Autor Tópico: Politica Americana  (Lida 78421 vezes)

Online MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.953
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 11:21 • #33090
Então mas não era o novo Platão que ia cortar o mal pela raiz? Nem ia ceder a lobbys, nem establishments?
Fazer uma lista destas sem a Arábia Saudita só engana parolos e ignorantes. É só mais uma evidência do aldrabão que ele é.

Mas o sirmister, mesmo sem ter votado, foi um dos que foi enganado também. Continuam a dizer que foi uma vitória anti sistema de um fulano que concorreu por um partido e que venceu com as lacunas do distema eleitoral norte americano, e continua a ser o homem do povo mesmo que não exista um único representante da sociedade civil na casa branca e que se tenha voltado a meter bilionários e malta da goldman sachs a mandar naquilo. Não foi o único é verdade, e temos o caso de alguns que ainda vivem nessa mentira, ou realidade alternativa, já não sei. Não é preciso estar sempre a dizer o mesmo, eles nunca irão entender. Queres mais um exemplo?

http://observador.pt/2017/01/26/donald-trump-a-tortura-funciona-devemos-combater-o-fogo-estado-islamico-com-o-fogo/

Isto nem um ditador sul americano conseguia fazer melhor E digo mais, nunca deve ter sido tão fácil para o isis e al qaeda recrutar malta. É pura e simplesmente de loucos pensar que uma das maiores potências do mundo tem um grunho destes a comandar aquilo. E esta sensação que o establishment irá sempre efectuar os checks and balances é mais do mesmo, é o mesmo que aqueles que pensavam que as primárias seriam o máximo que ele iria obter porque o establishment irá como sempre nomear alguém do seu interesse. E de fé em fé entramos nesta perfeita desgraça que se aproxima. E se é verdade que nem todos os que votaram em hitler eram nazis, a verdade é cada um que votou nele acabou por ter culpa naquilo que se passou, mesmo que posteriormente alegasse a ignorância como desculpa. E este caso não será diferente, e a ignorância não pode ser desculpa. Quem votou neste arauto de um novo mundo terá que ser responsabilizado pelo que aí virá. E até podem vir coisas boas, todos sabemos o que a malta que não acredita em cientistas mas sim na sua "Fé" conseguem fazer.


Offline Drgon Sky

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 2.340
  • Desde: Jul 2015
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 20:52 • #86082
Charles Krauthammer quer Barack Obama preso.

Charles Krauthammer é um comentador político conservador.  Colocou a nu, mais uma das falcatruas do anterior Presidente Barack Obama e da sua administração.

Falou sobre o pagamento de 400 milhões de dollars do estado Americano ao Irão em troca da libertação de prisioneiros, Krauthammer disse e passo a citar:

"Eles tiveram que imprimir o dinheiro aqui, enviá-lo para a Suíça, transformá-lo em francos suíços e depois em euros e, em seguida, enviá-lo para o Irão.

Para todos aqueles que vivem a sua vida de forma legal, este processo parece-vos familiar?

Se não, então deixem-me preenchê-los com um pouco de ajuda Krauthammer com comentários adicionais sobre o assunto:

"Se uma empresa privada fez este tipo de coisas, isso é chamado de lavagem de dinheiro.
 O CEO estaria na cadeia agora. "

Krauthammer estava reagindo a um relatório do Wall Street Journal dizendo que o Departamento de Justiça se opôs à decisão do Departamento de Estado de fazer isso.

"Claro, que o Departamento de Justiça se opôs", disse Krauthammer. - Era ilegal.

O negócio era muito duvidoso desde o inicio até ao fim, porque foi transferido primeiramente dinheiro Americano para a Europa, convertido em Francos e enviado então por avião ao Irão.

http://conservativebrief.com/charles-krauthammer-wants-obama-arrested-video/


Offline sirmister

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 40.733
  • Desde: Mar 2008
  • Membro do Mês Abril/2019
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 21:10 • #74089
Curiosamente o país que tu tanto admiras e defendes tem a pena de morte. Mas como vivem na ilusão do grande sonho americano não importa. O que importa é impedir a entrada desses malditos muçulmanos para acalmar pessoas como tu. Aqueles que não têm dinheiro entenda-se, porque os outros esses são "welcome".. Já agora, já acreditas no muro ou ainda foram só os tolinhos que acreditaram que aquilo era para ser a sério?

Tu adoras a utopia, e adoras pensar no que gostavas que eu pensasse,e queres mesmo que isso seja verdade lol

Já no post atrás estavas a fazer considerações ridiculas sobre alguem que defendia a despenalização  do aborto, agora vens com essa patetice que eu admiro os USA muito bom..


Offline sirmister

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 40.733
  • Desde: Mar 2008
  • Membro do Mês Abril/2019
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 21:13 • #48087
Mas o sirmister, mesmo sem ter votado, foi um dos que foi enganado também. Continuam a dizer que foi uma vitória anti sistema de um fulano que concorreu por um partido e que venceu com as lacunas do distema eleitoral norte americano, e continua a ser o homem do povo mesmo que não exista um único representante da sociedade civil na casa branca e que se tenha voltado a meter bilionários e malta da goldman sachs a mandar naquilo. Não foi o único é verdade, e temos o caso de alguns que ainda vivem nessa mentira, ou realidade alternativa, já não sei. Não é preciso estar sempre a dizer o mesmo, eles nunca irão entender. Queres mais um exemplo?
.....

Muito bom 

Ao contrario de outros que não consegues interpretar nada de nada, por acaso acredito que não acreditas nas patetices que escreveste e até acho que ta bom.

Offline Philipp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 24.278
  • Desde: Jan 2015
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 21:27 • #91048
O Dortmund já enviou uma mensagem em resposta à assinatura do acordo para a construção do muro que vai separar os EUA do México.

Gostava que o FC Porto e, claro, outros grandes clubes e as principais Ligas Europeias seguissem este gesto. O futebol é o desporto mais popular em todo o mundo (apesar de ainda estar longe de ser o mais popular nos EUA) e por isso tem influencia e força suficiente para derrubar ou, pelo menos, criar uma onda adversa à presidência de Donald Trump.

Mas isto não devia ser apenas o futebol. Em muitas outras áreas poderiam-se fazer muito mais coisas para o efeito. Lembro-me do boicote de equipas da NBA a empresas ligadas ao Donald Trump. No nosso caso é complicado porque somos um clube pobre mas eu por exemplo nunca mais comprei produtos da New Balance.

Acho que ao redor do mundo devia haver esta sensibilização para boicotar todas as empresas que dessem apoio significativo ao Trump. Entre outras coisas. O futuro adivinha-se sombrio mas existe sempre alguma coisa que se possa fazer para tentar emendar ao máximo os erros, neste casos, dos EUA.

Offline Vlk

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 10.319
  • Desde: Jun 2014
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 21:37 • #18016
Boa ideia Phillip. Vamos fechar o Herrera dentro de um muro como forma de protesto.

Offline sirmister

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 40.733
  • Desde: Mar 2008
  • Membro do Mês Abril/2019
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 21:54 • #65036
Tinha que sobrar para o Hector.. tipico.

Offline Philipp

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 24.278
  • Desde: Jan 2015
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 21:54 • #99070
Já agora. O actor Shia LaBeouf organizou uma manifestação que se vai prolongar pelos próximos anos na cidade de Nova Iorque. Essa manifestação intitulada "He will not divide us" pode ser visualizada neste site:

http://www.hewillnotdivide.us/

Entretanto a policia prendeu o actor e a desculpa que deram foi que ele puxou o cachecol de outra pessoa. Isto é só para quem falava aqui à uns tempos do potencial ditatorial do Donald Trump.

Offline Drgon Sky

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 2.340
  • Desde: Jul 2015
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 22:25 • #20059
Foi o primeiro ato oficial do presidente Donald Trump sobre a questão do aborto.

Na segunda-feira, o novo presidente assinou um memorando presidencial que restabeleceu a política da "Cidade do México",  proibindo a ajuda norte-americana de qualquer grupo que ofereça ou "promova" o aborto no exterior dos Estados Unidos.

A política data de 1984, quando Ronald Reagan a revelou numa Conferência das Nações Unidas na Cidade do México. A versão Trump é ainda mais ampla do que as encarnações que os presidentes republicanos anteriores adoptaram.

É a resposta aos grupos progressistas e ONG's Pro-Aborto financiadas por George Soros, que recorrem á desumanização de bebes pré-nascidos para impulsionar as suas agendas para que possam justificar tratá-los como recusa e repulsa de forma a descartá-los, porque eles são considerados um inconveniente ou fardo.

Afinal quem ganha e perde com esta nova politica?

Quem perde  é Soros que promove o aborto em todo o mundo, pressiona os bispos católicos a serem progressistas.
Soros é muitas vezes chamado de "padrinho da esquerda", porque ele usa sua riqueza para apoiar causas de esquerda em todo o mundo. Tais esforços incluem financiamento de uma campanha de três anos para abolir as leis pró-vida em todo o mundo, especialmente na Irlanda.

Como Nielsen, que pesquisa Soros e seus aliados, relatou, de 2000 a 2014, Soros deu mais de 103 milhões de dollares para grupos de media em todo o mundo. 61 milhões de dollares para apoiarem os mercados que impulsionam a política liberal de imigração, o aumento do poder sindical, o "casamento" entre pessoas do mesmo sexo, a candidatura presidencial de Hillary Clinton e outras políticas de esquerda.

Durante as eleições presidenciais de 2016, a WikiLeaks revelou que Soros pagou 650.000 dollares em Abril de 2015 para financiar uma iniciativa para pressionar os bispos americanos para apoiarem as causas esquerdistas durante a visita do Papa aos EUA.

As realizações bem-sucedidas do projecto incluíram um "buy-in de bispos individuais para apoiar publicamente as mensagens de justiça económica e racial, a fim de começar a criar uma massa crítica de bispos alinhados com o Papa".

Soros tem derramado dinheiro em católicos para promover o aborto como um valor "católico". Este homem promove a Eugénia com base no Pro-aborto em vários países Africanos.

Quem ganha são os contribuintes Americanos.
 
Lamentavelmente, a justiça e a equidade para 'tudo' não se estende ao ventre, de modo que os filhos não nascidos possam gozar da mesma justiça e equidade para nascerem neste mundo, concedendo o mesmo direito inalienável à vida que nossas mães escolheram para nós.


Pro-abort billionaire George Soros gave nearly $90 million to feminist anti-Trump protest groups

https://www.lifesitenews.com/news/pro-abort-billionaire-george-soros-gave-nearly-90-million-to-feminist-anti
« Última modificação: 26/Jan/17, 22:31 por Drgon Sky »

Offline Drgon Sky

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 2.340
  • Desde: Jul 2015
Re: Politica Americana
26/Jan/17, 23:30 • #22076
O Mundo contra Trump ou George Soros contra Trump?

O casamento aparentemente contraditório entre um bilionário capitalista com grupos de esquerda desperta a seguinte pergunta: como um bilionário capitalista, especulador no mercado financeiro, decidiu financiar grupos de esquerda?

E por quê? Basicamente, porque muitos movimentos de esquerda não são necessariamente contra o capitalismo de George Soros, mas contra valores e princípios conservadores, base da civilização ocidental, que representam obviamente uma resistência aos anseios globalistas de Soros e de outros grandes capitalistas - tema muito pouco discutido e totalmente obscuro não só em Portugal.

O casamento aparentemente contraditório entre um bilionário capitalista com grupos de esquerda desperta a seguinte pergunta: como um bilionário, especulador do mercado financeiro, decidiu financiar grupos de esquerda? E por quê?
Para quem acompanha os textos de Olavo Carvalho ( http://olavodecarvalho.org/semana/0909digestoeconomico.html ) e Flávio Morgenstern, esse casamento entre os metacapitalistas e as esquerdas não traz grandes surpresas, pelo contrário, é perfeitamente compatível com os movimentos progressistas de hoje.

Segundo Morgenstern, o grande objectivo da esquerda é um mundo de paz entre as pessoas. Assim, para se alcançar a PAZ, na lógica esquerdista, seria necessário um Estado forte, além das fronteiras de um país, capaz de destruir todas as fontes de desigualdades na sociedade, seja ela racial, sexual ou até de salario. Mais do que isso, se tivéssemos um
Estado com controle absoluto sobre a sociedade, acima das forças locais de um país, não haveria motivos para as nações entrarem em guerra. E é exactamente aí que entra o Globalismo de Geroge Soros.

Teoria da conspiração?
O brilhante filósofo inglês, Roger Scruton (ver obra: Como ser um Conservador), nos diz que não. Segundo ele, a União Europeia foi criada justamente para ser um Estado acima dos governos locais a fim de evitar mais guerras na Europa. O ponto chave é que a união entre os povos não ocorreu de maneira espontânea, popular, de baixo para cima, mas imposta por uma agenda globalista onde as pessoas comuns não se vêm representadas pelas novas normas e leis impostas para a sociedade pelos burocratas de Bruxelas. A saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) só mostrou este descontentamento popular com a agenda globalista.

Se de um lado, a União Europeia é um exemplo real que nos ajuda a entender o Globalismo, por outro, a relação entre o financiamento dos globalistas (George Soros) com movimentos de esquerda não parece ser tão óbvia.

Por que é que a Fundação de George Soros financia ONGs, “colectivos” e movimentos que defendem ideologias que hoje caracterizam a nova esquerda (new left): feminismo, ideologia de género, black lives matter, gayzismo, abortismo, legalização das drogas, livres fronteiras para imigração, desarmamentismo, descriminalização da pedofilia, etc?

A razão é simples, muitos destes movimentos de esquerda não são necessariamente contra o capitalismo de George Soros, mas contra valores e princípios conservadores, base da civilização ocidental, que representam obviamente uma resistência aos anseios globalistas das famílias Soros, Rockfeller, Ford, entre outras.

Uma hipótese plausível é que para estes metacapitalistas colarem em prática seu projecto de governo global  é
necessário enfraquecer qualquer resistência a esse super governo. Evidentemente que todos os elementos defendidos pela direita, principalmente pelos conservadores, são uma resistência ao poder global, tais como a família, a religião judaico-cristã, os poderes locais, o respeito às tradições, aos costumes e à liberdade individual.
Por exemplo, é muito difícil um governo moldar um comportamento numa sociedade em que os valores são transmitidos pela família ou pelo convívio social, e não pelo Estado. Na mesma linha, é quase impossível um governo impor sua agenda diante de costumes e tradições tão enraizadas na sociedade. Em outras palavras, estes elementos conservadores (como Trump) representam uma resistência a qualquer tentativa de CONTROLE de governos sobre a sociedade civil.

Por isso, é perfeitamente compreensível que George Soros, um super capitalista, financie agendas progressistas mundo afora: os movimentos de esquerda de hoje lutam contra princípios conservadores, que são elementos de resistência ao projecto globalista de George Soros.
Mais do que isso, muitos destes movimentos progressistas não lutam pelos mais oprimidos, mas se vendem como bem-intencionados, politizando problemas de fato reais, para imporem sua ideologia sobre a sociedade. Por exemplo, é evidente que existe machismo em diversas partes do mundo, o problema é politizar o tema para impor uma ideologia e um CONTROLE sobre a sociedade, transformando todo homem num potencial machista e toda mulher numa potencial vítima. Por outras palavras, por meio de uma guerra de narrativas, exploram-se ressentimentos para imporem uma agenda antiliberal e anti-conservadora sobre a sociedade, financiada com o dinheiro de Soros.

Por fim, será que é mera coincidência que uma pessoa adepta da ideologia de género defenda também o desarmamento da sociedade civil, o aborto, o poli-amor, ridicularize o cristianismo, admire o Obama e odeie a figura de Trump que luta contra sistema ?

Por que será que tantas pessoas pensam em bloco sobre todos estes temas? Não sei. Talvez George Soros saiba a resposta.


« Última modificação: 26/Jan/17, 23:38 por Drgon Sky »

Offline Drgon Sky

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 2.340
  • Desde: Jul 2015
Re: Politica Americana
27/Jan/17, 00:06 • #15034
Desmistificar a malta da Goldman Sachs a mandar na Casa Branca de Trump

Ex Goldman Sachs na Administração de Trump:

Steve Bannon / Steven Mnuchin / Gary Cohn / Jay Clayton

VS

Ex Goldman Sachs na Administração Obama:

Barack Obama deve a sua carreira ao Goldman Sachs, que não só foi o seu maior contribuinte financeiro quando se candidatou à Presidência, como também foi o seu maior financiador quando se candidatou ao Senado dos EUA.

mas vamos á lista abreviada:

Lael Brainard / Gregory Craig / Thomas Donilon / William C. Dudley / Douglas Elmendorf / Rahm Emanuel / Dianna Farrell / Stephen Friedman / Michael Frohman / Anne Fudge / Jason Furman / Mark Gallogly / Timothy Geithner / Gary Gensle / Michael Greenstone / Robert Hormats / Neel Kashkari / Karen Kornbluh / Jacob "Jack" Lew / David Lipton / Emil Michael / Eric Mindich / Philip Murphy / Peter Orszag / Mark Patterson / Mark Peterson / Steve Ratner / Robert Reischauer

e ainda muitos mais.... ver tudo aqui:

http://www.whiteoutpress.com/articles/q42012/list-of-goldman-sachs-employees-in-the-white-house/

È uma falácia se dizer que Trump tem malta da Goldman Sachs a mandar na Casa Branca. Quem mandava afinal na Casa Branca quando Obama era Presidente? Era o cão Português? Porque é que nunca ninguém se queixou disso antes?

Offline

  • Tribuna
  • ****
  • Mensagens: 2.668
  • Desde: Mar 2016
Re: Politica Americana
27/Jan/17, 00:22 • #26084
Desmistificar a malta da Goldman Sachs a mandar na Casa Branca de Trump

Ex Goldman Sachs na Administração de Trump:

Steve Bannon / Steven Mnuchin / Gary Cohn / Jay Clayton

VS

Ex Goldman Sachs na Administração Obama:

Barack Obama deve a sua carreira ao Goldman Sachs, que não só foi o seu maior contribuinte financeiro quando se candidatou à Presidência, como também foi o seu maior financiador quando se candidatou ao Senado dos EUA.

mas vamos á lista abreviada:

Lael Brainard / Gregory Craig / Thomas Donilon / William C. Dudley / Douglas Elmendorf / Rahm Emanuel / Dianna Farrell / Stephen Friedman / Michael Frohman / Anne Fudge / Jason Furman / Mark Gallogly / Timothy Geithner / Gary Gensle / Michael Greenstone / Robert Hormats / Neel Kashkari / Karen Kornbluh / Jacob "Jack" Lew / David Lipton / Emil Michael / Eric Mindich / Philip Murphy / Peter Orszag / Mark Patterson / Mark Peterson / Steve Ratner / Robert Reischauer

e ainda muitos mais.... ver tudo aqui:

http://www.whiteoutpress.com/articles/q42012/list-of-goldman-sachs-employees-in-the-white-house/

È uma falácia se dizer que Trump tem malta da Goldman Sachs a mandar na Casa Branca. Quem mandava afinal na Casa Branca quando Obama era Presidente? Era o cão Português? Porque é que nunca ninguém se queixou disso antes?

Ninguém se queixou? lol

a conversa das pessoas estarem fartas do 'establishment' era/é porquê? Exactamente por essas coisas.

Muitos votos do Trump se deveram a ele se assumir um outsider e 'combater' o 'establishment', o poder instalado, o dinheiro a controlar a politica.

O Problema é que chegou "lá" e fez exactamente o mesmo..aliás, fez ainda pior ao nomear pessoal do mais deplorável e ignorante possível. Muitos, por coincidência contribuíram ($$$) para a sua campanha e/ou para os Republicanos.

Oligarquia total.

Online MiguelDeco

  • Tribuna Presidencial
  • *****
  • Mensagens: 19.953
  • Desde: Set 2013
  • Membro do Mês Dezembro/2018
Re: Politica Americana
27/Jan/17, 10:51 • #54010
Muito bom 

Ao contrario de outros que não consegues interpretar nada de nada, por acaso acredito que não acreditas nas patetices que escreveste e até acho que ta bom.

Não sei ao certo qual foi o momento em que deixei de te achar piada e comecei a ver que não passas disto. Mandas umas bojardas mas quando confrontado com o que pensas e o que disseste fazes sempre o mesmo. Não respondes e dás uma de superioridade dizendo que os argumentos dos outros não prestam sem que se conheçam os teus, um pouco à semelhança de outros também tenho que confessar. À semelhança do trump também só enganas quem quer ser enganado.

Offline místicadoPedroto

  • Bancada central
  • ***
  • Mensagens: 1.057
  • Desde: Jan 2017
Re: Politica Americana
27/Jan/17, 11:02 • #60056
https://www.nytimes.com/2017/01/26/world/mexicos-president-cancels-meeting-with-trump-over-wall.html?hp&action=click&pgtype=Homepage&clickSource=story-heading&module=a-lede-package-region&region=top-news&WT.nav=top-news
Tens o meu respeito.

A atitude sim, se bem que depois de todos os felácios que lhe fez e todas as vergonhas a que prestou o seu País, não tinha muita margem para outra coisa.

Mas respeito por esse ser repugnante?
Nunca. Nem os seus compatriotas o têm.

Bem, noutras notícias, ontem perdi um pouco de tempo a actualizar-me sobre os últimos movimentos do Poupas e confesso...vejo a coisa a ficar preta.
Seriamente preta e rapidamente.