Deco

F

Francisco Oliveira

Guest
> Ultra Dragon Comentou:

> Bela capa e que bela frase.....acho que diz tudo...:)
----------------------------------------------
Capa e entrevista dizem muito. A SAD hoje deveria ter comprado um jornal O Jogo para cada elemento de cada plantel desde os seniores até ás escolinhas. Para os seniores também colocava a capa no cacifo de cada um para pensarem que as ofertas que os empresários lhe cantam ao ouvido só tem interesse para o próprio empresário, salvo raras excepções. Para a formação seria importante irem-se mentalizando que estão no topo e no sitio certo para um dia serem alguém como profissionais de futebol.
 
F

Francisco Oliveira

Guest
> Deco_10 Comentou:

> O tópico devia mudar para DECO.
------------------------------
x2
 

Mirif

Tribuna
9 Outubro 2006
3,910
862
Grande DECO, por mim, um dos melhores jogadores que passou pelo FCPORTO!!!
 

Spipol

Tribuna
14 Maio 2007
4,495
0
A entrevista de hoje é para ler e reler como já foi referido... ! Boa sorte para o brasileirão...
 
U

Ultra Dragon

Guest
Deco recorda final «emocionante» de Sevilha

21 de Maio de 2003. FC Porto x Celtic. Final da Taça UEFA. Meia hora de jogo. Capucho desmarca Deco, que remata, mas a bola sai à figura do guarda-redes Douglas. Sairiam dos seus pés, mesmo assim, dois dos golos dos dragões. «Era um emblema muito forte», relembra Deco em entrevista ao zerozero.pt, «o Larsson ainda jogava», evoca, lembrando o perigo que o avançado sueco sempre provocava, ele que até marcou dois golos precisamente nessa final em que os azuis e brancos conquistaram a primeira e única Taça UEFA portuguesa.

«Fizemos 1-0, eles empataram, fizemos o segundo e eles voltaram a empatar e acabámos por ganhar o jogo no prolongamento», suspira, ele que armou o primeiro golo, brilhante jogada, remate de Alenichev, Derlei na recarga inaugurou o marcador.

«A final foi emocionante. Estava muito calor, foi em Sevilha, estavam 40 graus». Se calhar estavam mais, Deco. 120 minutos de jogo em plena Andaluzia, aliados aos nervos de uma equipa que estava a um passo de um feito gigante, bem que elevavam a temperatura em torno do Olímpico de La Cartuja, estádio ao ladinho do rio Guadalquivir.

Larsson, (a evocação é justa, Deco!) voltou a fazer das suas e empatou o jogo mas o «mágico número dez» como cantavam os adeptos dos dragões rapidamente tirou um coelho da cartola, serviu Alenichev que voltou a colocar o FC Porto na frente.

Três minutos depois Larsson empata e só aos 115 minutos o ninja Derlei encerrou o festival de golos, coisa rara numa final europeia. «Eu achava que éramos superiores em termos de qualidade mas foi um jogo mais complicado do que esperávamos. Foi muito bom, uma final muito boa», sorriu Deco, lembrando esse minuto 115 e o golo da vitória que Derlei apontou.

De todas as equipas que se atravessaram na caminhada azul e branca Deco relembra a Lazio, que possuía «uma equipa muito boa» mas, o FC Porto acabou por eliminar o emblema italiano «quando ninguém esperava»: «Ganhámos lá e em casa», atira, confundindo o 0-0 da segunda-mão, em Roma, com uma vitória. O sabor terá sido de conquista, com certeza. Foi no Olímpico de Roma, quais gladiadores, que os dragões garantiram o acesso à final de Sevilha.

Sete anos depois o FC Porto volta à final da prova, agora chamada de Liga Europa. O segredo, simplifica o actual jogador do Fluminense, chama-se «estrutura»: «É um clube muito bem estruturado, bem gerido, bem organizado. Sempre que vende jogadores consegue fazer grandes equipas novamente. Acho que esse é o grande segredo do FC Porto, tem uma estrutura muito forte e isso faz com que tenha sucesso», explicou, ele que também saiu da invicta e rumou ao Barcelona, em 2004, logo a seguir ao outro feito dos azuis e brancos, a conquista da Liga dos Campeões.

«Essa equipa que tínhamos era uma equipa muito forte. Se o FC Porto tivesse condições de manter a equipa teria ganho uma ou duas Ligas dos Campeões. Pelo menos mais uma! Com certeza poderia ter ganho porque era uma equipa muito forte», elogia, ele que viu vários dos seus companheiros de equipa a rumarem a fortes emblemas europeus depois desta caminhada.

O eterno «mágico número dez», que continuou a encantar os portugueses na selecção nacional, mesmo depois de abandonar o FC Porto, encontra muitas semelhanças entre os dois FC Portos versão 2003 e versão 2011: «Treinador jovem e a começar, como era o caso do Mourinho na época. Uma equipa com jogadores muito bons mas que na Europa não tinham tanta visibilidade. Hoje têm graças a essa campanha do FC Porto... Acho que tem muita coincidência», analisou, deixando no ar o bom prenúncio para os azuis e brancos.

Video: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ZQjKRlbseFw

Zerozero
 
D

Dragão do Sul

Guest
Deco pondera final da carreira

Deco está a ponderar abandonar a carreira. De acordo com o site globoesporte as sucessivas lesões – sete no espaço de nove meses e apenas 30 jogos efectuados -, estão a fazer com que o luso-brasileiro esteja a considerar abandonar os relvados.

O médio pediu que o Fluminense lhe concedesse cinco dias para reflectir sobre o seu futuro.

O contrato de Deco com o Fluminense termina em 2012.

No dia 19 de Julho, durante uma conferência de imprensa, o médio falou sobre as lesões que o tem fustigado nos últimos meses.

«Isso é um problema meu. Onde eu vou jogar sou eu que vou decidir e mais ninguém. Lesões toda a gente tem. Comigo acontece com mais frequência, sim, mas se todos que se lesionarem pensarem em parar. A Minha ideia é cumprir o contrato até o fim. E podem ter certeza que se eu chegar nalgum momento em que não tiver mais condições de jogar, serei o primeiro a falar», frisou o antigo jogador do FC Porto.

Deco jogou apenas 30 dos 61 encontros que o Fluminense realizou desde que foi contratado, em 2010.

Pravda
 

ElTigre

Bancada central
15 Abril 2011
1,710
2
London, UK
Para mim o melhor que alguma vez vi no FC Porto.

Classe pura, toque de bola fino e incomparável, um génio em qualquer campo e um dos número 10 mais puros que alguma vez vi jogar.

Obrigado por tudo, grande Deco.
 
D

Diogo Loureiro

Guest
Um jogador que para além do que nos deu dentro de campo, desde que saiu só teve palavras de dedicação e amor para o nosso clube.

Obrigado mágico!
 
H

hast

Guest
Deco sentiu-se \"pressionado\" a escolher Portugal

Deco revelou ontem que sentiu \"muita pressão\" de Gilberto Madail e Pinto da Costa para se naturalizar português, assumindo que não está arrependido por ter deixado para trás a hipótese de jogar pelo seu país natal. \"Tomei essa decisão em 2002. Estava a jogar bem no FC Porto, mas naquela altura o futebol português não tinha a mesma visibilidade que tem hoje. O presidente da Federação [Gilberto Madail] e o presidente do FC Porto [Pinto da Costa] fizeram muita pressão para que eu pudesse representar a selecção de Portugal. Toda a minha carreira foi feita lá e as pessoas na rua pediam-me para eu jogar pela Selecção. Não me arrependo de ter escolhido este caminho porque fui muito feliz na Selecção portuguesa\", revelou o médio do Fluminense, acrescentando que a sua decisão em representar Portugal foi \"um gesto de gratidão\". \"Sabia que podia chegar facilmente à selecção do Brasil, porque na altura já era pretentido por grandes clubes. Porém, acabei por sentir-me muito identificado com Portugal e a escolha foi um gesto de gratidão com um país que me deu tudo\", rematou Deco, que, apesar de ter treinado condicionado ontem, é presença certa no dérbi de amanhã frente ao Flamengo.
«OJOGO»

* * * * *

... \"Sabia que podia chegar facilmente à selecção do Brasil, porque na altura já era pretentido por grandes clubes. Porém, acabei por sentir-me muito identificado com Portugal e a escolha foi um gesto de gratidão com um país que me deu tudo\"

Vénia, craque em tudo.
 
T

Timofte 2-3

Guest
Pinto da Costa vai homenagear Deco

Com a carreira de Deco nos relvados a aproximar-se do inevitável fim, o FC Porto projecta um jogo de homenagem para o seu antigo número 10. Isso mesmo nos foi dito por Pinto da Costa, que manifestou a ideia de promover um encontro no Estádio do Dragão, associando-se a um dos maiores símbolos da história do clube e figura incontornável nos títulos europeus da era Mourinho. Deco está no Fluminense, mas não esconde que tem os dias contados, assim como nunca escondeu que o FC Porto passou a ser o clube do seu coração.

jogo
 

otilious

Moderator
21 Março 2007
64,879
8,592
Conquistas
7
Horta
  • Alfredo Quintana
  • Campeão Nacional 19/20
  • Taça de Portugal 19/20
  • Supertaça 19/20
Marmita somos dois, apesar de terem feito um FC Porto-Leixões, que serviu digamos assim de despedida do Baía, mas não na forma como se desejava.

Sugiro ao NGP, que aproveite essa homenagem e junte o maior número de jogadores possíveis e que ficaram na história do FC Porto.
 
T

Tripeirofcp

Guest
> Marmita Comentou:

> Até pode merecer...mas ainda estou á espera como portista da homenagem ao nosso Vitor Baía !

--------------------------------------------------------

Ora aí está....