisão consciente, pensando nos interesses da minha carreira em termos futuros. Foram sete anos na formação do FC Porto e tinha estado antes nos juniores do Boavista. Cheguei a um ponto em que pensei aventurar-me no futebol sénior. Aquilo que o FC Porto me propôs não foi ao encontro daquilo que eu pretendia», explicou o técnico, que garantiu que a separação foi amigável.

«A saída aconteceu de uma forma tranquila e amigável, como tinha de ser. Acertámos a desvinculação e agora estou disponível para abraçar novos projetos». Realçando o desejo de «arriscar», Mário Silva deu a entender que não recebeu um convite para treinar a equipa B, o que confirmou a decisão de sair:

«Merecer [treinar a equipa B] é subjetivo, mas sentia-me preparado. Por isso é que optei por sair e aventurar-me no mundo do futebol profissional, trocando a estabilidade pela instabilidade da profissão. Decidi arriscar. Tenho de respeitar as decisões do clube e as pessoas que me ouviram respeitaram a minha decisão».

Para já, Mário Silva vai gozar uns dias de férias enquanto espera que o telefone toque. Nos planos, indica, estão os dois primeiros escalões do futebol português ou o estrangeiro: «Depois do trajeto que fiz num clube como o FC Porto, e sem ser falta de humildade da minha parte, só na I ou na II Liga. Temos ainda o estrangeiro, onde as portas estão abertas por mérito de outros treinadores portugueses».

O treinador português não descarta de todo um eventual regresso ao Dragão para orientar uma equipa profissional, nomeadamente a equipa principal. «Quem sabe um dia poderei regressar. Espero que sim e espero nesta aventura preparar-me de forma a que o presidente um dia possa convidar-me para treinar uma das equipas profissionais do nosso clube», indicou.

«Equipa principal? Espero bem que sim. Foi uma década ao serviço do clube, ganhei muitas coisas importantes como jogador e neste início de carreira como treinador. Agora, tudo é possível».

Últimas

Últimas mensagens no Fórum

18ªJ [22-24/Out] por Morais
Hoje às 08:31 am

Futebol Brasileiro por Vieira_Amares
Hoje às 08:28 am

André Silva por miguel1000
Hoje às 04:20 am

Actualidade internacional por ruipsousa8
Hoje às 03:48 am

Liga Europeia 2019/2020 por bluevertigo
Hoje às 02:56 am

França - Ligue 1 - 2019/20 por bluevertigo
Hoje às 02:20 am