Videojogos - Geral

Neiva

Tribuna Presidencial
1 Dezembro 2013
6,483
6,914
Conquistas
1
Porto
  • Alfredo Quintana

Di Charis

Tribuna Presidencial
23 Abril 2012
6,338
1,529
Talvez, mas eu acho que o Last of US 2 é mesmo assim um bom jogo, e pessoalmente não me importo muito com a história embora respeite quem entenda o contrário (porque ninguém é obrigado a gostar da mesma), mas simplesmente parece-me que a história do Last of Us estava completa no jogo original, não é o tipo de jogo em que nada se perde quando se entende fazer uma sequela.

Tendo dito isso, se não houvesse o Ghost of Tsushima eu até era capaz de entender o prémio de melhor do ano (que mais não seja pela qualidade de produção e porque também não vejo muito mais concorrência), mas ao existir o jogo surpreende-me que não tenha sido uma escolha quase consensual, ou é pelo impacto que o primeiro Last of Us teve e pela expectativa que uma sequela gerou, ou será mesmo pelo que referes.
penso que acertaste na mouche.
O Last of us 2 seria um excelente jogo - mesmo com as opções narrativas que posso gostar ou não - se existisse independente, se não fosse uma sequela.

O Ghost of Tsushima, que não é perfeito, é na minha opinião superior, gostando ou não da conclusão, esta tem o impacto que o Last of Us 2 não te deixa ter.
 
  • Like
Reações: Dias_21

Dragoness

Bancada lateral
7 Junho 2017
835
315
Conquistas
1
  • Deco
eu só jogo no PC precisamente por causa do rato + teclado...
para mim é o motivo principal, os gráficos até é o que menos interessa..

isto apesar de ter crescido a jogar Ps..

mas isto é mesmo tudo uma questão de preferência..
Eu prefiro o PC basicamente por todas as razões e mais algumas, mas concordo que uma consola acaba por ser mais conveniente em certas ocasiões.
Se quiser jogar de comando, basta ligá-lo ao PC. Ainda tenho um da Logitech comprado à imenso tempo. De qualquer forma prefiro sempre rato + teclado.
 
  • Like
Reações: Cheue

Hermetic

Bancada central
22 Maio 2011
1,536
6
36
Peso da Régua, 1984
Vou entrar na “discussão”

Sempre usei PC para jogar, mas por falta de espaço e tempo de jogo( o dinheiro que tinha investido no PC, para o tempo que passava a jogar ) decidi que se calhar ir para a consola não era mal pensado, estava ligada à Tv e de vez em quando fazia uns jogos.

Realmente foi óptimo para nunca mais jogar, os tempos de loading fez me lembrar o meu velhinho Sepectrum, que dava para ir fumar e beber café enquanto carregava o jogo e em termos de gráficos deixa imenso a desejar.

Estou a falar de jogos que comprei para a PS4 pro que tinha no PC.

Resumindo a consola é fixe para gastar tempo a jogar, é mais prática que o PC.

Mas para quem dá valor aos jogos pela experiência de jogo não há como o PC.

Não se pode comparar os preços das consolas e dos PCS as propostas são completamente diferentes.

É como uns phones de 20 euros e uns de 400. Ambos servem para ouvir música, mas uma coisa não têm nada a ver com outra.


P.S em relação aos comandos para PC podem usar todos, já usei o da PS4 o da XBOX ou o comomando XBOX pro que é qualquer coisa de fenomenal.
 

Absolution

Tribuna
2 Julho 2018
2,634
3,810
Andava a ver nas internets quanto custaria um PC se fosse construído com o harware que a PS5 leva.

Cheguei a isto


PS5 Build (Round 1)
@Neiva gostava que comentasses isto!
 

Neiva

Tribuna Presidencial
1 Dezembro 2013
6,483
6,914
Conquistas
1
Porto
  • Alfredo Quintana
@Neiva gostava que comentasses isto!
Amigo, esse PC é muito superior à PS5. A RTX 3070 nem sequer joga na mesma liga que a gráfica da PS5, tem quase o dobro dos teraflops. Uma Ryzen 7 3700X também é mais potente do que o CPU da PS5. 1TB de SSD também te dá mais armazenamento que o disco da PS5 (que depois de retirado todo o espaço do firmware te deve dar uns ~600 GB de sobra). E pagar 185 dolares por uma motherboard desse calibre? A B450 já é competitiva com a PS5 e fica-te abaixo dos 100... E ainda metes aí o preço da licença do Windows. lol

Isso já não é construir um PC para competir com uma PS5, é construir um PC vários patamares acima.

Tal como disse no comentário mais longo que escrevi há umas páginas atrás, construir um PC a partir do zero é obviamente mais caro do que comprar uma PS5, em particular porque a Sony perde dinheiro em cada consola vendida face aos custos do hardware da própria consola. A margem de lucro deles está nos serviços e nos jogos, que é depois onde vais recuperar o dinheiro todo do PC.
 

Absolution

Tribuna
2 Julho 2018
2,634
3,810
Amigo, esse PC é muito superior à PS5. A RTX 3070 nem sequer joga na mesma liga que a gráfica da PS5, tem quase o dobro dos teraflops. Uma Ryzen 7 3700X também é mais potente do que o CPU da PS5. 1TB de SSD também te dá mais armazenamento que o disco da PS5 (que depois de retirado todo o espaço do firmware te deve dar uns ~600 GB de sobra). E pagar 185 dolares por uma motherboard desse calibre? A B450 já é competitiva com a PS5 e fica-te abaixo dos 100... E ainda metes aí o preço da licença do Windows. lol

Isso já não é construir um PC para competir com uma PS5, é construir um PC vários patamares acima.

Tal como disse no comentário mais longo que escrevi há umas páginas atrás, construir um PC a partir do zero é obviamente mais caro do que comprar uma PS5, em particular porque a Sony perde dinheiro em cada consola vendida face aos custos do hardware da própria consola. A margem de lucro deles está nos serviços e nos jogos, que é depois onde vais recuperar o dinheiro todo do PC.
Como podes dizer que este PC é superior à PS5 se é construído com os mesmos componentes ou equivalentes?

P. S. - Esta tabela não é de minha autoria mas sim dum site. PCWorld, julgo eu!
Vale o que vale mas acho que vale mais do que a opinião de qualquer um de nós!
 
Última edição:

bertobrb

Tribuna Presidencial
25 Maio 2019
7,421
9,103
Conquistas
6
  • Alfredo Quintana
Amigo, esse PC é muito superior à PS5. A RTX 3070 nem sequer joga na mesma liga que a gráfica da PS5, tem quase o dobro dos teraflops. Uma Ryzen 7 3700X também é mais potente do que o CPU da PS5. 1TB de SSD também te dá mais armazenamento que o disco da PS5 (que depois de retirado todo o espaço do firmware te deve dar uns ~600 GB de sobra). E pagar 185 dolares por uma motherboard desse calibre? A B450 já é competitiva com a PS5 e fica-te abaixo dos 100... E ainda metes aí o preço da licença do Windows. lol

Isso já não é construir um PC para competir com uma PS5, é construir um PC vários patamares acima.

Tal como disse no comentário mais longo que escrevi há umas páginas atrás, construir um PC a partir do zero é obviamente mais caro do que comprar uma PS5, em particular porque a Sony perde dinheiro em cada consola vendida face aos custos do hardware da própria consola. A margem de lucro deles está nos serviços e nos jogos, que é depois onde vais recuperar o dinheiro todo do PC.
Não importa o quão potente é o hardware, mas sim a optimização. O quão eficientemente correm os jogos, independentemente do hardware. Para contruires um PC que corra jogos tão bem como a PS5, tens que comprar hardware superior, e esperar que não tenhas problemas como frametimes inconsistentes.
Para contruires algo equivalente à capacidade da PS5, precisas, no mínimo, de uma placa de 400/500 euros. Juntas o resto e, para jogar jogos AAA casualmente, o PC, simplesmente, não compensa o investimento monetário.
 
  • Like
  • Haha
Reações: Neiva e Absolution

Dias_21

Tribuna Presidencial
17 Janeiro 2018
6,236
5,633
Conquistas
5
Maia
  • Alfredo Quintana
O jogo é bom mas não acho que esteja ao nível do primeiro, é um tipo de jogo em que se perde alguma da magia com uma sequela, achei o Ghost of Tsushima uma experiência melhor e surpreende-me que não tenha sido o escolhido, suspeito que terá sido pelo impacto que o primeiro Last of US ainda tem em quem decide essas coisas.
Odiei o The Last of Us 2. A forma como violou a história de um dos meus jogos preferidos...simplesmente terrível. Só não parti a caixa porque ainda deu para render uns trocos.

Ganhou pela componente política e a cultura woke. Nada mais. Ghost of Tsushima ou Doom Eternal, bem melhores para mim
 

J | [Ka!s3r^].

Tribuna
7 Abril 2012
3,440
1,632
Conquistas
1
  • Alfredo Quintana
The Last Of Us II colocou a nu alguns preconceitos. Seria perfeitamente legítimo, aceitável, compreensível... criticar as opções narrativas tomadas pelos responsáveis da Naughty Dog, que preteriu a fórmula vencedora do primeiro jogo e a ligação entre os seus protagonistas a favor de uma história radicalmente distinta. Imagino que a grande maioria dos jogadores preferiria retomar a companhia de Ellie e Joel, num jogo cuja acção se centrasse nessas personagem e desenvolvesse a sua relação. Compreende-se esta grande decepção, tal como a desilusão relativamente a outras escolhas inusitadas face às personalidades das próprias personagens. Já se torna mais difícil compreender a crispação gerada pela fisionomia de uma das personagens ou a orientação sexual de outra, aspectos que causaram polémica e foram alvo de crítica na comunidade dos videojogos.
 
  • Like
Reações: bertobrb

Absolution

Tribuna
2 Julho 2018
2,634
3,810
Não importa o quão potente é o hardware, mas sim a optimização. O quão eficientemente correm os jogos, independentemente do hardware. Para contruires um PC que corra jogos tão bem como a PS5, tens que comprar hardware superior, e esperar que não tenhas problemas como frametimes inconsistentes.
Para contruires algo equivalente à capacidade da PS5, precisas, no mínimo, de uma placa de 400/500 euros. Juntas o resto e, para jogar jogos AAA casualmente, o PC, simplesmente, não compensa o investimento monetário.
Optimização. A palavra chave de toda a discussão.

Sinto que a malta que é PC master race fan (e já tive esta discussão com mais gente) olha para a concepção de uma consola como a de um PC: tentar colocar o melhor hardware possível numa caixa toda catita.

Esquecem-se completamente que a idealização e desenvolvimento de uma consola leva 3/4 anos pois há um enorme trabalho por parte de engenheiros de topo na área para tirar o máximo partido do hardware disponível.
O pessoal pensa que montar uma PS5 é ir ao Novo Atalho, comprar a melhor gráfica, cpu, ram e encaixar tudo tipo Legos.

Errado. Tudo tão errado.

E depois há sempre aquela parte do sobranceirismo tão típico nos demais: Achar que com 800€ no bolso, site do PC Diga aberto e no espaço de pouco mais de meia hora conseguimos ser mais capazes na montagem duma máquina de jogos do que uma equipa super profissional de engenheiros que estão meia dúzia de anos fechados em laboratórios a trabalhar na criação de uma consola.

Mas o segredo está na optimização. Na conjugação de hardware - muito dele criado exclusivamente para a consola - para exponenciar ao máximo a capacidade da máquina, no software única e exclusivamente criado para aquele propósito, e um sem número de coisas que me foge e sempre fugirá à compreensão.

Uma consola é montada por engenheiros; um PC é, na melhor das hipóteses, por um técnico.
 

Tiagotg999

Tribuna Presidencial
19 Maio 2016
7,327
6,031
30
Vila Das Aves
Meus caros, precisava de uma ajudinha, antes que mande a minha recente aquisição pela janela fora.

Comprei um portátil ASUS com as seguintes specs:
i5-1035G1
8 GB RAM
1TB SATA 5400RPM + HDD 256GB
NVIDIA® GeForce® MX330

Antes de o comprar, corri todos os testes para ver se corria os jogos da moda atuais e corre mesmo aqueles mais "puxados" consegue correr no mínimo.

A questão que me está a comer o caco é que seja quais forem as definições de qualidade que coloque (mínimo/médio/máxima), especificamente no FIFA20 e PES21, os jogos correm como manteiga durante dois minutos e depois começa a travar como se estivesse a correr no computador do tio da aldeia e a "crashar" a nível do som.

Mais intrigado fico, quando noutros jogos corre suavemente e sem stress, e por exemplo, o meu longínquo computador de 2012 corria o FIFA20 como se nada fosse e era bem inferior a este.

Já li algures que pode ser dos próprios jogos, mas tanto o FIFA como o PES já foram desinstalados e instalados novamente e acontece a mesma coisa.

Alguma alma me ajuda? Quero matar a traça da bola virtual.
 

Soares

Tribuna
5 Janeiro 2015
3,076
407
TLOU part2 tomou o caminho mais difícil ao contrário da série Uncharted, fez o que nunca nenhum grande titulo fez até hoje e por isso é que foi GOTY. Matou a personagem principal na sequela, fazendo te odiar uma personagem e depois jogar com ela. Fez te sair da tua zona de conforto , para os jogadores perceberem que muitas das vezes os "vilões" não passam de fantasmas, por uma questão de prespetiva. Eu percebo quem quisesse uma experiencia igual ao primeiro, ou que simplesmente não goste da direção da história. Já não consigo perceber é o hate, hate a um jogo que tecnicamente é muitíssimo melhor que o anterior, e que tem talvez a par do uncharted as personagens mais reais da industria.
 
Última edição:
  • Like
Reações: bertobrb

bertobrb

Tribuna Presidencial
25 Maio 2019
7,421
9,103
Conquistas
6
  • Alfredo Quintana
TLOU part2 tomou o caminho mais difícil ao contrário da série Uncharted, fez o que nunca nenhum grande titulo fez até hoje e por isso é que foi GOTY. Matou a personagem principal na sequela, fazendo te odiar uma personagem e depois jogar com ela. Fez te sair da tua zona de conforto , para os jogadores perceberem que muitas das vezes os "vilões" não passam de fantasmas, por uma questão de prespetiva. Eu percebo quem quisesse uma experiencia igual ao primeiro, ou que simplesmente não goste da direção da história. Já não consigo perceber é o hate, hate a um jogo que tecnicamente é muitíssimo melhor que o anterior, e que tem talvez a par do uncharted as personagens mais reais da industria.
O hate é criancice porque mataram o Joel, mas principalmente, porque a Abby tem aparência masculina e a Ellie tem uma namorada.
Antes de sair o jogo ouvi os leaks e as opiniões e entrei para o jogo com uma mentalidade negativa, que mudou passado umas horas de gameplay, e ensinou-me a não ligar a opiniões de terceiros, e a tirar primeiro as minhas elações.
A história foi incrível, fez-me pensar e questionar os meus sentimentos de uma forma que mais nenhum jogo me fez sentir. No início odiava a Abby, depois simpatizei com ela, e até hoje, ainda não me decidi quem é pior pessoa, se a Ellie ou a Abby, ou se o Joel merecia morrer, ou o que eu faria no lugar da Abby ou da Elie. Das melhores histórias da história dos videojogos, para mim, superior ao primeiro.
Para além disso, tecnicamente é obra prima. Um milagre um jogo desta escala correr praticamente na perfeição da PS4.
Uma das poucas e cada vez mais raras obras primas do mundo dos jogos.
 

Sakamoto

Tribuna Presidencial
25 Maio 2017
12,355
7,460
Conquistas
3
  • Março/20
  • José Mourinho
  • Jardel
acabei há bocado o Cyberpunk2077

mediano/medíocre...

mesmo descontando os problemas com bugs, performance, Ai, etc...
Fdx, que desilusão. Eu vou jogá-lo, eventualmente, mas já estou a ver que vai ser muito lá para a frente e já na 5.