Política nacional

sirmister

Tribuna Presidencial
21 Março 2008
48,069
8,110
Conquistas
1
  • Abril/19
tripeiro_de_gema disse:
O problema dos CTTs é a falta de concorrência, é o que dá a intervenção estatal na economia, criam-se monopólios. E agora querem nacionalizar uma empresa com prejuízo? Que irresponsabilidade.

Eu não estou absolutamente nada preocupado com os lucros, desde que façam um bom serviço público é o que interessa.

Mas porque só se fala da privatização dos CTTs, porque não fala das outras? Não convém falar dos Estaleiros de Viana?

Bonito foi a nacionalização da TAP.
O problema dos CTT é o mesmo que das outras, primeiro colocam trojans a destruir as empresas e depois dizem que a alternativa é privatizar, e depois o estado (nós) é que continua a pagar.
 

Devenish

Tribuna Presidencial
11 Outubro 2006
16,229
1,524
Conquistas
1
Porto
  • Março/19
sirmister disse:
O problema dos CTT é o mesmo que das outras, primeiro colocam trojans a destruir as empresas e depois dizem que a alternativa é privatizar, e depois o estado (nós) é que continua a pagar.
E quem coloca "trojans a destruir as empresas"?
É a esquerda "ultra radical"?
 

Celta7

Tribuna Presidencial
9 Março 2012
5,312
327
Nirvanes disse:
É europeísta e socialmente responsável.
É um partido que sabe que não vai ter qualquer influência \ responsabilidade na próxima legislatura e portanto pode dar-se ao luxo de propor objectivos irrealistas quanto mais não seja para ganhar a simpatia do eleitorado. Ainda há uns meses atrás ouvia-os a falar em investimentos na ordem dos 500 mil milhões de euros POR ANO, num hipotético pacto verde entre os países europeus. Vivem no mundo da fantasia.
 

Hulk27

Tribuna
11 Abril 2012
4,089
136
Nirvanes disse:
A privatização dos CTT foi o que foi, um serviço que afecta toda a gente e que devia ser nacional, não tem nem deve ter de gerar lucros.

Não li o programa todo das legislativas, li na altura o das europeias.

Nem estou a dizer que vou votar no livre mas acho que é um partido que tem muito mais valor que alguns com muito mais votantes.

É o livre na esquerda e o IL na direita.
Ainda não reparaste que os serviços publicos têm vindo a ser privatizados em diversos paises da UE (França por exemplo) ? 
 

Hulk27

Tribuna
11 Abril 2012
4,089
136
tripeiro_de_gema disse:
O problema dos CTTs é a falta de concorrência, é o que dá a intervenção estatal na economia, criam-se monopólios. E agora querem nacionalizar uma empresa com prejuízo? Que irresponsabilidade.
O que não dizes é que em certos paises da UE até empresas rentaveis como é o caso  da " Française des jeux " em França ou  do aeroporto de Paris querem privatizar... E não nem tudo na vida tem que ser uma questão de dinheiro/rentabilidade.
 

dragaolux

Tribuna
10 Outubro 2016
4,395
4
docs.google.com
Portuguese deserve a clearer vision for country’s future

The public debt — €252bn in May 2019, still the EU’s third worst despite tiny improvements if measured in percentage of GDP — and fiscal burden are at all-time highs, with taxes rising (from €39bn in 2015 to €44bn in 2018) faster than meagre salaries. Slovakians, Estonians and Lithuanians have higher purchasing power than the Portuguese since 2018, according to Eurostat, while Portugal is dropping, approaching the EU’s lowest.

https://www.ft.com/content/579fd882-d943-11e9-8f9b-77216ebe1f17
 

Treinador de Bancada

Tribuna Presidencial
16 Março 2012
14,178
4,353
Conquistas
4
  • Dezembro/19
  • Bobby Robson
  • João Pinto
  • Lucho González
Hulk27 disse:
O que não dizes é que em certos paises da UE até empresas rentaveis como é o caso  da " Française des jeux " em França ou  do aeroporto de Paris querem privatizar... E não nem tudo na vida tem que ser uma questão de dinheiro/rentabilidade.
Para mim todos os serviços basilares de um país, água, electricidade, etc etc nunca deveriam ser privatizados. Representam ou a riqueza ou os serviços básicos da população.

 

JMPedroto

Tribuna Presidencial
27 Novembro 2017
5,326
2
dragaolux disse:
Portuguese deserve a clearer vision for country’s future

The public debt — €252bn in May 2019, still the EU’s third worst despite tiny improvements if measured in percentage of GDP — and fiscal burden are at all-time highs, with taxes rising (from €39bn in 2015 to €44bn in 2018) faster than meagre salaries. Slovakians, Estonians and Lithuanians have higher purchasing power than the Portuguese since 2018, according to Eurostat, while Portugal is dropping, approaching the EU’s lowest.

https://www.ft.com/content/579fd882-d943-11e9-8f9b-77216ebe1f17

Uma dívida gigantesca e com a bençâo socialista...  vão deixar uma bela fatura para os vossos filhos e netos pagarem
 

qxp

Bancada central
16 Junho 2015
1,832
16
23
JMPedroto disse:
O Livre um partido responsável? Eles são uma cópia do BE, é preciso dizer mais alguma coisa?
Está mais que visto que o socialismo e o comunismo não funciona. Mas os SJW fanáticos são logo anti-direita porque nos preocupamos com a economia do país. Depois os SJW emigram e vão para países capitalistas.

Quando a prioridade de alguém que se candidata para o governo são os sentimentos das minorias e dar direitos absurdos por gênero e cor.
Eu uso e abuso do BE para me rir da estupidez mas quando os vejo a crescer nas intenções de voto sinto que o nosso futuro está a ser hipotecado.

PS: faço votos para que o PAN deixe de ter gente no parlamento
 

slowboy

Tribuna Presidencial
18 Julho 2006
13,391
1,500
Conquistas
1
  • José Maria Pedroto
António Costa diz que parecer da PGR é “absolutamente inequívoco”

“O parecer é absolutamente inequívoco sobre as conclusões. Quem tinha dúvidas, que não era o meu caso, ficaram, assim espero, esclarecidos”, disse António Costa.

https://observador.pt/2019/09/22/antonio-costa-diz-que-parecer-da-pgr-e-absolutamente-inequivoco/


Claro que não se pode interpretar a lei de forma literal. Tem de ser como convém.

Daí o Rui Pinto estar na prisão e officiais de justiça que partilharam a informação privada dos tribunais estarem livres. Inclusivé têm acesso ao citius e um deles até foi promovido!



 

Hulk27

Tribuna
11 Abril 2012
4,089
136
Treinador de Bancada disse:
Para mim todos os serviços basilares de um país, água, electricidade, etc etc nunca deveriam ser privatizados. Representam ou a riqueza ou os serviços básicos da população.
Concordo contigo, o problema é que a abertura a concorrência(mesmo dos serviços publicos) são os tratados 106 e 121 do TFUE. Os dirigentes sejam eles de esquerda ou direita só aplicam o que esta inscrito nos tratados europeus.
 

Neiva

Tribuna Presidencial
1 Dezembro 2013
6,086
5,820
Porto
Já vi algumas referências ao Livre. Não é aquele partido cuja bandeira da campanha é terem a primeira mulher negra a concorrer como cabeça de lista para as legislativas? Nas poucas vezes que apareceram no meu radar o discurso esgotava-se nisso, era só justiça social, justiça social, justiça social... Topa-se a quilómetros de distância o tipo de eleitores a quem estão a apelar.

Quem faz discurso de "coitadinhas das minorias" ou tenta jogar a carta racial nem sequer merece a minha atenção, muito menos o meu voto. Já para não falar de que é uma patetice gastarem os (poucos) recursos que têm a fazer cartazes com o facto de terem uma mulher negra a liderar as listas quando o atual primeiro-ministro nem sequer é branco.
 

JMPedroto

Tribuna Presidencial
27 Novembro 2017
5,326
2
Governo perdeu a paciência na TAP. “Deveriam demitir-se”


A TAP apresentou prejuízos históricos em 2018, mas a gestão executiva da companhia nomeada por David Neeleman prometeu outros voos em 2019. Só que, no final do primeiro semestre, os resultados foram ainda piores, atingindo os 120 milhões de euros. Foi a gota de água na relação, já deteriorada, entre o Governo e o acionista brasileiro David Neeleman que controla o consórcio privado Atlantic Gateway, com 45% da companhia. “Deveriam demitir-se”, diz ao ECO uma fonte do Governo, referindo-se a Antonoaldo Neves, o presidente executivo da TAP.

A companhia antecipou para sexta-feira à tarde a divulgação de resultados do primeiro semestre — depois de aprovados em conselho de administração — quando percebeu que o Expresso iria noticiar o descalabro das contas, o que veio a suceder este sábado. Assim, de surpresa, a TAP enviou um comunicado às redações com os números de janeiro a julho, que o ECO também noticiou no final da tarde de sexta-feira. “As perdas da companhia aérea portuguesa chegaram quase aos 120 milhões de euros: 110,7 milhões referentes ao primeiro trimestre e nove milhões relativos ao segundo trimestre. Os valores comparam com os 26,4 milhões de euros de prejuízos que a empresa registou no período homólogo”, escreveu o ECO.

Oficialmente, ninguém faz comentários, o tema é sensível porque há eleições a 6 de outubro e foi António Costa, há quatro anos, a decidir que o Estado deveria voltar a ter 50% da companhia, o que, à data, para ser efetivado, levou o Estado a assumir a responsabilidade final por toda a dívida da TAP, coisa de que já se tinha livrado. O Governo, queira ou não, sabe que passou a ser corresponsável pelos resultados da TAP, há comités dentro da companhia que são liderados por membros indicados pelo Estado, e os incentivos criados quando foi renegociada a posição do Estado também contribuíram para a “rédea solta” de David Neeleman na companhia.

Por isso, agora, não há só desconforto ou incómodo, o tema TAP passou a ser prioridade deste Governo no dia seguinte às eleições, se o PS ganhar as eleições, como antecipam as sondagens. O objetivo do Governo não é apenas mudar a equipa de gestão, liderada por Antonoaldo Neves. Já depois das eleições, é a demissão da equipa executiva que estará em cima da mesa, mas o Estado não tem poderes formais para o fazer, no quadro do acordo parassocial que assinou com o consórcio privado. O Estado tem seis elementos no conselho de administração, um deles Diogo Lacerda Machado, nomeia o presidente, Miguel Frasquilho, mas a equipa executiva é da responsabilidade exclusiva dos privados e, dentre eles, de David Neeleman.

O objetivo estrutural é mesmo mudar de acionista, forçando a saída de David Neeleman. Há uma semana, o ECO Insider — newsletter do ECO exclusiva para assinantes — revelou que o Governo já fez contactos com a companhia aérea alemã Lufthansa para substituir Neeleman, mas defende a manutenção do empresário português Humberto Pedrosa, o outro acionista privado da TAP. Este sábado, o Expresso confirma a informação e acrescenta outro candidato: a United.

Se os resultados de 2018 foram apresentados como uma “anormalidade” que seria ultrapassada em 2019, a TAP já sabe, e o Governo também, que os prejuízos vão repetir-se este ano. E acabaram-se as desculpas. No comunicado, a TAP esforça-se por mostrar que o segundo trimestre correu menos mal do que o primeiro e, segundo informações apuradas pelo ECO, o verão ultrapassou os números de 2018. Só que há um “pormaior”. Quando os resultados do primeiro trimestre se verificaram, a gestão executiva decidiu dar um “salto em frente” e apostou na estratégia de encher os aviões com preços de arromba, a baixo custo, para garantir receita. Logo, perante a oportunidade, já está vendida uma parte significativa da oferta para o segundo semestre e já não será possível mudar esses preços mesmo que o mercado apresente uma melhoria significativa. A narrativa da equipa executiva da TAP, agora, é outra: se os resultados serão negativos, os resultados operacionais vão ser melhores do que em 2018.

Agora, em privado, o bode expiatório da gestão liderada por Antonoaldo Neves é outro brasileiro, Elton D’Souza, que até ao fim de julho esteve à frente da gestão de receitas da TAP, era o chief revenue officer, e passou a liderar a NetJets Europa, uma companhia especializada em aviação para executivos. Mas as desculpas da equipa executiva da TAP já não servem para o Governo, que perdeu a confiança com o episódio dos prémios atribuídos a alguns quadros em cima de prejuízos históricos.


Eu pago
Tu pagas
Eles lucram


mais um belo exemplo de nacionalização patrocinado pelo partido das bancarrotas....


quando sentirem mais aumentos de impostos nos vossos salários, lembrem-se destas socialices
 

sirmister

Tribuna Presidencial
21 Março 2008
48,069
8,110
Conquistas
1
  • Abril/19
A maior ameaça ao Costa é o JJ voltar a portugal.

https://twitter.com/antoniotabet/status/1175539773789880321

E já se já está a preparar para a guerra com o JJ

https://twitter.com/SubsequentAct/status/1175893912352960512
 

tripeiro_de_gema

Tribuna Presidencial
26 Maio 2014
7,531
1,863
Conquistas
5
  • Taça de Portugal 19/20
  • Deco
  • Lucho González
  • Campeão Nacional 19/20
JMPedroto disse:
O Livre um partido responsável? Eles são uma cópia do BE, é preciso dizer mais alguma coisa?
O Livre foi fundado por ex-militantes do BE de Louçã, como Rui Tavares e Ana Drago. O Daniel "Monocelhudo" Oliveira aquele que agora anda a comentar na TV e nos jornais a comentar, também ex-BE e actualmente militante do Livre.
 

Philipp

Tribuna Presidencial
25 Janeiro 2015
27,465
1,589
Na actualidade temos Trudeau como líder do Canadá, Trump como líder dos EUA e Bolsonaro como líder do Brasil. Qual dos 3 poderia ser pressionado a demitir-se por ser racista?

Antes deste episódios com o Trudeau a esmagadora maioria diria o Trump ou o Bolsonaro. Seria irónico o Trudeau demitir-se por um caso de racismo e o Trump e o Bolsonaro continuarem no poleiro mas penso que todo este episódio diz bem de como está a sociedade hoje em dia. Em alguns países a situação é pior que noutros e felizmente que aqui na Europa a Le Pen e outros fascizoides ainda têm, apesar de tudo, rédea curta.