Jorge Costa

  • Iniciador de Tópicos SuperDragão
  • Data de início
S

SuperDragão

Guest
Jorge Paulo Costa Almeida, nascido a 14 de outubro de 1971, no Porto, é um dos jogadores com mais títulos em Portugal, tendo ganho oito campeonatos, uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões, sempre ao serviço do Futebol Clube do Porto.
Jorge Costa iniciou a sua carreira de defesa-central nas camadas jovens do FC Porto e tornou-se presença assídua nas selecções portuguesas. Em 1991 sagrou-se campeão do mundo de sub-20, num campeonato que decorreu em Portugal derrotando o Brasil na final.
Nessa altura, Jorge Costa alinhava no Penafiel, por empréstimo do FC Porto, passando em 1991/92 a representar o Marítimo.
Mais experiente, Jorge Costa regressou em 1992 ao velho estádio das Antas, onde esteve praticamente durante dez anos. Durante este período conquistou seis campeonatos, quatro taças de Portugal, cinco supertaças e passou a ser o capitão de equipa. Substituiu nestas funções o defesa João Pinto, quando este abandonou o futebol em 1998. Apesar de ter sofrido algumas lesões graves, Jorge Costa foi quase sempre titular indiscutível na defesa portista.
Contudo, em 2001/2002 deixou de fazer parte da equipa titular, então treinada por Octávio Machado, e a meio da época foi transferido para o Charlton, da Primeira Liga inglesa, onde fez 26 jogos e foi considerado um dos melhores estrangeiros da história do clube.
Na temporada seguinte, já com José Mourinho à frente da equipa técnica, Jorge Costa regressou ao FC Porto para ser titular, e de novo capitão, tendo somado ao seu palmarés mais dois títulos nacionais, uma Taça de Portugal, uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões, as duas mais importantes competições europeias de clubes, assim como a Taça Intercontinental.
Em 2005/2006, com a chegada do treinador holandês Co Adriaanse, Jorge Costa voltou a perder o seu lugar na equipa e optou por jogar no campeonato belga, no Standard Liège.
Jorge Costa representou regularmente a selecção portuguesa e esteve presente no Europeu 2000, na Bélgica e Holanda, e no Mundial de 2002, na Coreia do Sul e Japão. Falhou a presença no Euro'96 devido a uma lesão. Resolveu abandonar a selecção após o Mundial 2002, tendo sido 50 vezes internacional pelo seu país.

Fontes: Wikipédia e Infopédia
 
C

Costinha_87

Guest
Co Adriense apesar de ter tido atritos com ele foi quem melhor o definiu dizendo simplesmente que ele era: O Senhor Porto.
 
H

hm1893

Guest
Capitão de cima a baixo, e excelente central. Não merecia passar pelas agruras que passou no NGC.
 
S

SuperDragão

Guest
Um grande capitão que deu sempre o máximo em prol do clube. Sempre imbuído de um espirito combativo e guerreiro foi um pilar fundamental numa das mais belas páginas da história do FCPorto. A sua raça estava sempre presente em cada lance disputado em campo. Representava a mística do clube.
 

Komodo

Tribuna Presidencial
12 Dezembro 2012
7,626
519
33
Vila do Conde
Estava agora a preparar me para ver o jogo Gabão vs Angola quando me apercebi que o treinador do Gabão é o Jorge Costa.

Já não me lembrava que tinha assumido esta nova etapa. Toda a sorte do mundo para o grande capitão.
 

jardel

Tribuna Presidencial
10 Outubro 2012
13,501
1
Amanhã entrevista no Porto Canal. Gostei muito dos teasers. Não percam.
 

Blashyrkh

Tribuna Presidencial
11 Julho 2016
7,384
0
Conquistas
1
  • Novembro/17
excelente entrevista. soube a pouco. que saudades do Bicho, que saudades daqueles tempos.
 

pausa

Bancada lateral
25 Maio 2014
526
115
Conquistas
1
  • Campeão Nacional 19/20
Que recordações e sentimentos trouxe o bicho, grande entrevista.
 

Villas

Tribuna Presidencial
16 Julho 2013
11,529
3,104
Blashyrkh disse:
excelente entrevista. soube a pouco. que saudades do Bicho, que saudades daqueles tempos.
O Iran Costa foi e sempre será um dos maiores marcos da nossa história
 

slowboy

Tribuna Presidencial
18 Julho 2006
13,013
751
Conquistas
1
  • José Maria Pedroto
Grande momento no Porto Canal!

Fiquei colado às 2 horas de entrevista com o Bicho.

Para quem diz que a mística é uma treta recomendo verem esta entrevista.
Já nem falo numa equipa de alta competição, mas em qualquer organização ou grupo de trabalho mais exigente, o objectivo comum, espírito de grupo, de entreajuda, responsabilidade, a resiliência aos contratempos, confiança no colega do lado e o espírito do vai ou racha fazem a diferença.

Gosto sempre de olhar em frente... mas que saudade de ter a braçadeira naquele braço.
 

apostador87

Tribuna
26 Novembro 2013
3,817
952
Conquistas
2
33
Lagos
  • Pinto da Costa
  • Deco
Entrevista nostálgica.

Gostei da parte em que diz: "Que é que estou a fazer?A regressar ao Porto quando eles estão a buscar jogadores ao Leiria ,Setubal ,benfica b.

Nem ele nem nós sonhávamos com o inicio da mais bela página dourada do nosso clube.