Will Sheehey

Estado
Não está aberto para novas respostas.

STEMPIN

Bancada central
10 Maio 2016
1,838
119
Jogador muito polivalente e com uma capacidade física invejável, para além de um historial muito interessante.

Também me parece uma muito boa contratação, gosto.

Bem vindo!
 

Raba

Tribuna Presidencial
13 Junho 2013
5,010
1,226
Conquistas
1
  • Campeão Nacional 19/20
Não sou um profundo conhecedor de basket, mas o Sheehey parece-me um dos melhores jogadores que já vi no nosso campeonato.
 

Pombal

Tribuna Presidencial
3 Abril 2010
14,364
699
Conquistas
1
  • Setembro/16
O Sheehey não é um craque, mas tem muita tarimba e um grande QI basquetebolistico. Além disso, não tem grandes pontos fracos.

Se fizermos um paralelo com o Gilbert, se este tivesse a experiência e a inteligência do Sheehey, seria um jogador para os melhores campeonatos europeus.
 

elnino_diogo

Tribuna Presidencial
19 Junho 2012
6,886
0
joaoalvercafcp disse:
http://www.fcporto.pt/pt/Pages/fc-porto.aspx

WILL HANLEY É O MVP DA DÉCIMA JORNADA DA LIGA DE BASQUETEBOL

Poste norte-americano ficou a uma assistência de assinar um triplo-duplo frente ao Eléctrico

Will Hanley é o jogador mais valioso (MVP) da décima jornada da Liga portuguesa de basquetebol, que terminou no domingo. No sábado, o poste conseguiu números fantásticos na receção ao Eléctrico (116-60): 12 pontos, dez ressaltos, nove assistências, três roubos de bola, um desarme de lançamento e quatro faltas provocadas. Esta prestação valeu-lhe 33.5 pontos de valorização.

O norte-americano – que foi considerado MVP pela segunda vez esta época, depois do jogo em casa com o Galitos – ficou assim muito perto de um raríssimo triplo-duplo.
Não devia estar no tópico do Will Hanley?
 

Celta7

Tribuna Presidencial
9 Março 2012
5,188
95
Nos últimos 5 jogos para o campeonato marcou 29, 22, 26, 19 e 25 pontos. Não esperava nada este tipo de números principalmente quando se sabe que o Moncho não gosta de dar mais de 25 \ 30 minutos por jogo aos jogadores mais importantes.

Tem sido o jogador mais importante no ataque. Tem apenas de melhorar a defesa. Ele e muitos outros...



 

Pombal

Tribuna Presidencial
3 Abril 2010
14,364
699
Conquistas
1
  • Setembro/16
Vou ter de me contradizer aqui, o Sheehey está cada vez melhor. Alem do QI, aquele jump shot a 4 ou 5 metros do cesto é indefensável, e com eficiência de quem está a jogar sem oposição.
 

pensador

Tribuna
29 Maio 2015
4,729
132
Não sou especialista mas acho que se o Porto tivesse mais 1 ou 2 jogadores deste nivel e seria o principal candidato. Que jogador.
 

fcp79

Tribuna Presidencial
18 Março 2012
5,135
68
Cada vez melhor, convém lembrar que já esteve inclusive lesionado.

Dos melhores que passaram por cá sem qualquer dúvida.
 

STEMPIN

Bancada central
10 Maio 2016
1,838
119
Entrevista – Will Sheehey

É um dos jogadores a actuar em Portugal com o currículo mais vasto, campeão em título da D-League e partilhou o quarto com um All-Star da NBA. Falamos de Will Sheehey, o melhor marcador do FC Porto e um dos destaques da Liga PLACARD. Fiquem a conhecer a carreira do extremo do FC Porto formado na Universidade de Indiana.

1) És filho do Michael Sheehey que jogou em Syracuse e o teu tio jogou em Virginia e foi escolhido no draft pelos Boston Celtics, é seguro dizer que o Basquetebol corre nas tuas veias?

O Basquetebol está definitivamente no meu sangue! O sonho de todas as crianças quando começam a jogar é serem profissionais e eu tenho a sorte de poder viver esse sonho.

2) Jogaste 4 anos em Indiana, foste ao torneio da NCAA em 2012 e 2013 e, no teu ano de sénior, foste nomeado capitão dos Hoosiers. O que nos podes dizer acerca da tua carreira universitária?

Jogar em Indiana também fazia parte do meu sonho enquanto criança. O Basquetebol e os fãs são incríveis e os meus companheiros de equipa são amigos que levo para a vida. Jogar o torneio da NCAA não se compara a qualquer outra competição que exista no mundo. Tive ainda a oportunidade de jogar algumas vezes contra o Sasa (Borovnjak) enquanto ele estava em Penn State.


Will Sheehey com Christian Watford, Victor Oladipo, Jordan Hulls e Cody Zeller durante o torneio da NCAA de 2012.

3) Esta é uma pergunta que não podemos passar à frente… Jogaste com alguns rapazes que conseguiram chegar à NBA como o Yogi Ferrel, COdy Zeller, Spencer Dinwiddie, Doug McDermott e, o mais que merecido All-Star, Victor Oladipo. Podemos dizer que o mais mediático de todos é o Oladipo que tem sido uma das sensações da época no seu regresso a Indiana. Algumas vez pensaste que o Victor Oladipo chegaria a este nível? O que nos podes dizer dele e do tempo que passaram juntos nos Hoosiers?

O Victor é um dos jogadores mais trabalhadores com quem tive a oportunidade de jogar. Com as suas incríveis capacidades atléticas era apenas uma questão de tempo até ele se tornar no jogador que é hoje. O Victor e eu fomos companheiros de quarto no meu primeiro ano em Indiana, partilhamos grandes experiências juntos. Ele é um excelente jogador e uma pessoa ainda melhor.

4) Trabalhaste com o Tom Crean em Indiana, um treinador que revitalizou o programa dos Hoosiers. Também foste treinado pela lenda do basquetebol universitário e ex-jogador da NBA Jerry Stackhouse. Agora, sobre a orientação de Moncho López, que apresenta um fantástico currículo, inclusive o comando técnico da selecção espanhola… O que nos podes dizer acerca da experiências de ser treinado por Moncho e Rui Gomes?

Tenho tido a sorte de jogar para os melhores treinadores do mundo. Todos os anos consigo aprender mais sobre o jogo em si e este ano não é diferente. Já aprendi muito e continuo a aprender todos os dias. É óptimo ter treinadores que saibam tanto sobre Basquetebol e que queiram partilhar o seu conhecimento com as equipas que treinam, é assim que funciona com o Moncho e com o Rui.


Will Sheehey envergou a camisola #12 nos Raptors 905 da D-League.

5) Jogaste dois anos na D-League (G-League). Na última época com os Raptors 905 tiveste médias 10.3 pontos, 2.0 assistências e 3.3 ressaltos enquanto lançaste 48.5% de campo e 35.2% da linha dos 3 pontos em 38 jogos realizados. Infelizmente, falhaste os últimos jogos da época com o ombro direito deslocado. Como é que foi o processo de recuperação depois da lesão? Como foi a experiência de jogar na D-League e vencer o título?

A lesão foi terrível mas podia ter sido bem pior. Foi difícil porque trabalhei imenso durante toda a época e não fui capaz de jogar nos playoffs foi frustrante para mim. No entanto, fiquei feliz por poder contribuir e ganhar um campeonato para a cidade de Toronto.

6) És o líder do FC Porto no que diz respeito à marcação de pontos (quase 20 por jogo) e és um dos jogadores mais eficientes da LPB ao lançar na casa do 60% de campo e 55% da linha de 3 pontos. Certamente é uma das melhores épocas da tua carreira. Como tem sido a experiência de viver e jogar em Portugal?

Os treinadores e os meus colegas de equipa são a principal razão para eu jogar como o tenho feito esta época. A oportunidade e a confiança dos treinadores e dos meus colegas é fantástica. Quero apenas continuar a trabalhar muito e ajudar a equipa a alcançar o objetivo principal de vencer o campeonato.


Sheehey em acção na FIBA Europe Cup.

7) Depois de um mau começo, o FC Porto começou a tornar-se mais coeso e está actualmente na 3ª posição da LPB. Esse bom momento culminou na vitória diante do SL Benfica onde foste considerado o MVP da partida (24 pontos a lançar 91% de campo). Estando a par da rivalidade entre FC Porto e SL Benfica, principalmente por serem duas das melhores equipas do país, como foi jogar esse jogo? Como é que te preparas para os jogos grandes?

No meu caso, tenho sempre a mesma abordagem em todos os jogos e em todos os treinos, portanto foi apenas mais um jogo para mim… Apenas trabalho forte e o resto vem por acréscimo.

8) “Há poucos seres humanos que caminham na Terra e são mais competitivos que o Will Sheehey” – esta é uma afirmação do teu treinador Adam Ross em Sagemont (High School). O que é que nós e os adeptos portistas podem esperam do Will Sheehey nos Playoffs da LPB?

Como a maioria das pessoas, adoro ganhar e estou disposto a trabalhar em prol das vitórias da nossa equipa. Vou continuar a confiar nos meus treinadores, nos planos de jogo e, com a quantidade de trabalho que temos feito, certamente vamos estar preparados.


Will Sheehey nos festejos dos Indiana Hoosiers depois da vitória sobre os Kentucky Wildcats em 2011.

9) Foste o Big Ten 6th Man of the Year (escolhido pelos treinadores), escolhido para representar a selecção norte-americana as Universíadas de 2013, capitão dos Indiana Hoosiers (2013/2014), campeão da D-League na época passada. Tens um currículo e tanto… Qual é a “receita” para tanto sucesso?

Penso que é trabalharmos forte e dedicarmos-nos totalmente a um objectivo. É verdadeiramente um estilo de vida. Tens de pensar em tudo aquilo que fazes e perguntar-te se isso te vai ajudar a ser um jogador melhor.

10) Depois de jogares no Montenegro, na Grécia, em Portugal e Estados Unidos e com apenas 26 anos, qual é o próximo passo na tua carreira? O que é que esperas ainda conquistar?

Quero ajudar o Porto a conquistar o máximo de títulos possíveis! Tenho a sorte de poder viajar pelo mundo enquanto jogo basquetebol, portanto quero continuar a fazer isso enquanto o meu corpo me permitir.


Will Sheehey e Larry Bird. A lenda da NBA é um dos jogadores favoritos do extremo “azul e branco”.

7 perguntas, 7 respostas rápidas!
1) Jogador favorito?
Manu Ginobili

2) Equipa favorita da NBA?
Portland Trail Blazers

3) Quem vence a NCAA este ano?
Indiana Hoosiers

4) Qual foi o jogador mais díficil de defender?
Victor Oladipo

5) Qual foi o treinador mais importante que tiveste?
O meu Pai

6) Qual é o teu 5 ideal?
Kyrie Irving, Manu Ginobili, Lebron James, Dirk Nowitzki, Anthony Davis

7) Quem é o GOAT?
Larry Bird

https://lancelivre.pt/entrevista-will-sheehey/
 

elnino_diogo

Tribuna Presidencial
19 Junho 2012
6,886
0
STEMPIN disse:
Entrevista – Will Sheehey

É um dos jogadores a actuar em Portugal com o currículo mais vasto, campeão em título da D-League e partilhou o quarto com um All-Star da NBA. Falamos de Will Sheehey, o melhor marcador do FC Porto e um dos destaques da Liga PLACARD. Fiquem a conhecer a carreira do extremo do FC Porto formado na Universidade de Indiana.

1) És filho do Michael Sheehey que jogou em Syracuse e o teu tio jogou em Virginia e foi escolhido no draft pelos Boston Celtics, é seguro dizer que o Basquetebol corre nas tuas veias?

O Basquetebol está definitivamente no meu sangue! O sonho de todas as crianças quando começam a jogar é serem profissionais e eu tenho a sorte de poder viver esse sonho.

2) Jogaste 4 anos em Indiana, foste ao torneio da NCAA em 2012 e 2013 e, no teu ano de sénior, foste nomeado capitão dos Hoosiers. O que nos podes dizer acerca da tua carreira universitária?

Jogar em Indiana também fazia parte do meu sonho enquanto criança. O Basquetebol e os fãs são incríveis e os meus companheiros de equipa são amigos que levo para a vida. Jogar o torneio da NCAA não se compara a qualquer outra competição que exista no mundo. Tive ainda a oportunidade de jogar algumas vezes contra o Sasa (Borovnjak) enquanto ele estava em Penn State.


Will Sheehey com Christian Watford, Victor Oladipo, Jordan Hulls e Cody Zeller durante o torneio da NCAA de 2012.

3) Esta é uma pergunta que não podemos passar à frente… Jogaste com alguns rapazes que conseguiram chegar à NBA como o Yogi Ferrel, COdy Zeller, Spencer Dinwiddie, Doug McDermott e, o mais que merecido All-Star, Victor Oladipo. Podemos dizer que o mais mediático de todos é o Oladipo que tem sido uma das sensações da época no seu regresso a Indiana. Algumas vez pensaste que o Victor Oladipo chegaria a este nível? O que nos podes dizer dele e do tempo que passaram juntos nos Hoosiers?

O Victor é um dos jogadores mais trabalhadores com quem tive a oportunidade de jogar. Com as suas incríveis capacidades atléticas era apenas uma questão de tempo até ele se tornar no jogador que é hoje. O Victor e eu fomos companheiros de quarto no meu primeiro ano em Indiana, partilhamos grandes experiências juntos. Ele é um excelente jogador e uma pessoa ainda melhor.

4) Trabalhaste com o Tom Crean em Indiana, um treinador que revitalizou o programa dos Hoosiers. Também foste treinado pela lenda do basquetebol universitário e ex-jogador da NBA Jerry Stackhouse. Agora, sobre a orientação de Moncho López, que apresenta um fantástico currículo, inclusive o comando técnico da selecção espanhola… O que nos podes dizer acerca da experiências de ser treinado por Moncho e Rui Gomes?

Tenho tido a sorte de jogar para os melhores treinadores do mundo. Todos os anos consigo aprender mais sobre o jogo em si e este ano não é diferente. Já aprendi muito e continuo a aprender todos os dias. É óptimo ter treinadores que saibam tanto sobre Basquetebol e que queiram partilhar o seu conhecimento com as equipas que treinam, é assim que funciona com o Moncho e com o Rui.


Will Sheehey envergou a camisola #12 nos Raptors 905 da D-League.

5) Jogaste dois anos na D-League (G-League). Na última época com os Raptors 905 tiveste médias 10.3 pontos, 2.0 assistências e 3.3 ressaltos enquanto lançaste 48.5% de campo e 35.2% da linha dos 3 pontos em 38 jogos realizados. Infelizmente, falhaste os últimos jogos da época com o ombro direito deslocado. Como é que foi o processo de recuperação depois da lesão? Como foi a experiência de jogar na D-League e vencer o título?

A lesão foi terrível mas podia ter sido bem pior. Foi difícil porque trabalhei imenso durante toda a época e não fui capaz de jogar nos playoffs foi frustrante para mim. No entanto, fiquei feliz por poder contribuir e ganhar um campeonato para a cidade de Toronto.

6) És o líder do FC Porto no que diz respeito à marcação de pontos (quase 20 por jogo) e és um dos jogadores mais eficientes da LPB ao lançar na casa do 60% de campo e 55% da linha de 3 pontos. Certamente é uma das melhores épocas da tua carreira. Como tem sido a experiência de viver e jogar em Portugal?

Os treinadores e os meus colegas de equipa são a principal razão para eu jogar como o tenho feito esta época. A oportunidade e a confiança dos treinadores e dos meus colegas é fantástica. Quero apenas continuar a trabalhar muito e ajudar a equipa a alcançar o objetivo principal de vencer o campeonato.


Sheehey em acção na FIBA Europe Cup.

7) Depois de um mau começo, o FC Porto começou a tornar-se mais coeso e está actualmente na 3ª posição da LPB. Esse bom momento culminou na vitória diante do SL Benfica onde foste considerado o MVP da partida (24 pontos a lançar 91% de campo). Estando a par da rivalidade entre FC Porto e SL Benfica, principalmente por serem duas das melhores equipas do país, como foi jogar esse jogo? Como é que te preparas para os jogos grandes?

No meu caso, tenho sempre a mesma abordagem em todos os jogos e em todos os treinos, portanto foi apenas mais um jogo para mim… Apenas trabalho forte e o resto vem por acréscimo.

8) “Há poucos seres humanos que caminham na Terra e são mais competitivos que o Will Sheehey” – esta é uma afirmação do teu treinador Adam Ross em Sagemont (High School). O que é que nós e os adeptos portistas podem esperam do Will Sheehey nos Playoffs da LPB?

Como a maioria das pessoas, adoro ganhar e estou disposto a trabalhar em prol das vitórias da nossa equipa. Vou continuar a confiar nos meus treinadores, nos planos de jogo e, com a quantidade de trabalho que temos feito, certamente vamos estar preparados.


Will Sheehey nos festejos dos Indiana Hoosiers depois da vitória sobre os Kentucky Wildcats em 2011.

9) Foste o Big Ten 6th Man of the Year (escolhido pelos treinadores), escolhido para representar a selecção norte-americana as Universíadas de 2013, capitão dos Indiana Hoosiers (2013/2014), campeão da D-League na época passada. Tens um currículo e tanto… Qual é a “receita” para tanto sucesso?

Penso que é trabalharmos forte e dedicarmos-nos totalmente a um objectivo. É verdadeiramente um estilo de vida. Tens de pensar em tudo aquilo que fazes e perguntar-te se isso te vai ajudar a ser um jogador melhor.

10) Depois de jogares no Montenegro, na Grécia, em Portugal e Estados Unidos e com apenas 26 anos, qual é o próximo passo na tua carreira? O que é que esperas ainda conquistar?

Quero ajudar o Porto a conquistar o máximo de títulos possíveis! Tenho a sorte de poder viajar pelo mundo enquanto jogo basquetebol, portanto quero continuar a fazer isso enquanto o meu corpo me permitir.


Will Sheehey e Larry Bird. A lenda da NBA é um dos jogadores favoritos do extremo “azul e branco”.

7 perguntas, 7 respostas rápidas!
1) Jogador favorito?
Manu Ginobili

2) Equipa favorita da NBA?
Portland Trail Blazers

3) Quem vence a NCAA este ano?
Indiana Hoosiers

4) Qual foi o jogador mais díficil de defender?
Victor Oladipo

5) Qual foi o treinador mais importante que tiveste?
O meu Pai

6) Qual é o teu 5 ideal?
Kyrie Irving, Manu Ginobili, Lebron James, Dirk Nowitzki, Anthony Davis

7) Quem é o GOAT?
Larry Bird

https://lancelivre.pt/entrevista-will-sheehey/
Não sabia que ele tinha ido às olimpíadas com os States...

Universidade de Indiana (uma das minhas preferidas) (capitão)

Seleção dos EUA

D/g league (campeão)

Não vai dar para segurar pois não para a próxima época?
 
Estado
Não está aberto para novas respostas.