Drulovic

H

hast

Guest
Ljubinko Drulovic nasceu a 11 de Setembro de 1968, em Nova Varos.
Começou a carreira na Jugoslávia, mas aos 24 anos tentou a sorte no estrangeiro. Assinou contrato com o Gil Vicente, de Barcelos. Destacou-se logo no clube minhoto e na época de estreia, em 1992/1993, fez 32 jogos e marcou dez golos. Na temporada seguinte, continuou a protagonizar boas exibições e chamou a atenção de clubes mais poderosos. Assim, a meio da época, o Futebol Clube do Porto foi buscar Drulovic ao Gil Vicente, onde em doze jogos o avançado jugoslavo tinha marcado sete golos. Adaptou-se bem à equipa das Antas e afirmou-se como titular logo desde o início e fez 11 golos em 21 jogos.
Na temporada seguinte, 1994/95, Drulovic sagrou-se pela primeira vez campeão nacional, tendo contribuído com cinco golos em 23 jogos pelo FC Porto. Foi o primeiro de cinco títulos consecutivos conquistados pelo clube do Porto (um feito inédito em Portugal) e sempre com a participação de Drulovic. Nas Antas também venceu quatro Taças de Portugal.
O extremo-esquerdo, para além de marcar golos regularmente, também se caracterizou ao longo da sua carreira por dar assistências para os outros jogadores, ou seja, fazer passes que acabam por resultar em golo.
Essa característica notou-se principalmente a partir da temporada 1996/1997 que coincidiu com a chegada do goleador brasileiro Mário Jardel ao FC Porto. Este avançado foi o melhor marcador do campeonato português durante quatro anos consecutivos e contou com a ajuda de Drulovic que, entretanto, passou a marcar menos golos.
Durante este período áureo do FC Porto, Drulovic foi chamado regularmente à selecção da Jugoslávia, a qual representou no Mundial de 1998, disputado em França. A Jugoslávia foi eliminada pela Holanda nos oitavos-de-final da prova. Drulovic, apesar de nem sempre ser titular pela equipa do seu país, foi internacional mais de trinta vezes.
Na temporada 2001/2002, ao fim de quase oito anos nas Antas, Drulovic trocou o FC Porto por um clube da capital, já que não chegou a acordo para renovar contrato com o clube das Antas. Mas em Lisboa nem tudo correu pelo melhor para o futebolista jugoslavo, já que apesar de ter feito 31 jogos e cinco golos, a sua nova equipa não passou do quarto lugar no campeonato.
Em 2003, Drulovic assinou pelo Partizan de Belgrado, clube que passou a representar na época 2003/04.
 
D

davidfreitas

Guest
Fazia grandes cruzamentos com a parte externa do pé (não me lembro de lhe chamarem trivela na altura...) e quando o fazia era 70% golo... era idolo de infancia, pois também sou esquerdino... Desiludiu-me a passagem pelos mouros, nem percebo bem o porque de ir até lá, foi o ponto negro da carreira. Fiquei surpreendido nao ter sido assobiado quando jogou contra o porto..
 

Drakonyaz

Tribuna
18 Julho 2006
2,557
1
Câmara de Lobos, 1975
Ljubimko DRULOVIC – 11-09-1968 – Nova Varos (Jugoslávia)

Carreira futebolista: FC Zlatar (79-85) – FK Sloboda (85-89) – FK Rad Belgrado (89-92) – Gil Vicente (92-Dez.93) – FC PORTO (Dez.93-01) – equipa do cccolombo (01-03) – Partizan Belgrado (03-04) – Penafiel (04-05)

Carreira treinador: GD Tourizense (Jun.06-Nov.06) - FK Banat Zrenjanin (Abr.08-Jun.08) - NK Drava Ptuj (Eslovénia) (Jun.08-...)

Carreira no FC PORTO:

93-94 - 31 Jogos - 13 Golos
94-95 - 34 Jogos - 8 Golos
95-96 - 44 Jogos - 12 Golos
96-97 - 42 Jogos - 3 Golos
97-98 - 42 Jogos - 6 Golos
98-99 - 42 Jogos - 4 Golos
99-00 - 53 Jogos - 6 Golos
00-01 - 38 Jogos - 6 Golos

Total : 326 Jogos - 58 Golos

Palmarés no FC PORTO:

Campeão Nacional (5): 94-95; 95-95; 96-97; 97-98; 98-99.
Vencedor da Taça de Portugal (4): 93-94; 97-98; 99-00; 00-01.
Vencedor da Supertaça Portugal (5): 93-94; 94-95; 96-97; 98-99; 99-00.

Selecção Jugoslávia: 38 Jogos - 3 Golos

Tem a curiosidade de ser o unico jogador que conheço que alinhou por duas equipas na mesma jornada do campeonato nacional da 1ª divisão, facto que naltura gerou contestação por parte dos inimigos do costume.
 
H

hast

Guest
Com a particularidade de ser dos pouquíssimos jogadores, [a par dele só(!) aparecem mais 5 nomes] como únicos jogadores com o Penta conquistado na história do futebol português. Foi uma honra para o FC Porto ter nas suas fileiras, jogadores do calibre do \"Drulo\". Sempre educado e sempre a chegar \"fogo\".
Quanto à questão de ter ido para um clube lisboeta, já em fim de carreira e mais do que espremido, o Drulovic fez muito bem em aceitar um bom contrato. Penso eu de que... pois não conheço os números da altura.
Também ajudou, à sua maneira, a delapidar os cofres dos abutres. ;-)
 
F

fcporto87

Guest
Foi do tipo de luis figo do campeonato português, se bem que se é verdade o que se diz sobre o seu salário, não podemos levar muito a mal...
 

Ferjo

Tribuna
18 Julho 2006
4,839
0
Perth Australia
Porque do tipo luis figo? Ele chegou a assinar dois contratos ou simplesmente nao quis renovar o contrato? \'E que h\'a uma grande diferenca!
 
V

val

Guest
era um jogador com uma técnica excepcional, se hoje se fala de assistências ele foi um dos reis , conseguia pôr a bola onde queria, os seus cruzamentos eram na realidade meio golos.
a sua ida para o clube da bosta foi uma desilusão, mas enfim... se ele agora vai ao dragão assistir e puxar pelo porto , é uma boa notícia ,que me contenta muito.
 
H

hast

Guest
Houvesse quem finalizasse, que as preocupações com o fabrico dos lances de golo podiam ser entregues, quase em exclusivo, a Drulovic. Chamavam-lhe o”senhor Assistências”, podiam chamar-lhe o “Bom Companheiro”, tal a forma como criava para os outros brilharem. Porque não era um goleador e, como costumava dizer, só tinha uma oportunidade de golo por jogo, que podia ou não marcar. E ninguém consegue cem por cento de eficácia.
A solidariedade era um dos seus atributos – e de que outra forma poderia ser tão gentil com os seus companheiros? -, seja na vida privada seja no relvado. Jardel deve-lhe muitos golos, como antes ficou a dever-lhe Domingos e, depois, seria outro qualquer, se Jardel saísse. O génio de Drulovic era mesmo assim, capaz de pegar na bola, ultrapassar os adversários que lhe saíssem ao caminho e, no momento exacto, descobrir a via por onde passaava a bola dirigida ao companheiro que a desviaria para dentro da baliza.
Foi contratado ao G. Vicente já decorria a época 1993/94, depois de Robson ter substituído Ivic. Demorou uns tantos jogos a impor a sua qualidade ímpar, cativando o lado esquerdo do ataque. Ao longo dos cinco anos até ao Penta, não se limitou a subir de rendimento, foi-se tornando, gradualmente, mais regular, ele que foi acusado por Bobby Robson de, por vezes, adormecer em campo e precisar de um grito para acordar. Era o seu jeito que intimidava adversários. O pé esquerdo tratava a bola como queria e colocava-a onde era necessário, em qualquer flanco, porque, ao longo do tempo, “Drulo” foi-se tornando vagabundo, alternando, durante um jogo, entre os dois flancos. Curiosamente, mesmo no lado direito, era com o pé esquerdo que cruzava ou fazia os passes. É que o direito era quase cego (marcou um golo no último jogo do Penta), mas o esquerdo compensava.
 
T

Timofte 2-3

Guest
Só borrou a pintura no final da carreira mas isso é outra história...
 

jsm

Tribuna
29 Abril 2007
3,318
4
Foi um grande jogador do FCPORTO. Está tudo dito. Se formos por este caminho também o Gomes \"borrou\"a escrita quando foi para os lagartos!
 

otilious

Moderator
21 Março 2007
58,102
1,744
Horta
> jsm Comentou:

> Foi um grande jogador do FCPORTO. Está tudo dito. Se formos por este caminho também o Gomes \"borrou\"a escrita quando foi para os lagartos!


-------------------------------------------------------------------------------------------------

Mas o Drulovic rejeitou uma BOA proposta para renovar com o FC Porto e não gostei de ter sido apresentado no Benfica logo no dia seguinte ao contrato que o ligava ao FC Porto ter terminado e por isso até compreendo o Timofte e agora com o passar dos anos é natural não se dar tanta importância (e por não ter feito nada de especial no Benfica), mas na altura custou-me bastante essa mudança de um jogador que sempre apreciei pelas suas enormes qualidades como jogador.
 

sirmister

Tribuna Presidencial
21 Março 2008
46,454
5,798
Conquistas
1
  • Abril/19
Grande jogador, um dos meus preferidos de sempre dos que passaram pelo FCP. Se o JVP era o pai do Jardel o drulo devia ser o avo ou algo parecido tantas foram as bolas que lhe pos na cabeça.
 

JORGE ARAUJO

Tribuna Presidencial
6 Setembro 2006
7,312
782
Conquistas
2
Braga/Viana do Castelo,1976
  • Domingos
  • Fernando "Bibota" Gomes
Primeiro começou por ser um achado,o gil ficou de mal connosco pois era o seu abono de familia,jogava sozinho na frente e resolvia.Quanto para cá vei teve uma evolução fantástica a ponto de se tornar uma referencia da história do clube.

Quanto ao facto de ter ido para o slm não sei se o ei-de condenar ou não,emocionalmente jamais lhe perdoarei,racionalmente respeito que com a idade que tinha na altura fazer um contrato de 20 mil contos por mês foi obra,era um valor que nós jamais pagaríamos.Pior que isso foi o facto de ter sido um \"joguete\" nas mão do veiga.
 
D

Don Corleone

Guest
Drulovic: «Não há muitos como eu»

FOI O PRIMEIRO REFORÇO DE INVERNO PORTISTA

RECORD – Sabe que foi o primeiro reforço de inverno entre os grandes portugueses?

DRULOVIC – Fui o primeiro? Não sabia. Por acaso até me lembro muito bem de tudo, sei que assinei a 16 de dezembro de 1993, mas não tinha ideia de ter sido o primeiro. Foi um passo decisivo para a minha carreira, a realização de um sonho. Foi tudo muito rápido, só estive um ano e meio no Gil Vicente e até tinha tido contactos com o Sporting e o Benfica. Lembro-me que o presidente do Gil queria vender-me ao Benfica, mas havia uma crise diretiva por causa do Manuel Damásio e eu escolhi o FC Porto. Com alguma polémica à mistura, foi uma opção muito boa.

R – Ainda marcou 11 golos pelo FC Porto, mas o Benfica é que foi campeão…

D – Já levava 7 golos no Gil Vicente, o que não era fácil. Estava a jogar muito bem e assinar por um grande foi a sequência natural. Nessa época, fiz mais de 20 golos em todas as provas e fui o 2.º melhor marcador. Continuei a jogar bem no FC Porto, a equipa cresceu muito com Bobby Robson e acabámos o ano a ganhar a Taça ao Sporting. Nos anos seguintes, todos sabem o que aconteceu.

Fonte: Rasc

Tal como ele, também não sabia que tinha sido o primeiro reforço de Inverno. E que reforço! Venham mais assim!...
 
D

Dragão do Sul

Guest
> jovifcp Comentou:

> Foi ele que \"inventou\" a trivela certo?

----------

Acho que a \"trivela\" foi criada pelo Rivelino. Os mais velhos que se cheguem á frente. :)
 
D

Dragão do Sul

Guest
Do Drulovic tenho a memória de grandes assistências, fantásticos momentos de futebol, golos importantissimos.

Tenho a memória do falhanço a acabar o jogo em frente ao Rossi num jogo em que se vencessemos o Milan jogaríamos a 1/2 Final em casa com o AS Mónaco. Como não marcou fomos ao Campo Nou levar 3 batatas.

Tenho a memória de como nos trocou pelo Carnide. A propósito dessa troca e daqueles 6 meses na bancada que o NGP e bem lhe mostrou, lembro-me de o ver, durante esse periodo, a passear alegremente no CC Vasco da Gama com a familia. Fiquei surpreendido e totó como sou nunca me passou pela ideia que já andasse a conhecer os \"cantos à casa\"... até porque nem se falava de uma transferência cá para baixo