Actualidade internacional

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,843
1,860
42
Lisboa
Relativamente ao encerramento definitivo da conta de Trump considero isso um total "não assunto".

Que se saiba , o Twitter é uma plataforma privada com as suas leis/regras que são do conhecimento de toda a gente e que toda a gente "concorda" quando faz lá o seu registo. Ora , se eu ou outra pessoa, posso ver a minha conta "bloqueada" em definitivo caso não cumpra essas regras porque não haveria de ser bloqueado também o Presidente dos Estados Unidos ? ... Se não sabe estar, respeitar ... bloqueado ...

Um não assunto portanto ...
Claro. Nem ele foi o primeiro, nem sem será o último a ser bloqueado. Nunca se queixou enquanto radicais de outra tendência política qualquer foram bloqueados.
 

sirmister

Tribuna Presidencial
21 Março 2008
48,672
8,921
Conquistas
1
  • Abril/19
Relativamente ao encerramento definitivo da conta de Trump considero isso um total "não assunto".

Que se saiba , o Twitter é uma plataforma privada com as suas leis/regras que são do conhecimento de toda a gente e que toda a gente "concorda" quando faz lá o seu registo. Ora , se eu ou outra pessoa, posso ver a minha conta "bloqueada" em definitivo caso não cumpra essas regras porque não haveria de ser bloqueado também o Presidente dos Estados Unidos ? ... Se não sabe estar, respeitar ... bloqueado ...

Um não assunto portanto ...
Ou seja tu achas que uma empresa deve estar á margem da lei, e fazer as suas leis... na pratica é isso que acontece, se tu quiseres abrir uma empresa em Portugal tens que pagar impostos, eles não, estão cá apenas a roubar.

O Twiter/faceboook são uma plataformas privadas que goza de um conjunto de um estatuto especial que pressupõe que não seja um editor e que lhes serve para terem basicamente imunidade nos tribunais por tudo o que seja lá pulicado, lá está se tu tiveres uma editora e editares um livro podes ser processado pelo que lá está escrito, eles não podem ser processados por aquilo que editam..

É um assunto e é um assunto muito importante, porque estas empresas têm um poder que não deveriam ter num país democrático, ninguém os elegeu para serem censores do que se pode ou não dizer.

Do ponto de vista tatico era a altura para banirem a conta do Trump porque lhes reforça o poder, legitima tudo o que possam fazer e como dá jeito aos democratas depois disto eles também possivelmente ficam de braços cruzados..

E claro a questão não é se ele deve ser banido como tu podes ser, é se tu devias ser..
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,843
1,860
42
Lisboa
... a questão é se o hitler devia ser banido do twitter.

Tb era espetacular ler a opinião iluminada sobre o crime de sedição. É só para ver uma coisa.
 

John Wick

Tribuna
31 Outubro 2019
3,825
8,027
Conquistas
2
  • Novembro/19
  • Deco
Isso dava uma ótima discussão, mas não a vamos conseguir aqui. Claro que a teoria do Marx está desatualizada, como está Platão, Kant, Hegel ou o próprio Darwin. Todas a ideias nas ciências não exatas estão condenadas a um dia estarem ultrapassadas. Mas isso não as torna erradas. Se a do Marx estivesse errada estávamos condenados a um dia voltarmos à escravatura e mais tarde ao feudalismo, isto é um conclusão evidente do materialismo dialético.
A questão dos genes que colocas é engraçada, mas tem tanto por onde pegar (e não me vou basear em teorias nenhumas, só na minha opinião que acho que é o que faz sentido neste espaço):
- A ganância não é sequer um conceito absoluto.
- Há muitas características humanas que são alteradas através da educação.
- A violência tb está intrinsecamente ligada às características genéticas humanas e praticamente todas as ideias de estrutura social a tentam eliminar ou reduzir ao mínimo.
- Se há um único homem capaz de se despojar de bens materiais, a questão da inevitabilidade genética torna-se muito mais complexa.

Dito isto, concordo absolutamente contigo e com quem identifica a inevitabilidade "ganância" como a grande falha na teoria, e principalmente na forma como a abordar. E isto foi ainda mais grave na prática em que a opção foi a forma coerciva, que basicamente "matou" o comunismo à nascença (embora aqui tb se deva fazer o enquadramento histórico e geográfico).

PS: É profundamente errado considerares que Marx não utilizou o método científico. O Materialismo Dialético é uma teoria filosófica da História e da evolução de estrutura social marcadamente baseada no método científico. Para além disso a própria fundamentação e relação (nem sempre concordante) entre esta tendência filosófica e as teorias Darwinianas está bem vincada, documentada e estudada.
É evidente que sim, o conhecimento científico vai sendo actualizado ao longo do tempo, no caso de Darwin isso é evidente, não se conhecia nem se sabia qual era a unidade de transmissão da variabilidade biológica, os mecanismos subjacentes à hereditabilidade, mesmo a selecção natural não actuava ao nível dos caracteres contínuos, mas sim ao nível do gene. De forma extremamente básica, a Teoria da Evolução por Selecção Natural foi sendo actualizada ao longo do tempo, veio a teoria sintética da evolução, a teoria neutral de kimura e quando entramos na era da genética e genómica, mais conhecimento foi sendo acrescentado. No entanto, há uma diferença muito grande entre o trabalho de Darwin e o trabalho de Marx, ou outras personalidades que eu junto a Marx, como Freud ou Jung. Ninguém precisa de ler a Origem das Espécies, qualquer manual de básico de biologia ou de genética conseguem explicar muito facilmente a qualquer leigo quais são os mecanismos e processos que gerem a evolução. Se Darwin não tivesse existido, a Evolução por Selecção Natural teria sido descoberta na mesma, até porque paralelamente a Darwin Sir Alfred Russel Wallace estava a desenvolver de forma totalmente independente a mesma teoria com base nas evidências que ia recolhendo. Não podemos comparar isto a Marx ou Freud. Os trabalhos de Marx, Freud Jung são completamente pseudo-científicos. Darwin desenvolveu uma rede nomológica de evidências cumulativas ao contrário de Marx ou Freud. Quem trabalha ciência e tem a mínima noção de como funciona o método científico, consegue estabelecer muito bem as diferenças entre estes trabalhos, não querendo com isto desvalorizar o trabalho de Marx que foi importante na altura. Não me refiro à parte económica, mas sim à forma como Marx baseia a toda a sua teoria numa filosofia que toda ela é pseudo-ciência, a DIalética Hegeliana, toda ela um monte de banha da cobra, não tem nada de científico, como as teorias de Freud.

Eu quando falei na ganância, referi que não era no seu conceito literal, aqui é não dá para estar a falar sobre isso porque ia ocupar várias páginas, mas há comportamentos humanos, independentemente de toda a variabilidade, que estão subjacentes a uma componente biológica, com toda a complexidade que a envolve porque muitos destes comportamentos estão sob o controle de imensos genes e das suas interacções bem como da interacção com o meio por meio de factores epigenéticos.

Há bastantes mais falhas no trabalho de Marx, um bem evidente tem a ver com a Teoria dos Jogos, que teve um boom tremendo ao longo das últimas décadas, mas já há muitos anos que é bem evidente que há ganho mútuo no empreendimento livre e não apenas jogos de soma-zero.

Popper expôs de forma elegante o Marxismo como a pseudo-ciência que é.
 

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,843
1,860
42
Lisboa
É evidente que sim, o conhecimento científico vai sendo actualizado ao longo do tempo, no caso de Darwin isso é evidente, não se conhecia nem se sabia qual era a unidade de transmissão da variabilidade biológica, os mecanismos subjacentes à hereditabilidade, mesmo a selecção natural não actuava ao nível dos caracteres contínuos, mas sim ao nível do gene. De forma extremamente básica, a Teoria da Evolução por Selecção Natural foi sendo actualizada ao longo do tempo, veio a teoria sintética da evolução, a teoria neutral de kimura e quando entramos na era da genética e genómica, mais conhecimento foi sendo acrescentado. No entanto, há uma diferença muito grande entre o trabalho de Darwin e o trabalho de Marx, ou outras personalidades que eu junto a Marx, como Freud ou Jung. Ninguém precisa de ler a Origem das Espécies, qualquer manual de básico de biologia ou de genética conseguem explicar muito facilmente a qualquer leigo quais são os mecanismos e processos que gerem a evolução. Se Darwin não tivesse existido, a Evolução por Selecção Natural teria sido descoberta na mesma, até porque paralelamente a Darwin Sir Alfred Russel Wallace estava a desenvolver de forma totalmente independente a mesma teoria com base nas evidências que ia recolhendo. Não podemos comparar isto a Marx ou Freud. Os trabalhos de Marx, Freud Jung são completamente pseudo-científicos. Darwin desenvolveu uma rede nomológica de evidências cumulativas ao contrário de Marx ou Freud. Quem trabalha ciência e tem a mínima noção de como funciona o método científico, consegue estabelecer muito bem as diferenças entre estes trabalhos, não querendo com isto desvalorizar o trabalho de Marx que foi importante na altura. Não me refiro à parte económica, mas sim à forma como Marx baseia a toda a sua teoria numa filosofia que toda ela é pseudo-ciência, a DIalética Hegeliana, toda ela um monte de banha da cobra, não tem nada de científico, como as teorias de Freud.

Eu quando falei na ganância, referi que não era no seu conceito literal, aqui é não dá para estar a falar sobre isso porque ia ocupar várias páginas, mas há comportamentos humanos, independentemente de toda a variabilidade, que estão subjacentes a uma componente biológica, com toda a complexidade que a envolve porque muitos destes comportamentos estão sob o controle de imensos genes e das suas interacções bem como da interacção com o meio por meio de factores epigenéticos.

Há bastantes mais falhas no trabalho de Marx, um bem evidente tem a ver com a Teoria dos Jogos, que teve um boom tremendo ao longo das últimas décadas, mas já há muitos anos que é bem evidente que há ganho mútuo no empreendimento livre e não apenas jogos de soma-zero.

Popper expôs de forma elegante o Marxismo como a pseudo-ciência que é.
Não concordo nada com isso, com isso. Percebo que faças um distinção, mas é fundamental enquadrar o método científico nas ciências não exatas. O que estás a fazer é excluir à partida toda componente científica da sociologia, da filosofia (grande parte dela), da antropologia e da História. Porque a argumentação que invocas para chegares às conclusões que chegas para o Marximo, é válida para todas as teorias nestas áreas do conhecimento.

Marx baseia não baseia a teoria na dialética Hegel. É a sua contraposição. E como teórico, é muito menos "etéreo" do que Hegel e a maioria dos filósofos até à altura. Um defensor absoluto do materialismo. Tudo aquilo que chamas "banha da cobra" em Hegel, não existe em Marx. Podes achar a proposição errada mas chamares "pseudo-ciência" para desvalorizares uma das mais importantes teorias sobre a evolução social do homem é uma tentativa de menorização sem sentido.

Se vês e analisas inúmeras organizações sociais e identificas padrões na sua evolução que se repetem, não é legítimo que tires uma conclusão e que teorizes sobre a evolução futura? E esses padrões não são evidências?

Por muito que o Popper diga ou argumente, o capitalismo sucedeu coerentemente ao feudalismo e este ao esclavagismo primitivo. E a progressão no mesmo sentido existiu desde a revolução industrial até hoje, e sim as lutas entre classes sociais permanecem.

..... Quem trabalha ciência e tem a mínima noção de como funciona o método científico, consegue estabelecer muito bem as diferenças entre estes trabalhos, não querendo com isto desvalorizar o trabalho de Marx que foi importante na altura. ....
O que digo aqui são só umas balelas sobre assuntos que se sempre me interessaram. Mas eu trabalho em ciência. Na mais exata (e menos empírica) de todas as ciências. Ninguém no seu dia a dia anda a pensar no método científico, se o está a utilizar ou não e sinceramente é um bocado um conceito primário. É inerente à atividade, é intuitivo. Mas sempre tentei respeitar, compreender, enquadrar e acima de tudo compreender as particularidades de outras áreas do conhecimento. Não posso estar à espera que uma teoria de evolução sociológica se baseie no mesmo tipo de prova absoluta.
 
Última edição:
  • Like
Reações: Daikan

J | [Ka!s3r^].

Tribuna
7 Abril 2012
2,920
886
Apenas uma achega; a natureza da filosofia demarca-se quer das ciências naturais quer das ciências sociais. A filosofia pura e simplesmente não é uma ciência.
 

grandeporto

Tribuna Presidencial
25 Agosto 2006
21,408
2,947
Gaia
Trabalhadores sem direitos, ganancia e mutinacionais é o melhor só de um mundo. Só te sobra um nome, um rótulo, porque o conteúdo de comunista não tem nada.

Isto é muito simples, se um país comunista se torna um país capitalista, deixa imediatamente de ser comunista. O comunismo como ideia pode ter muitos defeitos abomináveis, mas trabalhadres sem direitos e ganância não são um deles.
-----------------------------------

Os País comunistas com Direitos Civis, Sindicais, Sociais e Ambientais???? Isso é pura ficção.
Por isso é que se morre nas minas da China, não há Greves na China, há gente metida em campos de concentração na China e ás portas de Pequim, Xangai e outras cidades da China os rios são vazadouros de poluição de fábricas e multinacionais, o ar é impossivel de respirar.

Disse China, podia ter dito URSS, Coreia, ou qualquer paraíso comunista.
Quanto à ganancia ela existe mas não é nos trabalhadores é no PCC e nas multinacionais que submetem pessoas (crianças até) a trabalhar 16h por dia e muitas vezes debaixo de terra.
 
  • Like
Reações: Paulo Sérgio

Vlk

Tribuna Presidencial
3 Junho 2014
12,843
1,860
42
Lisboa
-----------------------------------

Os País comunistas com Direitos Civis, Sindicais, Sociais e Ambientais???? Isso é pura ficção.
Por isso é que se morre nas minas da China, não há Greves na China, há gente metida em campos de concentração na China e ás portas de Pequim, Xangai e outras cidades da China os rios são vazadouros de poluição de fábricas e multinacionais, o ar é impossivel de respirar.

Disse China, podia ter dito URSS, Coreia, ou qualquer paraíso comunista.
Quanto à ganancia ela existe mas não é nos trabalhadores é no PCC e nas multinacionais que submetem pessoas (crianças até) a trabalhar 16h por dia e muitas vezes debaixo de terra.
Não estava defender nada disso. Só te estava a dizer que não é por dizeres que o céu é verde que ele passa a ser verde. Se o dogma básico do comunismo é o fim imediato do capitalismo, como é que a China é comunista?
 

grandeporto

Tribuna Presidencial
25 Agosto 2006
21,408
2,947
Gaia
Não estava defender nada disso. Só te estava a dizer que não é por dizeres que o céu é verde que ele passa a ser verde. Se o dogma básico do comunismo é o fim imediato do capitalismo, como é que a China é comunista?
--------------------

Problemas de identidade do PC Chinês!
 

John Wick

Tribuna
31 Outubro 2019
3,825
8,027
Conquistas
2
  • Novembro/19
  • Deco
Não concordo nada com isso, com isso. Percebo que faças um distinção, mas é fundamental enquadrar o método científico nas ciências não exatas. O que estás a fazer é excluir à partida toda componente científica da sociologia, da filosofia (grande parte dela), da antropologia e da História. Porque a argumentação que invocas para chegares às conclusões que chegas para o Marximo, é válida para todas as teorias nestas áreas do conhecimento.

Marx baseia não baseia a teoria na dialética Hegel. É a sua contraposição. E como teórico, é muito menos "etéreo" do que Hegel e a maioria dos filósofos até à altura. Um defensor absoluto do materialismo. Tudo aquilo que chamas "banha da cobra" em Hegel, não existe em Marx. Podes achar a proposição errada mas chamares "pseudo-ciência" para desvalorizares uma das mais importantes teorias sobre a evolução social do homem é uma tentativa de menorização sem sentido.

Se vês e analisas inúmeras organizações sociais e identificas padrões na sua evolução que se repetem, não é legítimo que tires uma conclusão e que teorizes sobre a evolução futura? E esses padrões não são evidências?

Por muito que o Popper diga ou argumente, o capitalismo sucedeu coerentemente ao feudalismo e este ao esclavagismo primitivo. E a progressão no mesmo sentido existiu desde a revolução industrial até hoje, e sim as lutas entre classes sociais permanecem.


O que digo aqui são só umas balelas sobre assuntos que se sempre me interessaram. Mas eu trabalho em ciência. Na mais exata (e menos empírica) de todas as ciências. Ninguém no seu dia a dia anda a pensar no método científico, se o está a utilizar ou não e sinceramente é um bocado um conceito primário. É inerente à atividade, é intuitivo. Mas sempre tentei respeitar, compreender, enquadrar e acima de tudo compreender as particularidades de outras áreas do conhecimento. Não posso estar à espera que uma teoria de evolução sociológica se baseie no mesmo tipo de prova absoluta.
Precisamente, esse é o problema, se é a sua contraposição, baseia toda a sua construção na Dialética Hegeliana, ainda que seja uma contraposição, simplesmente segue um caminho errado.

Reconheço como ideia, ainda que tenha muitos defeitos de concepção, atendendo ao período histórico, que foi uma tentativa corajosa de ultrapassar forças opressivas que constituíam problemas reais e sérios no século XIX.

Eu não estava a desvalorizar ou a excluir a componente científica das ciências sociais, simplesmente estava a traçar uma distinção entre o trabalho científico de Darwin e o trabalho não científico de Marx na vertente filosófica da sua obra, nem tinha que o ser, já na parte económica, aí sim, tem o seu carácter científico.

É evidente, isto dava para uma conversa interessante de muito mais tempo, qualquer um de nós vem para aqui mandar umas postas. Sobre o método científico, também concordo que ninguém sai à rua ou está no seu dia-a-dia preocupado com o método científico, mas já não concordo quando dizes que é um conceito um bocado primário. Eu também estou num ramo científico das ciências exactas, não no mesmo que tu, mas sinto às vezes é um problema o facto de ser usado de forma intuitiva quando não o devia ser, levamos com a parte científica pura e dura, mas acho em certos momentos faz falta a epistemologia do ramo científico, ter uma visão crítica dos princípios a serem utilizados e às vezes, falando por experiência própria, sinto que se cometem erros que podiam ser evitáveis. As ciências sociais sempre foram uma área do conhecimento que teve problemas graves no uso do método científico para chegar a determinadas conclusões, considero que é também uma área bastante mais propícia a isso, por questões óbvias.
 
  • Like
Reações: Vlk

Villas

Tribuna Presidencial
16 Julho 2013
16,118
7,278
Precisamente, esse é o problema, se é a sua contraposição, baseia toda a sua construção na Dialética Hegeliana, ainda que seja uma contraposição, simplesmente segue um caminho errado.

Reconheço como ideia, ainda que tenha muitos defeitos de concepção, atendendo ao período histórico, que foi uma tentativa corajosa de ultrapassar forças opressivas que constituíam problemas reais e sérios no século XIX.

Eu não estava a desvalorizar ou a excluir a componente científica das ciências sociais, simplesmente estava a traçar uma distinção entre o trabalho científico de Darwin e o trabalho não científico de Marx na vertente filosófica da sua obra, nem tinha que o ser, já na parte económica, aí sim, tem o seu carácter científico.

É evidente, isto dava para uma conversa interessante de muito mais tempo, qualquer um de nós vem para aqui mandar umas postas. Sobre o método científico, também concordo que ninguém sai à rua ou está no seu dia-a-dia preocupado com o método científico, mas já não concordo quando dizes que é um conceito um bocado primário. Eu também estou num ramo científico das ciências exactas, não no mesmo que tu, mas sinto às vezes é um problema o facto de ser usado de forma intuitiva quando não o devia ser, levamos com a parte científica pura e dura, mas acho em certos momentos faz falta a epistemologia do ramo científico, ter uma visão crítica dos princípios a serem utilizados e às vezes, falando por experiência própria, sinto que se cometem erros que podiam ser evitáveis. As ciências sociais sempre foram uma área do conhecimento que teve problemas graves no uso do método científico para chegar a determinadas conclusões, considero que é também uma área bastante mais propícia a isso, por questões óbvias.
A má relação entre as leis e teorias científicas e a realidade não acontece só nas ciências sociais.

Aquela cena matemática de dizer 1+1 = 2, estás a somar algarismos, mas no mundo real pode ter um anão mais uma mulher sem uma perna é igual a dois humanos... mas na verdade se começares a descontar os membros que falta a cada um, e as alturas médias, etc etc a soma não dá 2.

No mundo paralelo perfeito e claramente irreal da ciência, tudo é leis, mas na aplicação da Medicina... morre muita gente e não é bem essa a intenção
 

slowboy

Tribuna Presidencial
18 Julho 2006
13,628
1,975
Conquistas
1
  • José Maria Pedroto
Uma sistema político e de sociedade que concentra o poder todo (político, económico, etc) no partido e nas pessoas que o compõem será sempre o fracasso.

Basta uma pessoa mal intencionada para tomar de assalto o país e nunca mais o libertar. Foi o que aconteceu em todos os regimes comunistas.

O poder deve estar o mais dividido possível.
 

John Wick

Tribuna
31 Outubro 2019
3,825
8,027
Conquistas
2
  • Novembro/19
  • Deco
Relativamente ao encerramento definitivo da conta de Trump considero isso um total "não assunto".

Que se saiba , o Twitter é uma plataforma privada com as suas leis/regras que são do conhecimento de toda a gente e que toda a gente "concorda" quando faz lá o seu registo. Ora , se eu ou outra pessoa, posso ver a minha conta "bloqueada" em definitivo caso não cumpra essas regras porque não haveria de ser bloqueado também o Presidente dos Estados Unidos ? ... Se não sabe estar, respeitar ... bloqueado ...

Um não assunto portanto ...
Acho que é tudo menos um não assunto e merece um debate sério e urgente.

As redes sociais tornaram-se plataformas extremamente poderosas, capazes de disseminar fake news a uma velocidade sem precedentes, influenciar a opinião pública, influenciar eleições, etc.

O Trump foi banido do twitter por ter violado as suas regras ou foi banido por motivações políticas dos funcionários e da própria companhia? Se foi banido do twitter por ter violado as regras de utilização, nada contra, mas o problema é que existem outros líderes mundiais que têm constantemente utilizado a plataforma para incitar ao ódio e à violência e não lhes tem acontecido rigorosamente nada, como o Aiatola Khamenei que tem feito várias mensagens de ódio aos judeus, aos EUA e apelado à eliminação e destruição de Israel. Existem contas oficiais do governo chinês que têm sido utilizadas para espalhar mentiras e muitas outras situações gravíssimas. Isto leva-me a concluir que se tratam de motivações políticas e não apenas de uma violação dos termos e condições de utilização do twitter, e se é assim, é extremamente perverso e perigoso.
 

Filipe01

Tribuna Presidencial
26 Março 2012
11,687
1,962
Relativamente ao encerramento definitivo da conta de Trump considero isso um total "não assunto".

Que se saiba , o Twitter é uma plataforma privada com as suas leis/regras que são do conhecimento de toda a gente e que toda a gente "concorda" quando faz lá o seu registo. Ora , se eu ou outra pessoa, posso ver a minha conta "bloqueada" em definitivo caso não cumpra essas regras porque não haveria de ser bloqueado também o Presidente dos Estados Unidos ? ... Se não sabe estar, respeitar ... bloqueado ...

Um não assunto portanto ...
As redes sociais precisam de ser reguladas urgentemente.

Não somos a China mas quando as redes são utilizadas por pedófilos, terroristas é preciso algum tipo de limites.
 

Daikan

Tribuna Presidencial
21 Agosto 2012
8,309
489
A economia é um ramo da filosofia, como é a psicologia e a sociologia por exemplo... É um disparate dizer que a filosofia não é ciência. O problema é que filosofia é a ciência do humanismo e os humanos tendem a ter dificuldae em se conhecer e reconhecer.

Aliás, eu até costumo dizer que só há duas ciências fundamentais, a Física e a filosofia (e se calhar só há uma mesmo, a física...), mas isto são contas de outro rosário.

Descartar o trabalho de Marx é não querer evoluir e descartar valor que, mesmo não concordandom está lá. Muitos dos que o fazem, ainda hoje veneram o Adam Smith que está bem mais desatualizado... Se o mundo fosse perfeito, não precisava de leis ou regras ou constituições. Se fizermos da natureza e da genética os fundamentos de tudo, então só há um sistema possível - a anarquia.. Então proque queremos ser melhores que a anarquia?

É falso que Marx descartou a natureza humana. É falso que Marx não teve em conta o "problema da ganância e ambição". Está lá, é preciso é lê-lo... Marx aliás é, em muitos aspectos, um dos que mais reduz o ser humano mais à sua essência, despido de mitologias como a religião. Já Adam Smith, por exemplo, nunca consegue dissociar-se do mundo cristão em que vivia, como se fizesse parte das regras.

Considero q o mundo nunca viveu uma verdadeira experiencia marxista. o Marxismo foi construído como uma teoria global, só funcionaria (mesmo em teoria) se todo o mundo funcionasse com essas mesmas regras. Por isso é que Marx apelou a um renascimento global, um awareness pragmático despido de mitologias, o ser humano pelo ser humano. Ele próprio sabia que dificilmente conseguiria atingir o niveis de produtividade do capitalismo.

Mesmo o comunismo que tivemos implementado no mundo, mesmo sendo uma perversão do Marxismo, altamente imperfeito como vimos, "funcionou" a certo ponto. A determinada altura, ali nos anos 60 e 70, parecia que o mundo poderia "virar" e foi então que as ops ocidentais tipo Gladio entraram em ação. É preciso é entender bem as razões dessa expansão comunista. É que a Rússia, ou se quiserem a URSS, precisava de mercado, precisava de ter relações económicas com outros, precisava de mundo dentro do mesmo nivel de produtividade. A Rússia só venceria uma guerra fria pelos números, tendo mais mercado que os países capitalistas. Logo, tinha grandes dificuldades em fazer esse tipo de guerra, com menos dinheiro.. Era impossivel lutar com os EUA e companhia com aquelas armas. Foi, de certa maneira, um paradoxo.

A guerra fria foi mais do que um combate entre ideologias e estilos de vida. Foi também, e talvez acima de tudo, um combate económico.

Da mesma maneira, experiencias novas de comunismo tipo Venezuela, são inuteis! Aquilo não tem hipotese de ir a lado nenhum... Porque o mundo isola-os e eles não conseguem ter relações economicas normalizadas.
 
  • Like
Reações: Czarli9

Daikan

Tribuna Presidencial
21 Agosto 2012
8,309
489
Só mais uma coisa... banha da cobra é esta corrente atual da psicologia da “felicidade”, da happy economics... isso sim, é q é banha da cobra a sério! É uma especie de resposta do status quo à subida do ateísmo. É preciso um meio de controlo. Antes lias a biblia, agora lês livros de auto-ajuda... hehehe
 

J | [Ka!s3r^].

Tribuna
7 Abril 2012
2,920
886
@Daikan A filosofia não é uma ciência, e isso nem sequer é alvo de discussão no meio académico ou consiste disputa entre filósofos e cientistas. Nem menoriza em nada a importância da filosofia. Tão pouco as ciências sociais referidas são ramos da filosofia, por importante que esta tenha sido no desenvolvimentos do trabalho científico.


As diversas áreas da ciência, quer sejam naturais ou sociais, definem-se pelos seus objectos de estudo e pelos métodos que utilizam para conhecê-los. Produzem, pela aplicação do método científico (havendo diferenças entre os processos de investigação da realidade e de produção de conhecimento utilizados nas ciências naturais e nas ciências sociais), conhecimento científico. A finalidade da filosofia não passa pela produção de conhecimento científico, tão pouco utiliza o seu método, pelo que é uma área de actividade humana e de conhecimento fundamentalmente distinta do que se compreende hoje por ciência. Isto não significa que a filosofia tenha menor validade ou que não seja um domínio onde impera a razão e a lógica, razão e lógica que utiliza na reflexão sobre a realidade, o conhecimento, o pensamento e a linguagem, valores éticos e estéticos, etc., etc., etc. Em todo o caso, um imperativo kantiano não é um enunciado científico, não é ciência. Nem se deverá, ainda que possa ser tentador ao senso comum, empurrar a filosofia para o campo das ciências sociais, muitas vezes menorizadas.
 
Última edição: